SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 número1Aneurisma de artéria ilíaca interna roto: relato de caso índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Vascular Brasileiro

versão impressa ISSN 1677-5449versão On-line ISSN 1677-7301

J. vasc. bras. vol.8 no.1 Porto Alegre jan./mar. 2009

http://dx.doi.org/10.1590/S1677-54492009000100015 

RESUMO DE TESE

 

Comparação entre a semiologia clínica e a ultrassonografia vascular em doenças venosas do membro inferior

 

 

Carlos Alberto Araujo Chagas

Mestre em Morfologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, RJ. Especialista em Angiologia, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUCRJ), Rio de Janeiro, RJ. Professor assistente, Anatomia, Universidade Gama Filho (UGF), Rio de Janeiro, RJ. Professor assistente, Morfologia, Universidade Federal Fluminense (UFF), Rio de Janeiro, RJ. Staff, Serviço de Angiologia, Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro (HGSCMRJ), Rio de Janeiro, RJ. Membro aspirante, SBACVRJ

 

 


RESUMO

Objetivo: As doenças venosas apresentam importante prevalência na população geral. O objetivo desse estudo foi comparar os achados de semiologia clínica com a ultrassonografia vascular, tendo como interesse principal o estudo da insuficiência venosa crônica.
Métodos: Foram selecionados 32 pacientes do Serviço de Angiologia do Hospital Geral da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro. De acordo com os critérios de presença ou não de sinais e sintomas de insuficiência venosa crônica associados a diferentes causas etiopatogênicas da doença, 20 pacientes foram incluídos neste estudo, sendo 15 do sexo feminino. A idade da amostra variou entre 26 e 78 anos (média = 62,5; desvio padrão = 16,68). Os pacientes foram submetidos a rigoroso exame semiológico para a verificação dos achados clínicos específicos. Posteriormente, os sujeitos foram submetidos a investigação com o ultrassom vascular.
Resultados: Em todos os pacientes estudados, o exame clínico apresentou correspondência aos achados do ultrassom vascular. A prevalência de trombose venosa profunda foi de 40%. Oito sujeitos apresentaram síndrome pós-trombótica, sendo cinco portadores de úlceras de estase venosa. Dos restantes, quatro apresentaram insuficiência venosa crônica associada a alterações de veias perfurocomunicantes; três, por distúrbio osteoarticular; quatro eram portadores de distúrbios mioneurais; e um era portador de fístula arteriovenosa. A trombose venosa profunda foi o achado mais frequente entre as várias causas de insuficiência venosa crônica.
Conclusão: Houve associação entre os achados clínicos e os Dopplerfluxométricos. A anamnese e o exame clínico foram imperiosos para a escolha dos pacientes. Isso permitiu uma boa relação para análise dos resultados comparativos ao exame Dopplerfluxométrico. A associação dos métodos para o estudo dos pacientes portadores de insuficiência venosa crônica demonstrou uma alta sensibilidade quando há boa escolha dos pacientes a serem submetidos ao exame para complementação e documentação dos casos. O exame clínico e a dopplerfluxometria devem ser associados e a associação deve ser feita quando há uma boa indicação para sua realização, podendo, desse modo, racionalizar os custos referentes aos exames.

Palavras-chave: Insuficiência venosa crônica, trombose, ultrassom Doppler, semiologia.


 

 

Estudo conduzido no Serviço de Angiologia, Hospital Geral, Santa Casa de Misericórdia, Rio de Janeiro, RJ. Dissertação apresentada no Curso de Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização), Área de Concentração em Angiologia, Serviço de Angiologia, Centro de Ciências Biológicas e de Medicina, Escola Médica de Pós-Graduação, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUCRJ), Rio de Janeiro, RJ.

Orientadora: Profa. Dra. Sonia Maria do Valle de Araujo de Barros

Co-orientador: Prof. Dr. Ney Almeida Mello

Banca examinadora: Prof. Dr. João Gabriel Hosannah Cordeiro, Prof. Dr. David Rubens Azulay e Prof. Dr. Antonio Luis Araújo

 

 

Artigo recebido em 08.09.08, aceito em 28.12.08.

 

 

Não foram declarados conflitos de interesse associados à publicação deste resumo de tese.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons