SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número1Editorial índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

versão On-line ISSN 1982-0232

Rev. soc. bras. fonoaudiol. vol.17 no.1 São Paulo jan./mar. 2012

http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342012000100001 

Editorial

 

 

Dra. Fernanda Dreux M. Fernandes

 

 

A partir deste primeiro fascículo de 2012 a Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia passa a ser publicada integralmente em Inglês e Português. Trata-se de mais um desafio para o qual, tenho certeza, contaremos com o apoio e o envolvimento de toda a comunidade científica da Fonoaudiologia. A publicação bilíngue da Revista visa ampliar seu impacto internacional e, ao mesmo tempo, manter seu papel de difusão do conhecimento produzido por e para o fonoaudiólogo brasileiro.

O primeiro Artigo Original intitula-se Avaliação eletromiográfica dos músculos da mastigação de indivíduos com desordem temporomandibular submetidos a acupuntura e é descrita por Borin, Corrêa, Silva e Milanesi em um estudo com 40 mulheres com idades entre 20 e 40 anos.

O Desempenho de idosos brasileiros no teste de deglutição de 100 ml de água foi estudado por Moreira e Pereira em 18 idosos institucionalizados, possibilitando a obtenção de dados fundamentais para a prática clínica a partir de procedimentos simples de investigação.

As Alterações de linguagem em pacientes idosos portadores de demência avaliados com a Bateria MAC foram estudadas por Koehler, Gindri, Bós e Mancopes em um grupo de 13 sujeitos e possibilitaram que os autores concluissem que esse teste é util na caracterização dessa população.

Pagliarin, Brancalioni e Keske-Soares investigaram a Terapia fonológica a partir da estimulação de sons isolados e em conjunto, abordando os métodos de Oposições Múltiplas e o ABAB-Retirada e Provas Múltiplas, e concluíram que ambos os métodos propiciam resultados positivos.

Em outro trabalho do mesmo grupo, Wiethan e Mota estudaram o Emprego de estratégias de reparo para os fonemas fricativos no desvio fonológico em 87 crianças com idades entre 4 e 8 anos e concluíram que quanto mais complexa a fricativa, mais estratégias de reparo são empregadas e, quanto maior o grau do desvio fonológico, mais vezes estes recursos são utilizados.

A Influência de estímulos visuais na produção escrita de surdos sinalizadores com queixas de alterações na escrita foi investigada por Lustre, Ribeiro, Ferreira e Cárnio, que concluíram que os dois tipos de estímulos visuais usados não proporcionaram a produção de material escrito diferenciado.

Adaptação a prótese auditiva em usuários assistidos pelo Sistema Único de Saúde é o título da pesquisa relatada por Buriti e Oliveira, em que foram avaliados 32 adultos com deficiência auditiva, em fase de adaptação à prótese auditiva, que receberam pelo SUS.

Em outro estudo a respeito do tema Flores e Iório relatam o estudo a respeito da Limitação de atividades em idosos: estudo em novos usuários de próteses auditivas por meio do questionário APHAB. Esse questionário de autoavaliação foi aplicado 30 idosos antes e após três meses de uso da amplificação sonora individual.

Posturografia com estímulos de realidade virtual nas diferentes disfunções vestibulares é o título do estudo apresentado por Yamamoto e Ganança. Trata-se de estudo retrospectivo com prontuários de 100 pacientes entre 7 e 86 anos de idade.

Fones de inserção: aplicação no colabamento de meato acústico externo é o título do artigo escrito por Marangoni, Scharlach, Silveira, Calais e Gil. Neste trabalho as autoras buscaram determinar a eficácia dos fones de inserção em casos de suspeita de colabamento de meato acústico externo.

Timpanometria com tons teste de 226 Hz e 1 kHz em um grupo de lactentes com indicadores de risco para deficiência auditiva é o título do estudo realizado por Carmo, Almeida e Lewis com 142 lactentes. As autoras concluem que o tom teste de 1 kHz foi o mais adequado para avaliar lactentes até os seis meses de idade.

Azevedo e Oliveira apresentam o estudo intitulado Audição de violinistas profissionais: estudo da função coclear e da simetria auditiva, que teve como objetivo verificar a ocorrência de alterações auditivas em violinistas e se há associação com a orelha mais exposta.

Ferreira e Andrade trazem o estudo Exposições sobre Comunicação Humana em museus interativos de ciências em que observaram, em 60 museus nacionais e estrangeiros, a existência de exposições ou exibições sobre temas relacionados à Comunicação Humana.

A Validação do Questionário de Performance Vocal no Brasil foi realizada por Paulinelli, Côrtes Gama e Behlau. O questionário foi aplicado em 325 indivíduos, 160 com queixa vocal e 165 indivíduos sem queixa vocal, com distribuição semelhante de gênero e idade.

Professor especializado na área da deficiência visual: os sentidos da voz é o título do artigo de Estudo de Caso apresentado por Villas Boas, Ferreira e Viola, que estudaram um grupo com professoras com visão normal, subnormal e cegas.

Processamento auditivo, leitura e escrita na síndrome de Silver-Russell: relato de caso é o título do artigo apresentado por Garcia, Salvador, Moraes, Feniman e Crenitte. As autoras concluem que o paciente descrito apresenta alterações na aprendizagem da leitura e escrita que podem ser secundários à síndrome de Silver-Russell, mas que também podem ser decorrentes das alterações em habilidades do processamento auditivo.

O Artigo de Revisão apresentado por Befi-Lopes e Toba envolve a questão Como crianças e adolescentes com Distúrbio Específico de Linguagem compreendem a linguagem oral?. As autoras enfatizam que essa população pode apresentar dificuldade importante de compreensão oral, atribuída ou à falta de conhecimento linguístico ou a falhas de processamento.

No artigo Refletindo Sobre o Novo Fernandes e Amato comentam um livro a respeito de diversos aspectos dos Distúrbios do Espectro do Autismo, publicado em 2011.

Martins-Reis e Santos apresentam a resenha do artigo Maximização do letramento em saúde e recordação do cliente em um contexto em desenvolvimento: perspectivas do fonoaudiólogo e do cliente publicado em 2011 no International Journal of Language and Communication Disorders.

Por fim, Nunes apresenta o resumo de sua dissertação, defendida no Programa de Pós-graduação em Distúrbios da Comunicação, Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), com o título Correlação entre a lesão encefálica e a disfagia em pacientes adultos com acidente vascular encefálico.

Catrini apresenta o resumo de sua tese, defendida no Programa de Pós-graduação em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), com o título Apraxia: sobre a complexa relação entre corpo e linguagem.

Klagenberg apresenta o resumo de sua tese, defendida no Programa de Pós-graduação em Distúrbios da Comunicação da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), com o título A disfunção vestibulococlear em pacientes submetidos ao transplante renal.

Não posso deixar de agradecer a confiança demonstrada pela diretoria eleita ao manter os cargos de editores dos periódicos da SBFa. Esse é um trabalho ao qual temos nos dedicado intensamente e a possibilidade de continuar o projeto evidencia a maturidade de nossa Sociedade. Acredito também que isso significa apoio a um trabalho que vem sendo desenvolvido e isso é sempre muito bom. O nosso compromisso é de manter a dedicação e buscar constantemente o aperfeiçoamento dos periódicos, contando também com a continuidade da colaboração de autores, revisores e leitores.

Obrigada.

Fernanda Dreux

Editora científica da RSBF

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons