SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue4A pandemia parece anunciada author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

On-line version ISSN 1678-4774

J. Bras. Patol. Med. Lab. vol.43 no.4 Rio de Janeiro Aug. 2007

http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442007000400001 

NOSSA CAPA OUR JOURNAL COVER

 

 

Durante o século XVIII a cirurgia finalmente conseguiu evoluir dos grilhões que acorrentavam os barbeiros aos ortopedistas. Em meados do século, as principais universidades de Inglaterra, França e Alemanha ofereciam cátedras em cirurgia; nas décadas seguintes, os cirurgiões alcançaram posição igual à dos médicos.

O primeiro país a proibir os barbeiros de praticarem a cirurgia foi a França, que em 1731 fundou a Academia Real de Cirurgia. Seu primeiro presidente, Jean-Louis Petit (1674-1760), inventou o torniquete de rosca e desenvolveu um processo para a mastoidectomia. Seu discípulo Antoine Louis (1723-1792) escreveu importante tese sobre os diferentes sinais de assassinato e suicídio; ele colaborou com o Dr. Joseph-Ignace Guillotin no aperfeiçoamento da eficaz máquina de execução da revolução.

Um eminente cirurgião inglês foi William Cheselden (1688-1752), também hábil arquiteto que desenhou os planos para o Hall dos Cirurgiões em Londres. Ele era um dos cirurgiões mais rápidos da época: realizou, uma vez, uma cistotomia perineal em 54 segundos. Seu aluno mais bem-dotado foi John Hunter (1728-1793), um dos gigantes do século, que elevou a cirurgia de técnica à ciência, firmemente baseada em fisiologia e patologia.

Hunter era o mais moço de uma pobre família escocesa. Quando chegou a Londres freqüentou intensamente tavernas e teatros. Foi posto na linha por seu irmão William e estudou dissecção, logo se tornando um hábil cirurgião e ardente pesquisador. Ele foi um incansável ensaísta em anatomia, patologia, fisiologia comparativa e morfologia. Descreveu o choque, a flebite, a piemia; fez valiosos estudos sobre inflamações, ferimentos a bala, lesões em vasos sanguíneos. Inoculou a si próprio com sífilis e mostrou a diferença entre cancro duro e úlcera bacilar; mas confundiu gonorréia com sífilis, engano comum na época. Sua maior inovação em cirurgia foi o princípio de que os aneurismas podiam ser tratados por uma simples ligadura proximal em vez de amputação, uma técnica que parece ter salvado milhares de membros.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License