SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número3SOMBREAMENTO NA EMERGÊNCIA DE PLÂNTULAS E NO CRESCIMENTO INICIAL DE Dipteryx alata VogCRESCIMENTO DE MUDAS DE PUPUNHEIRA ( Bactris gasipaes Kunth) UTILIZANDO RESÍDUO DE MINERAÇÃO DE AREIA COMO COMPONENTE DE SUBSTRATOS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Ciênc. Florest. vol.22 no.3 Santa Maria jul./set. 2012

https://doi.org/10.5902/198050986612 

Artigos

EFEITO COMPETICIONAL EM TESTES DE PROGÊNIES DE EUCALIPTO

EVALUATION OF COMPETITION EFFECT IN Eucalyptus PROGENY TESTS

Bruno Ettore Pavan1 

Rinaldo César de Paula2 

Dilermando Perecin3 

Liliam Silvia Candido4 

Edimar Aparecido Scarpinati5 

1. Engenheiro Agrônomo, Dr., Professor Adjunto do Departamento de Engenharias da Universidade Federal do Piauí, Rod. BR 135, km 3, CEP 64900-000, Bom Jesus (PI). pavan@ufpi.edu.br

2. Engenheiro Florestal, Dr., Professor Adjunto do Departamento de Produção Vegetal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Rod. Paulo Donato Castellani, km 5, CEP 14884-900, Jaboticabal (SP). Bolsista PQ-CNPq. rcpaula@fcav.unesp.br

3. Engenheiro Agrônomo, Dr., Professor Titular do Departamento de Ciências Exatas, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista , Rod. Paulo Donato Castellani, km 5, CEP 14884-900, Jaboticabal (SP). Bolsista PQ-CNPq. perecin@fcav.unesp.br

4. Bióloga, Drª., Pós-Doutoranda do Laboratório de Melhoramento Genético Vegetal, Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes, Av. Alberto Lamego 2000, Horto28013-602, CEP 21000-000, Goytacazes (RJ). lcandido@uenf.com.br

5. Administrador, Msc., Pesquisador de Melhoramento Florestal da Empresa Fibria. Rodovia MS 395, km 20, Zona rural, Caixa Postal 529, CEP 79601-970, Três Lagoas (MS). edimar.scarpinati@fibria.com.br


RESUMO

Muitos estudos têm recomendado o uso de parcelas pequenas na experimentação florestal, porém, não consideram o aumento da competição intergenotípica que isto acarreta e que pode resultar na seleção incorreta dos materiais genéticos. O objetivo deste trabalho foi o de avaliar sete covariáveis de competição sobre o caráter volume de madeira em dois testes de progênies de Eucalyptus spp. O delineamento utilizado foi de blocos casualizados, com seis repetições de 10 plantas. As sete covariáveis analisadas foram índice de competição de Hegyi (IC), autocompetição (AT), alocompetição (AL), média da autocompetição (MAT), média da alocompetição (MAL) e média aritmética dos quatro (M4) e oito vizinhos mais próximos (M8). Essas covariáveis foram avaliadas individualmente bem com em todas as suas possíveis combinações, obtendo-se estimativas de componentes de variâncias e suas alterações com o emprego das mesmas. A competição influenciou os resultados de análises de testes de progênies de eucalipto, em que, autocompetição e alocompetição interferem de forma diferenciada. As covariáveis mais influentes são a MAT, a MAL e o IC. A rotina de análise que apresentou melhores resultados foi a que incluiu as covariáveis IC/MAT, sendo eficiente na redução do efeito competicional em testes de progênies de eucalipto.

