SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 issue4Anemia do atleta (II): incidência e conduta terapêutica author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Rev Bras Med Esporte vol.6 no.4 Niterói July/Aug. 2000

http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922000000400008 

ARTIGO DE OPINIÃO

 

O papel do fisiologista desportivo no futebol – para quê & por quê?

 

The role of the sports physiologist in soccer (football) – what for and why?

 

 

Paulo Roberto Santos Silva

Fisiologista Desportivo

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

A fisiologia desportiva ainda é considerada uma especialidade relativamente nova no futebol. A figura do fisiologista desportivo e, conseqüentemente, sua função e formação, é desconhecida pela grande maioria daqueles que estão envolvidos nesta modalidade, não sabendo caracterizar o papel desse profissional numa equipe de futebol. É importante ressaltar que o especialista desta área trabalha diretamente junto ao fisicultor, cabendo a ele funções como: 1) trabalho em equipe passando informações constantes à comissão técnica sobre as condições funcionais dos jogadores; 2) avaliação sistemática dos atletas; 3) acompanhamento longitudinal das adaptações funcionais em decorrência do treinamento dos atletas e 4) capacidade de investigação e reflexão sobre diversos aspectos do futebol. Sendo assim, o fisiologista desportivo requer amplo conhecimento de metodologias científicas de avaliação funcional e treinamento desportivo, bem como o domínio específico de conceitos bioenergéticos direcionados para o futebol. Isso permite identificar o tipo de esforço e selecionar métodos adequados para o desenvolvimento do programa de treinamento do futebolista.
Concluindo, o fisiologista desportivo, em sua essência, é sobretudo um profissional de saúde que tem cada vez mais uma função educativa. Ele contribui para melhorar a informação científica que toda a comunidade esportiva deve ter sobre diversos aspectos de saúde do corpo humano e, em particular, quando submetido à realização de exercícios.

Palavras-chave: Fisiologista desportivo. Futebol. Medicina esportiva.


ABSTRACT

Sports physiology is still considered a relatively new specialty in soccer. Small wonder, thus, that a sports physiologist, with his function and formation, is a personage unknown to most people engaged in this sport, for they are unable to characterize his role as a specialized professional in a soccer team. So it is important to lay stress on the fact that the work of such specialist in this area is directly connected with the trainer, as he performs, among others, duties like: 1) team work, conveying constant information about the players’ functional condition to the technical commission; 2) systematic evaluation of the athletes; 3) longitudinal follow-up to the functional adaptation resulting from the training to which athletes are submitted; 4) investigation and reflection capacity regarding several aspects of the soccer (football) game. Consequently, it is logical to infer that a sports physiologist requires ample knowledge of the scientific methodologies about functional evaluation and sport training, apart from specific mastery of bioenergetic concepts aimed at the soccer (football) game, so as to allow to identify the kind of effort and, starting from there, adequate methods for the development of the soccer (football) players’ training program.
In conclusion, the sports physiologist is essentially a professional concerned with health, whose function is more and more educational and intended to contribute to the improvement of the scientific information that every community must possess about several health aspects of the human body and, particularly, about the performance of exercises.

Key words: Sports physiologist. Soccer (football). Sports medicine.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS

1. Silva PRS, Romano A, Visconti AM, Roldan A, Teixeira AAA, Seman AP, et al. Avaliação funcional multivariada em jogadores de futebol pro-fissional: uma metanálise. Rev Bras Med Esporte 1998;4:182-96.         [ Links ]

2. Raven PB, Gettman LR, Pollock ML. A physiological evaluation of professional soccer players. Br J Sports Med 1976;10:209-16.         [ Links ]

3. Takahashi H, Inaki M, Fujimoto K. Control of the rate of phosphocreatine resynthesis after exercise in trained and untrained human quadriceps muscles. Eur J Appl Physiol 1995;71:396-404.         [ Links ]

4. Jansson E, Dudley GA, Norman B, Tesch PA. Relationship of recovery from intense exercise to the oxidative potential of skeletal muscle. Acta Physiol Scand 1990;139:147-52.         [ Links ]

5. Donovan CM, Pagliassotti MJ. Enhance efficiency of lactate removal after endurance training. J Appl Physiol 1990;68:1053-8.         [ Links ]

6. Hollmann W, Prinz JP. Ergospirometry and its history. Sports Med 1997; 23:93-105.         [ Links ]

7. Yazbek Jr P, Camargo Jr PA, Kedor HH, Saraiva JF, Serro-Azul LG. Aspectos propedêuticos no uso da ergoespirometria. Arq Bras Cardiol 1985; 44:291-5.         [ Links ]

8. Silva PRS, Romano A,Yazbek Jr P,Battistella LR. Ergoespirometria computadorizada ou calorimetria indireta: um método não invasivo de crescente valorização cardiorrespiratória ao exercício. Rev Bras Med Esporte 1998;4:147-58.         [ Links ]

 

 

Endereço para correspondência
Paulo Roberto Santos Silva
Rua Frederico Bartholdi, 566 - Saúde 04193-000 – São Paulo
SP Fone: (11) 6331-64 81 (Residência), 9998-2591 (Celular)