SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número3Vascular surgery in CanadaUtilização da safena magna in situ para arterialização do arco venoso do pé índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Vascular Brasileiro

versão impressa ISSN 1677-5449

J. vasc. bras. vol.9 no.3 Porto Alegre set. 2010

http://dx.doi.org/10.1590/S1677-54492010000300003 

EDITORIAL

 

Implantação da CBHPM quinta edição

 

 

Guilherme Benjamin Brandão Pitta

Presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular. Professor, Doutor, Adjunto de Cirurgia da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

 

 

Os Fóruns das regionais da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) e o Workshop de Defesa Profissional sobre procedimentos médicos, diretrizes, Troca de Informações em Saúde Suplementar (TISS), Terminologia Unificada de Saúde Suplementar (TUSS)1 e resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre auditoria médica e novo Código de Ética Médica concluíram ser importante, para nossa especialidade, a implantação da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM)2. As razões são as seguintes:

1. a CBHPM representa o parâmetro mínimo de remuneração dos honorários médicos recomendado pelo CFM3 e estabelecido pela Associação Médica Brasileira (AMB), representando um grande avanço no sentido da valorização da atividade médica;

2. a Agência Nacional de Saúde (ANS)1 adotou o padrão de códigos da CBHPM para a saúde suplementar (convênios, cooperativas, seguro saúde e planos de saúde privados), ou seja, as operadoras de planos de saúde privados terão de adotar o TUSS1 como referência, incorporando mais de 80% dos códigos da CBHPM quinta edição;

3. os valores de honorários praticados nos procedimentos serão oportunamente negociados por uma comissão mista (AMB, CFM e sociedades) com as operadoras de plano privado de saúde, tendo como base a CBHPM; não é mais considerado como cartel utilizar a CBHPM como parâmetro para atuação na saúde suplementar, de acordo com a decisão da quinta vara do Tribunal Federal de Justiça4;

4. as diretrizes da AMB/SBACV são muito importantes para a pesquisa5,6 e para o apoio às decisões de procedimentos que são propostos e colocados na CBHPM quinta edição. Todos os presidentes de regionais deverão apresentar os resultados de discussões locais desse movimento com os associados e na reunião do Colegiado de Presidentes no Encontro Norte-Nordeste de Angiologia e Cirurgia Vascular em Salvador, onde será decidida a posição da SBACV quanto à adesão, junto com sociedades de especialidades de todo o Brasil na "Implantação plena da CBHPM quinta edição".

É importante que todos participem e se conscientizem da importância desse movimento, considerando que o não-envolvimento de colegas médicos nos movimentos coletivos, com desrespeito às decisões de classe, pode ser considerado infração ética pelo Conselho Regional de Medicina (CRM), de acordo com o novo Código de Ética Médica3.

 

Referências

1. Terminologia Unificada de a Saúde Suplementar (TUSS). 2008. http://www.amb.org.br/teste/tuss.html. Acesso em: 7 out. 2010.         [ Links ]

2. Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos – quinta edição. 2008. http://www.amb.org.br/teste/cbhpm/cbhpm_5a_ed.pdf. Acesso em: 7 out. 2010.         [ Links ]

3. Código de Ética Médica. 2009. http://www.amb.org.br/teste/downloads/novocodigoetica.pdf. Acesso em: 7 out. 2010.         [ Links ]

4. Associação Médica Brasileira. "TRF considera legítimo o uso de tabela de honorários para cobrança de serviços médicos". 2010. http://www.amb.org.br/teste/index.php?acao=mostra_noticia&id=6273. Acesso em: 18 out. 2010.         [ Links ]

5. Pitta GBB, Roque FP, Pitta MR. O sexteto mágico da pesquisa clínica. Rev Bras Cir Cardiovasc. 2009;24(2):113-115.         [ Links ]

6. Pitta GBB, Castro AA. A pesquisa científica. J Vasc Bras. 2006;5(4):243-4.         [ Links ]

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons