SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 issue4Radiological study of the angular value of thoracic kyphosis in adolescents author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Coluna/Columna

Print version ISSN 1808-1851

Coluna/Columna vol.9 no.4 São Paulo Oct./Dec. 2010

http://dx.doi.org/10.1590/S1808-18512010000400001 

EDITORIAL

 

COLUNA/COLUMNA

 

 

Um novo paradigma para a investigação médica - a medicina translacional

No III Congresso Nacional da Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral, o trabalho "Modelação e Análise Computacional da Fusão Inter-Somática Cervical" foi selecionado como Melhor Comunicação Livre. Essa investigação resultou da colaboração de um grupo de engenheiros e cirurgiões e ilustra bem uma das ciências emergentes deste século: a Medicina Translacional.

Essa ciência, evoluindo da Medicina Baseada na Evidência, tem como objetivo integrar as descobertas das ciências básicas, sociais e políticas para otimizar o tratamento dos pacientes e instituir medidas preventivas conducentes à melhoria da saúde das populações. É cada vez mais frequente vermos nas publicações científicas da nossa área artigos de ciência básica, devidamente acompanhados da explicação dos potenciais benefícios clínicos expectáveis no futuro.

Contudo, o entendimento atual da Medicina Translacional é ainda mais vasto. De fato, trata-se de uma estrada de dois sentidos: do laboratório para a clínica, mas também da clínica para o laboratório. A proposta passa por conseguir utilizar melhor os avanços da ciência fundamental na prática clínica, e também por colocar as questões corretas e necessárias aos cientistas de laboratório de forma a produzir investigação mais relevante.

As óbvias limitações em Biologia, Genética, Mecânica e outras áreas da ciência básica que o cirurgião apresenta têm paralelo no desconhecimento da clínica que os cientistas referem e são uma das causas da dificuldade de implementação dessa visão da Medicina. Paralelamente, sendo investigação que não pertence nem a uma nem a outra área, tem sido difícil a aceitação desses trabalhos nas revistas mais relevantes, tendo mesmo levado ao aparecimento recente de publicações especializadas.

O desenvolvimento de cursos, pós-graduações e institutos dedicados à Biomedicina ou à Bioengenharia ou as inúmeras publicações que mensalmente surgem na área do disco intervertebral são um exemplo de como a Medicina Translacional está a evoluir.

O desafio presente consiste em diminuir o fosso existente e estreitar a colaboração entre as distintas áreas da ciência, esperando que, deste trabalho, surjam novas, importantes e relevantes descobertas para os nossos doentes.

 

Nuno Neves, MD
Grupo da Coluna, Serviço de Ortopedia
Hospital São João da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
Portugal

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License