SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue6Lack of flexibility variation during menstrual cycle in university students author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Rev Bras Med Esporte vol.8 no.6 Niterói Nov./Dec. 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922002000600001 

EDITORIAL

 

Balanço e planos

 

 

Prof. Dr. Antonio Claudio Lucas da Nóbrega

Editor-Chefe

 

 

Descrevi em editorial anterior alguns resultados obtidos com a crescente organização interna da RBME e implementação de procedimentos de qualificação de nossas publicações como a revisão pelos pares. O nosso crescimento quantitativo e qualitativo reflete-se no número de artigos submetidos, particularmente no maior fluxo de artigos originais (figura). Destaca-se que classificamos com o devido rigor os manuscritos submetidos nas categorias pertinentes. Desta forma, os artigos são considerados originais somente quando trazem dados novos originados de pesquisa experimental, clínica ou epidemiológica. Este é o critério científico exigido pelos órgãos indexadores, que contrasta com o critério jornalístico, que considera original o texto não publicado previamente independente de suas características de conteúdo. Neste sentido, a proporção de artigos originais submetidos subiu significativamente de 42,3% em 1999 para 73,5% em 2002 (teste do qui-quadrado P<0,001).

 

 

Outras medidas que tomamos visando a organização e atendimento aos padrões de qualidade foram prontamente atendidas pelos autores e encontram-se hoje plenamente estabelecidas, quais sejam, a assinatura do termo de transferência de direitos autorais e declaração de potencial conflito de interesse com o artigo publicado.

Fundamental tem sido a colaboração e presteza de nossos revisores ad-hoc. Toda a rotina de revisão pelos pares é realizada por meio eletrônico, diminuindo o uso de papel e acelerando o processo. Entendemos que o cotidiano de todos é atribulado e quero agradecer formalmente a estes revisores que fazem parte indispensável do sucesso da RBME, nomeando-os a seguir:

Álvaro Reischak Oliveira
Antonio Carlos da Silva
Arnaldo Hernandez
Benedito Sergio Denadai
Carlos Eduardo Negrão
Dartagnan Pinto Guedes
Djalma Rabelo
Eduardo Veras Tibiriçá
Francisco Radler de Aquino
José Antonio Caldas Teixeira
Kelb Bousquet Santos
Marcelo Leitão
Marcio Nogueira de Souza
Marco Túlio de Mello
Maria Urbana Rondon
Paulo de Tarso Veras Farinatti
Ricardo Nahas
Salvador Manoel Serra
Sonia Pereira Altenburg
Turíbio Leite de Barros

Amandio Geraldes
Antonio Cesar Cabral de Oliveira
Astrogildo V. de Oliveira Júnior
Beni Olej
Claudio GilSoares de Araújo
Denise Carvalho
Eduardo Henrique De Rose
Flávia Meyer
João Ricardo Turra Magni
José Kawazoe Lazzoli
Luiz Antonio dos Anjos
Marcio Souza
Marcos Aurélio B. de Oliveira
Maria Augusta Kiss
Nazareth de Novaes Rocha
Pedro Paulo da Silva Soares
Rolando Bacis Ceddia
Sergio Henrique R. Ramalho
Tales de Carvalho
Wallace Monteiro

No próximo ano, temos muitos planos e projetos, mas quero neste editorial enfatizar a migração para publicação eletrônica que deverá coexistir com a publicação tradicional em papel e progressiva organização do cadastro dos revisores. Muitos colegas líderes qualificados não têm podido atender nossa solicitação de revisão e queremos estabelecer um quadro de revisores disponíveis e assíduos para que evitemos sobrecarregar aqueles que têm respondido com rapidez e competência, ao mesmo tempo que não insistimos com os que, por vários motivos, não podem colaborar no momento da solicitação.

Esperamos que o crescente prestígio da RBME traga satisfação profissional a todos que colaboram nesta empreitada de contínuo desenvolvimento, seja participando como leitor, autor ou revisor ad-hoc.