SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número3IDENTIFICAÇÃO DE MARCADOR RAPD E SCAR RELACIONADOS AO CARACTERE FLORESCIMENTO PRECOCE EM Eucalyptus grandis índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Ciênc. Florest. vol.16 no.3 Santa Maria jul./set. 2006

http://dx.doi.org/10.5902/198050981905 

Artigos

CRESCIMENTO EM CAMPO DE ESPÉCIES FLORESTAIS EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE ADUBAÇÕES

FIELD GROWTH OF FOREST SPECIES IN DIFFERENT CONDITIONS OF FERTILIZATIONS

Carlos Alberto Martinelli de Souza1 

Rone Batista de Oliveira2 

Sebastião Martins Filho3 

Julião Soares de Souza Lima4 

1. Engenheiro Florestal, Mestrando em Produção Vegetal, Universidade Federal do Espírito Santo, Caixa Postal 16, CEP 29500-000, Alegre (ES). camartinelli@hotmail.com

2. Engenheiro Agrônomo, Mestrando em Produção Vegetal, Universidade Federal do Espírito Santo, Caixa Postal 16, CEP 29500-000, Alegre (ES).

3. Engenheiro Florestal, Dr., Professor Adjunto do Departamento de Estatística, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Viçosa, CEP 36570-000, Viçosa (MG). smartins@cca.ufes.br

4. Engenheiro Agrícola, Dr., Professor Adjunto do Departamento de Engenharia Rural, Universidade Federal do Espírito Santo, Caixa Postal 16, CEP 29500-000, Alegre (ES). juliaosslima@cca.ufes.br

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar em condições de campo o comportamento de quatro espécies florestais submetidas a diferentes adubações orgânicas e minerais com adição de um condicionador de solo (Hidroplan). O delineamento estatístico adotado foi em blocos casualizados em parcelas subdivididas com trinta tratamentos que consistiram nas combinações dos fatores (6 adubos x 5 épocas) com cinco repetições, sendo usada uma planta por parcela. Foram avaliadas as características altura (h) e diâmetro das plantas (d). Os dados foram submetidos à análise de variância e ao teste de média (Newman-Keuls 5%). As mudas foram produzidas em viveiro em tubetes de polietileno e plantadas em campo aos 90 dias após a rustificação. As adubações testadas no experimento foram: esterco bovino; esterco de galinha; adubação mineral NPK (testemunha); esterco de boi + Hidroplan; esterco de galinha + Hidroplan e adubação mineral NPK + Hidroplan. Os adubos orgânicos estudados contribuíram para melhor desempenho em todas as espécies, com exceção do Eucalyptus urophylla, que teve melhor desempenho no NPK e NPK + Hidroplan.

Palavras-chave: adubação química; adubação orgânica; altura; diâmetro

ABSTRACT

The work’s objective was to evaluate, in field conditions, four forest species behavior submitted to different organic manurings and minerals with the addition of a conditioning of soil (Hidroplan). The adopted statistical outlining was in blocks, structured in portions subdivided with 30 treatments that consisted of combinations of factors (6 fertilizers x 5 times) with 5 repetitions, being used one plant by portion. Height (h) and diameter of the plants (d) were assessed. The data were submitted to the variance analysis and the average test (Newman-Keuls 5%). The seedlings were produced in a nursery, in inside polyethylene tubas and they ware planted in field 90 days after the rustic. The manurings tested in the experiment were: bovine manure; chicken manure; mineral manuring NPK (testifies); bovine manure + Hidroplan; chicken manure + Hidroplan and mineral manuring NPK + Hidroplan. The studied organic fertilizers contributed to a better acting in every species, except for the Eucalyptus urophylla, which had a better acting in NPK and NPK + Hidroplan.

Keywords: mineral fertilization; organic fertilization; height; diameter

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BARBOSA, L.M.; ASPERTI, L.M.; BEDINELLI, C. Estudos sobre o estabelecimento e desenvolvimento de espécies com ampla ocorrência em mata ciliar. Revista do Instituto Florestal, São Paulo, v. 4, p. 605-608, 1992. [ Links ]

BUZETTO, F.A. Relatório Degussa Brasil Ltda. 2001. Disponível em: <Disponível em: www.degussa.com.br > Acesso em: 10 jan.2006. [ Links ]

CARNEIRO, J. G. A. Influência dos fatores ambientais e das técnicas de produção sobre o desenvolvimento de mudas florestais e a importância dos parâmetros que definem sua qualidade. In: SIMPÓSIO SOBRE FLORESTAS PLANTADAS NOS NEOTRÓPICOS COMO FONTE DE ENERGIA, 1983, Viçosa. Anais... Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, 1983. p.10-24. [ Links ]

COSTA FILHO, R.T. da. Crescimento de mudas de aroeira (Astronium urundeuva Fr. All. Engl.) em resposta à calagem, fósforo e potássio. In: CONGRESSO NACIONAL SOBRE ESSÊNCIAS NATIVAS, 2., 1992, São Paulo. Anais... São Paulo, 1992. v. 4, p. 537-543. [ Links ]

COUTINHO, C. J.; CARVALHO, C. M. O uso da vermiculita na produção de mudas florestais. In: ENCONTRO NACIONAL DE REFLORESTADORES, 7., 1983, Curitiba. Anais... 1983. p. 54-63. [ Links ]

DIAS, L. E.; FARIA, S. M.; FRANCO, A. A. Crescimento de mudas de Acacia mangiuns Wild, em resposta à omissão de macronutrientres. Revista Árvore, v. 18, n. 2, p. 123-131, 1994. [ Links ]

ESPÍRITO SANTO. Secretaria de Estado de Ações Estratégicas e Planejamento. Informações municipais do Estado do Espírito Santo, 1994. Vitória: Departamento Estadual de Estatística, 1994. v. 1. 803p. [ Links ]

KIEHL, E.J. Fertilizantes orgânicos. São Paulo : Pioneira, 1985. 492p. [ Links ]

MALAVOLTA, E. Abc da adubação. São Paulo : Ceres, 1989. 292p. [ Links ]

MALAVOLTA, E.; GOMES,P,F.; ALCARDE, J.C. Adubos e adubações. São Paulo: Nobel, 2004. 1970p. [ Links ]

NETO, S. P. M.; GONÇALVES, J. L. M. Efeitos da luminosidade sobre o estado nutricional de mudas de espécies arbóreas que ocorrem na mata atlântica. Revista Árvore , Viçosa, v.25, n.1, p.28-38, 2001. [ Links ]

NEVES, J.C.L.; GOMES, J.M.; NOVAIS R. F.; BARROS, N. F. Fertilização mineral de mudas de eucalipto. In: BARROS, N.F. ; NOVAIS, R.F., EDS. Relação solo-eucalipto. Viçosa: Folha de Viçosa, 1990. p. 99-126. [ Links ]

RAJJ, B. V. Fertilidade do solo e adubação. São Paulo: Ceres, 1991. 343p. [ Links ]

REIS, G. G.; REIS, M. G. F.; RODRIGUES, F. L.; BERNARDO, A. L.; GARCIA, N. F. P. Efeitos da poda de raízes de mudas de eucalipto produzidas em tubetes sobre a arquitetura do sistema radicular e o crescimento no campo. Revista Árvore , Viçosa, v. 20, n. 2, p. 137-146,1996. [ Links ]

SCALON, S. P. Q.; MUSSURI, M, R.; RIGONI, M. V. F. Crescimento inicial de mudas de espécies florestais nativas sob diferentes níveis de sombreamento. Revista Árvore , Viçosa, v. 26, n. 1, p. 1-5, 2002. [ Links ]

SCHUMACHER, M.V.; BRUN, E. J.; RODRIGUES.; L. M.; SANTOS, E. M. Retorno de nutrientes via deposição de serrapilheira em um povoamento de acácia-negra (Acacia mearnsii De Wild.) no Estado do Rio Grande do Sul. Revista Árvore , Viçosa, v. 27, n. 6, p. 791-798, 2003. [ Links ]

SILVA, I.R.; FURTINI NETO, A.E.; CURI, N.; VALE, F.R. Crescimento inicial de quatorze espécies florestais nativas em resposta à adubação potássica. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.32, n.2, p.205-212, 1997. [ Links ]

SOUZA, L. D. N. Adubação orgânica. Rio de Janeiro: Ediouro do campo, 1999. 115p. [ Links ]

VENTURA, V. J.; RAMBELLI, A. M. Legislação federal sobre o meio ambiente: leis, decreto-leis, decretos, portarias e resoluções anotados para uso prático e imediato. 2. ed. Taubaté: Vana, 1996. 1148p. [ Links ]

Recebido: 10 de Setembro de 2004; Aceito: 24 de Julho de 2006

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons