SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 issue4AlimentosSaúde pública author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas

Print version ISSN 1516-9332

Rev. Bras. Cienc. Farm. vol.41 no.4 São Paulo Oct./Dec. 2005

http://dx.doi.org/10.1590/S1516-93322005000400016 

PUBLICAÇÕES NOVAS NEW PUBLICATIONS
QUÍMICA FARMACÊUTICA

 

 

Profa. Carla Maria Souza Menezes

FCF/USP

 

 

BLOCK, J. H., BEALE JÚNIOR, J. M. Wilson and Gisvold's Textbook of Organic Medicinal and Pharmaceutical Chemistry. Baltimore: Lippincott Williams & Wilkins, 2004. 991p.

A 11ª. edição deste clássico livro de Química Farmacêutica passa a ser editada pelos Professores Doutores J. H. Block e J. M. Beale Jr. e é dedicada à memória de Charles O. Wilson (2002), editor fundador desta obra inicialmente denominada Organic chemistry in pharmacy, e a Jaime N. Delgado (2001), co-editor da 9 e 10ª edições. Ao completar seis décadas, esta obra mantém seus objetivos ao procurar explorar os aspectos orgânicos das substâncias ativas nos processos de descoberta, elucidação do mecanismo de ação e de desenvolvimento de agentes terapêuticos. Neste sentido, é reconhecida a contribuição das disciplinas de química, bioquímica, biologia molecular, fisiologia e farmacologia tanto para o desenvolvimento como para o aprendizado da Química farmacêutica, que ocupa, assim, posição estratégica na interface entre a química e a biologia. A obra é direcionada a alunos de graduação e graduados em Ciências farmacêuticas bem como àqueles de áreas afins, que se dedicam à pesquisa por novos fármacos. O conteúdo, como em outras obras do gênero, está dividido em 28 capítulos referentes aos processos de descoberta e desenvolvimento de novos fármacos e a classes terapêuticas de agentes farmacodinâmicos e quimioterápicos. Nestes últimos, sempre com destaque à discussão dos aspectos orgânicos e bioquímicos, são apresentados dados históricos bem como os fármacos ou classes químicas recentemente introduzidas, seguido por exposição da relação estrutura-atividade e explicação quanto ao mecanismo de ação. Dos fármacos em maior evidência se faz breve apresentação de dados físico-químicos, de farmacocinética, interações medicamentosas, metabolismo e armazenamento retirados da farmacopéia americana (USP). Entretanto, destaque merece ser dado a alguns capítulos. O capítulo 2, Physico-chemical properties in relation to biological action, foi construído de forma a entrelaçar a importância das propriedades físico-químicas nas fases farmacodinâmica e farmacocinética, retomando conceitos de força de ácidos e bases e suas influências quanto à ionização e à distribuição dos fármacos; ao apresentar o uso destas propriedades, representadas como parâmetros, na predição estatística da atividade biológica através do QSAR. Discute modelos e métodos estatísticos empregados; considera a relevância das propriedades físico-químicas no planejamento de compostos a serem obtidos por química combinatória e, por fim, destaca a importância destas propriedades, incluindo os aspectos estéricos, tipos de forças de ligação e isosterismo, presentes tanto em substâncias químicas quanto na estrutura de receptores para a realização e, em especial, na interpretação de estudos de modelagem molecular, abrangendo o QSAR em nível tridimensional. Nos livros didáticos que ora se dispõem, estes vários aspectos são abordados, quando em sua totalidade, em diversos capítulos ou, senão, se faz necessária a consulta a diferentes obras. Contribui à relevância deste capítulo um apêndice em que se reportam dados de coeficiente de lipofilicidade (log P), coeficiente de distribuição em pH 7(log D) e valores de pka e, ainda, a indicação de importantes referências e seus endereços eletrônicos para consulta. Destacam-se, também, os capítulos individuais para a química combinatória (capítulo 3) e modelagem molecular, apresentado no capítulo 28 sob o título Computational chemistry and computer-assisted drug design, explicando os objetivos, histórico, fundamentos e metodologia de cada processo e, por fim, as respectivas contribuições para a pesquisa de novas substâncias com potencial atividade biológica. Outros capítulos também se sobressaem e deverão contribuir significativamente ao ensino e aprendizagem de novos conceitos e suas aplicações no desenvolvimento da Química Farmacêutica. O capítulo 6, Biotechonolgy and drug discovery, apresenta conceitos e ilustra recentes contribuições da biologia molecular na produção de medicamentos com grau de pureza e altos rendimentos, como a insulina humana modificada, inferferona e interleucinas. Traz, ademais, considerações a respeito de como genômica, proteômica, farmacogenômica e terapia gênica estão se integrando e interferindo na medicina em favorecimento do cuidado farmacêutico ao paciente. No capítulo 7, Immunobiologicals, são reportados como os avanços na compreensão do sistema imune têm possibilitado o desenvolvimento de agentes imunobiológicos como vacinas (úteis para tratamento contra bactérias e vírus) e toxóides (toxinas destoxificadas usadas para iniciar imunidade ativa, ou seja, criar uma antitoxina no organismo). Merece realce, também, o capítulo 4, que trata do metabolismo de fármacos, com detalhados esquemas das diferentes rotas de reações que compõem as duas fases do metabolismo e, ainda, considerações sobre a função do citrocromo P450 e dos fatores como idade, sexo e indução-inibição enzimática no metabolismo. Destaca-se, ainda, nesta edição a expansão do capítulo sobre antivirais (capítulo 11) e a apresentação do capítulo An introduction to the medicinal chemistry of herbs, dirigido a apresentar os componentes químicos presentes em plantas de largo e concomitante uso ao tratamento terapêutico feito pela população. Tal capítulo foi inserido, segundo os editores, em razão do crescente consumo, em particular por venda eletrônica, embora a matéria não seja comum em livros texto de Química farmacêutica. Não obstante, continua a ser obra merecedora de constar ao lado de outras clássicas da disciplina.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License