SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 issue5Our journal coverMetallo-betalactamase producing Pseudomonas spp. strains isolated in the Hospital Geral de Fortaleza author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

Print version ISSN 1676-2444

J. Bras. Patol. Med. Lab. vol.42 no.5 Rio de Janeiro Oct. 2006

http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442006000500002 

EDITORIAL EDITORIAL

 

O JBPML e a formulação de consensos e recomendações técnicas

 

 

Esse número do JBPML traz, entre artigos de interesse para diferentes áreas da atuação médica, as normas e recomendações do Ministério da Saúde (MS) para a Nomenclatura Brasileira para Laudos Cervicais e condutas preconizadas. Esse artigo resulta de um esforço empreendido pelo Instituto Nacional do Câncer (INCa)/MS em conjunto com associações de especialistas (incluindo a Sociedade Brasileira de Citologia [SBC] e a Sociedade Brasileira de Patologia [SBP]) e entidades envolvidas com assistência, prevenção e controle do câncer cervical. A atual normatização incorpora desenvolvimentos científicos recentes para melhor adequação de condutas e nomenclatura na área. Isso, entre outras vantagens, permitirá a comparação das nossas casuísticas com casuísticas internacionais, a mais fácil informatização dos dados, com potencial impacto na qualidade dos serviços e estimulo à pesquisa. Chamam a atenção no artigo a clareza e a objetividade na definição de termos e condutas. Como toda normatização, continuará seu processo de validação através da prática na rotina. Essa é uma etapa do trabalho para todos nós.

Uma linha de discussões corrente entre os editores do JBPML, desde o último encontro do grupo, em agosto deste ano, versa sobre a necessidade de uma atuação mais efetiva do Jornal no estímulo à formulação e à divulgação de consensos e recomendações técnicas geradas por grupos com expertise em áreas de interesse do nosso público alvo. Dessa forma, o artigo sobre as normas e recomendações do Ministério da Saúde para a Nomenclatura Brasileira para Laudos Cervicais e Condutas Preconizadas vem ao encontro desses anseios.

Na perspectiva dos editores do JBPML seria desejável que artigos com esse tipo de ênfase surgissem no seio das nossas sociedades. Está, pois, lançado o desafio à Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML), à SBC e à SBP para ações que induzam uma produção científica de potencial impacto na uniformização de condutas, nomenclaturas e padronização de laudos e relatórios nas respectivas áreas de atuação. A sugestão é que esse desafio seja levado aos grupos de expertise de cada uma de nossas sociedades, como clubes de especialidades e organizações afins.

A palavra está com vocês.

 

Washington L. C. dos Santos
Editor da área de Patologia do Jornal Brasileiro
de Patologia e Medicina Laboratorial