SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue3The effect of breastfeeding on the bone mass of post-menopausal women: a systematic review of observational studies author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil

Print version ISSN 1519-3829On-line version ISSN 1806-9304

Rev. Bras. Saude Mater. Infant. vol.15 no.3 Recife July/Sept. 2015

https://doi.org/10.1590/S1519-38292015000300001 

EDITORIAL

A Integração da metodologia com escopo de um periódico

José Eulálio Cabral Filho1 

1Editor Executivo da Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil


Embora não seja nenhuma novidade é sempre bom reiterar a questão da relação entre o (s) método (s) e o conteúdo de um artigo de pesquisa porque estes dois aspectos constituem o cerne da comunicação científica. De fato um dos objetivos mais difíceis de alcançar em uma investigação e na sua consequente divulgação como um artigo representa a medida em que o autor empregou com precisão os métodos naquela investigação a fim de que os seus dados sejam analisados com propriedade de modo a expressar fielmente o objeto em estudo. Ainda mais, quando da publicação, o problema é apresentar o manuscrito observando muito bem a forma como os dois aspectos, método de análise e conteúdo ou matéria do texto se ajustam. Este ajuste, sendo um ponto nevrálgico em qualquer pesquisa, certamente será exigido pelos revisores e editores porque tocam no ponto de encontro das duas vigas centrais de qualquer artigo: a adequação metodológica conforme exige o escopo do periódico.

Esta adequação se torna grave e mais difícil naquelas revistas cujo escopo é de amplo espectro e mesmo multiabrangente como é o caso da nossa, visto que mesmo com o leitmotiv do título “Saúde Materno-Infantil” tem como missão e cobertura de escopo diferentes aspectos e até diferentes áreas da saúde da mulher em geral, contemplando também os seus aspectos epidemiológicos, sociais e culturais. Ademais sendo de ampla temática, a abordagem analítica dos artigos, no nosso caso, requer o emprego dos métodos pertinentes a cada área em pauta exigindo uma variedade de tipos de como aquelas para análise de pesquisas quantitativas, para pesquisas qualitativas ou para pesquisas avaliativas conforme seja a natureza do estudo. Não é fácil enfrentar o problema. Felizmente no nosso quadro de profissionais - editores, revisores e consultores - temos tido o maior êxito, de modo a atender as expectativas. Evidentemente não é tarefa simples, pois, como já dissemos cumpre analisar os resultados de uma pesquisa de tal modo a que ela seja o mais fiel ao fato objetivo estudado.

A questão metodológica não é simples. Por isso há cerca de um ano escrevemos sobre a questão da metodologia na pesquisa científica1comentando sobre as limitações e os graves problemas oriundos do emprego inadequado de métodos, especialmente estatísticos, que levam a não replicabilidade de muitos resultados.2 Ora, se resultados de investigações que são projetadas para trazer novas informações capazes de serem aplicadas para a melhoria das condições de vida (humana ou em termos mais gerais, ecológica), se esses resultados não são fidedignos tornam-se espúrios de forma a implicarem evidentes problemas éticos havendo prejuízos à comunidade.

Portanto cabe a todos nós cuidarmos de nós mesmos e envidarmos todos os esforços para fazer a coisa certa! Aliás se penetrarmos mais fundo veremos que a nossa questão é um dos temas centrais da própria filosofia, que é a procura do Real. Isto evidentemente não é fácil, e o encontro deste Real provavelmente não é possível. Mas nada nos impede de buscá-lo, como, o fizeram grandes pensadores desde Hume e Kant até os modernos como o francês Bernard D’Espagnat3 em “A La Recherche Du Réel” e o argentino Mario Bunge4 em “Caçando a Realidade” embora não o alcançado como defende Popper.5

Como pesquisadores e cientistas queremos atingir o fato real, o objeto específico da nossa investigação e se possível, aplicá-lo. Mas precisamos fazê-lo bem!

Referências

Cabral Filho JE. A importância da qualidade da Metodologia na Pesquisa. Rev Bras Saúde Matern Infant. 2014; 14 (4): 315-8. [ Links ]

Ioannides JPA. Why most published research findings are false. PlosOne. 2005; 2 (8): 696-701. [ Links ]

D' Espagnat B. A La Recherche Du Réel. Paris: Gauthier-Villars; 1981. [ Links ]

Bunge M. Caçando a Realidade. São Paulo: Perspectiva S.A.; 2006. [ Links ]

Popper K. Conhecimento Objetivo. São Paulo: Edusp; 1975. [ Links ]

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que o trabalho original seja corretamente citado.