Palavras-chave: Eucalyptus spp.; competição intergenotípica; famílias de polinização aberta

ABSTRACT

Many studies have recommended the use of small plots for forest experiments, although they do not consider the inter-genotype competition increase. If this competition is not isolated from the mathematics model, it can lead to incorrect selection of genetic materials. The aim of this work was to evaluate the effect of seven competition covariates in two Eucalyptus spp. progeny tests. Data from the two half-sib eucalyptus progenies were analyzed, using the randomized blocks design. The seven analyzed covariates were HegyI's competition index (IC), self-competition (AT), alo competition (AL), self-competition mean (MAT), alo competition mean (MAL), and arithmetic means of four (M4) and eight (M8) nearest neighbors. Individual and combined analyses of covariates were used for the wood volume trait. All the variance components and the changes caused by covariates use were evaluated. The competition affects the results of eucalypt progeny analysis in different ways, according to its type, self or alo competition. Most influential covariates were MAT, MAL and IC. Most promising results of competition effects reduction were observed for the IC/ MAT covariates inclusion in eucalypt progeny tests

Keywords :  Eucalyptus spp.; inter-genotype competition; half-sib families

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ANDRADE, H. B. et al. Alternativas para atenuar a diferença de estande nos experimentos de avaliação de clones de Eucalyptus urophylla. Revista Árvore, Viçosa, v. 30, n. 1, p.11-18, 2006. [ Links ]

COSTA, R. B. da. et al. Prediction of genotypic values for yield in rubber tree-clone test trials using REML/BLUP procedure. Crop Breeding and Applied Biotechnology. Viçosa. v. 2, n. 4, p. 579-586, 2002. [ Links ]

DUARTE, J. B.; VENCOVSKY. R. Estimação e predição por modelo linear misto com ênfase na ordenação de médias de tratamentos genéticos. Scientia Agricola, v. 58, n. 1, p. 109-117, jan/mar. 2001. [ Links ]

FALCONER, D. S. Introdução à genética quantitativa. Viçosa, UFV, 1987. 279p. [ Links ]

GARCIA, C. H.; NOGUEIRA, M. C. S. N. Utilização da metodologia REML/BLUP na seleção de clones de eucalipto. Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 68, p.107-112, 2005. [ Links ]

HEGYI, F. A simulation model for managing jack pine stands. In FRIES, J. (Ed.) Growth models for tree and stand simulation. Stockholm: Department forest yield research. 1974. p 74-85. [ Links ]

LEONARDECZ-NETO, E.; VENCOVSKY, R.; SEBBENN, A. M. Ajuste para a competição entre plantas em teste de progênies e procedências de essências florestais. Scientia Forestalis , Piracicaba, n. 63, p. 136-149, jun. 2003. [ Links ]

LINS, V. S. Variação genética e competição intergenotípica em testes de progênie de Myracrodruon urundeuva Fr. All., Terminalia argentea Mart. Et Succ. e Astronium fraxinifolium Schott em consórcio. Ilha Solteira, 2004. 73f. Dissertação (Mestrado em Agronomia), Universidade Estadual Paulista, Ilha Solteira, 2004. [ Links ]

RAMALHO, M. A. P.; FERREIRA, D. F.; OLIVEIRA, A. C. Experimentação em genética e melhoramento de plantas. Lavras: UFLA, 2000. 326p. [ Links ]

RESENDE, M. D. V. Análise estatística de modelos mistos via REML/BLUP na experimentação em melhoramento de plantas perenes. Colombo: EMBRAPA Florestas, 2000. 101p. (EMBRAPA Florestas. documentos 47). [ Links ]

ROCHA, M. das G. de B. et al. Seleção de genitores de Eucalyptus grandis e de Eucalyptus urophylla para produção de híbridos interespecíficos utilizando REML/BLUP e informação de divergência genética. Revista Árvore . v. 31, n. 6, p. 977-987, 2007. [ Links ]

SCARPINATI, E. A. Influência do modelo de análise estatística e da forma das parcelas experimentais na seleção de clones de Eucalyptus spp. Jaboticabal, 2007. 58f. Dissertação (mestrado em Agronomia)-Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, 2007. [ Links ]

SIMEÃO, R. M. et al. Avaliação genética em erva-mate pelo procedimento BLUP individual multivariado sob interação genótipo x ambiente. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília. v. 37, n. 11, p. 1589-1596, 2002. [ Links ]

STORCK, L.; VENCOVSKY, R. Stability analysis based on a bi-segmented discontinuous model with measurement erros in the variables. Brazilian Journal of Genetics, Ribeirão Preto, v. 17, n. 1, p. 75-81, 1994. [ Links ]

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons