SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue2Maximal oxygen uptake and anaerobic threshold in professional soccer players: comparison between different positions author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Rev Bras Med Esporte vol.8 no.2 Niterói Mar./Apr. 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922002000200001 

EDITORIAL

 

Resultado concreto de ações continuadas

 

Prof. Dr. Antonio Claudio Lucas da Nóbrega

Editor-Chefe

 

 

As ações implementadas na RBME ao longo dos anos têm resultados no crescimento do seu prestígio junto aos profissionais da Medicina do Exercício e Ciências do Esporte. Muito embora este resultado envolva aspectos subjetivos e conceituais, o retorno espontâneo e estimulado que temos recebido embasam tal conclusão. Além disto, existem indicadores concretos do maior interesse dos formadores de opinião e geradores de conhecimento na nossa área pela publicação de seus trabalhos na RBME, como o crescimento da submissão de artigos (ver gráfico). Destaca-se que o aumento no número de submissões deveu-se principalmente ao maior número de artigos originais com resultados de pesquisas, fato que fortalece a RBME como veículo de divulgação privilegiada de novas informações científicas. Outro indicador formal de prestígio da RBME foi a sua inclusão na lista de periódicos Qualys da CAPES que passou a considerar as publicações na nossa Revista como critério de produção científica qualificada dentro da avaliação periódica dos Programa de Mestrado e Doutorado nas áreas de Medicina e Educação Física.

 

 

Estamos todos satisfeitos com o alcance de tais metas físicas, mas precisamos avançar ainda mais. Dentro de um planejamento estratégico mais amplo, estamos adotando ações de caráter interno e regulamentador fundamentais, tais como a ampliação do corpo de revisores ad-hoc e a necessidade da assinatura de um termo de transferência de propriedade autoral quando da aceitação definitiva dos artigos. Desta forma, atendemos a uma necessidade legal de respeito à lei de propriedade intelectual, ao mesmo tempo que nos igualamos em procedimentos aos periódicos mais importantes do mundo. Salientamos ainda que, já a partir do próximo número, estaremos destacando a declaração de conflito de interesse por parte dos autores em consonância com a determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e Conselho Federal de Medicina (CFM).