SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número1How do children and adolescents with Specific Language Impairment comprehend verbal information?Maximizing health literacy and client recall in a developing context: speech-language therapist and client perspectives índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

versión On-line ISSN 1982-0232

Rev. soc. bras. fonoaudiol. vol.17 no.1 São Paulo enero/mar. 2012

http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342012000100020 

REFLETINDO SOBRE O NOVO

 

Um livro abrangente a respeito dos Distúrbios do Espectro do Autismo

 

 

Fernanda Dreux Miranda Fernandes; Cibelle Albuquerque de La Higuera Amato

Laboratório de Investigação Fonoaudiológica nos Distúrbios do Espectro do Autismo, Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo – USP – São Paulo (SP), Brasil

 

 

Mohammadi MR, editor. A comprehensive book on autism spectrum disorders. Rijeka, Croatia: InTech Publisher; 2011. 478p.

Trata-se efetivamente de um livro abrangente a respeito dos Distúrbios do Espectro do Autismo (DEA), com 20 capítulos a respeito de temas diversos como linguagem (avaliação, terapia, comportamentos extralinguísticos e prosódia e habilidades de leitura), família (estresse materno, adaptação psicológica dos pais e qualidade de vida) variações transculturais (segunda língua, situação em lugares como o Iran e a África), distúrbios do sono, abuso sexual, criatividade, questões ocupacionais, julgamento moral, legislação criminal, aspectos financeiros, pesquisas experimentais, desenvolvimento sensório motor, percepção visual, educação e transição para a idade adulta.

Cada um desses aspectos é tratado por um pesquisador atualizado na área, mas não necessariamente envolvido num centro de referencia em pesquisa. Assim, existem autores americanos, franceses, italianos, australianos, belgas, espanhóis, israelenses e brasileiros; mas também chineses, turcos, japoneses, irlandeses, poloneses, nigerianos, iranianos e croatas.

Essa característica possibilita não só uma visão ampla a respeito de diversos aspectos envolvidos nos DEA, mas também a identificação de problemas comuns, cujas soluções podem ser compartilhadas.

Um estudo realizado na Espanha, por exemplo, sugere várias estratégias para auxiliar os pais a serem mais atuantes nos processos de intervenção dirigidos a seus filhos, que podem ser aplicados a famílias brasileiras com a necessidade de muito poucas adaptações.

A investigação de aspectos de qualidade de vida e saúde dos pais de crianças autistas na Croácia levou os autores a concluírem a respeito da necessidade de um programa de monitoramento da saúde dos pais de crianças autistas, um aspecto que tem sido negligenciado na maioria dos países desenvolvidos e que seguramente merece consideração em nossa realidade também.

Entretanto, o que esse livro traz de realmente inovador é sua característica de e-book open access (livro eletrônico de acesso aberto). Ou seja, qualquer pessoa pode obter a íntegra do livro a partir do site da editora (www.intechopen.com) sem nenhum custo. Há diversos títulos nesse site, a respeito deste e de outros temas. As publicações são cuidadosas, todo o material passa por uma editoria científica e diversas revisões e há a possibilidade de aquisição dos livros em versão impressa. Mas o significativo é a possibilidade de todos, profissionais e estudantes, terem acesso ao desenvolvimento científico atualizado de forma rápida e sem custo.

Isso deve transformar a responsabilidade pela pratica profissional, especialmente em realidades como a brasileira. A questão da distancia física entre os grandes centros tem mais uma barreira quebrada. Se há alguns anos o acesso aberto a periódicos através de sistemas como a ScieLO já eliminava a questão da distancia no que se refere a artigos científicos, isso agora acontece em relação a livros, uma forma preferida por grande parte dos fonoaudiólogos brasileiros para a sua atualização científica.

No que diz respeito aos DEA essa atualização é fundamental. O crescimento do número de pesquisas na área tem sido vertiginoso nas últimas décadas. O conhecimento mais claro a respeito das características dos distúrbios que compõem o espectro tem gerado mudanças significativas nos cálculos a respeito da sua prevalência, tornando os DEA um problema de saúde publica que demanda resolução objetiva. O lugar do fonoaudiólogo nas equipes de manejo dessas questões é indiscutível, mas ele só poderá ser ocupado de forma sustentável se houver o compromisso com a atualização científica. As regiões em que a população tem menos acesso a serviços especializados e centros de pesquisa são exatamente aquelas nas quais o compromisso do fonoaudiólogo com a atualização profissional é mais importante, pois sua atuação pode ser mais determinante do processo de desenvolvimento do paciente e da adaptação familiar.

A tecnologia tem facilitado os processos de comunicação que auxiliam na formação continuada (cursos à distancia, grupos em redes sociais, listas de discussão) e na atualização científica (com o acesso aberto a diversos tipos de publicações) mas seu uso depende de uma formação de hábito que envolve a valorização da interface entre o conhecimento produzido e sua aplicação.

 

 

Endereço para correspondência:
Cibelle Amato
Departamento de Fono, Fisio e TO da FMUSP
R. Cipotânea 51, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo (SP), Brasil, CEP: 05360-160
E-mail: cibelleamato@usp.br

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons