SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue3QUALITY OF SCIENCE EDUCATION IN THE VOICE OF TEACHERS FROM SECONDARY PROFESSIONAL EDUCATIONREADING OF A SCIENTIFIC DIVULGATION TEXT IN A UNIVERSITY CLASS OF GENERAL PHYSICS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte)

Print version ISSN 1415-2150On-line version ISSN 1983-2117

Ens. Pesqui. Educ. Ciênc. (Belo Horizonte) vol.15 no.3 Belo Horizonte Sept./Dec. 2013

http://dx.doi.org/10.1590/1983-21172013150306 

Artigos

O PAPEL DO PROFESSOR NA ESCOLARIZAÇÃO DOS SABERES: PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO DE DISCURSOS SOBRE A GENÉTICA MENDELIANA

THE TEACHER'S ROLE IN KNOWLEDGE SCHOOLING PROCESS: PRODUCTION AND REPRODUCTION OF MENDELIAN GENETIC´S DISCOURSES.

Cláudia Avellar Freitas 1  

1(UFJF)

RESUMO

O estudo que será apresentado investigou os papeis do professor no processo de escolarização dos saberes, descrevendo como ele utiliza recursos cognitivos e materiais em sala de aula no ensino de Biologia. A partir da ideia de estruturação dos discursos, de Bernstein, considerou-se a aula como mediada por um discurso pedagógico oficial, analisado como multimodal, sujeito a regras ideologicamente configuradas, mas que variam com o contexto. A análise de um trecho de aula em que foi corrigido um exercício sobre a aplicação das leis de Mendel evidenciou o trabalho criativo do professor na escolarização do conhecimento científico e demonstrou que, em certos contextos de interação social, o discurso regulativo de ordem social é o legitimador da ordem discursiva que orienta a escolarização na prática educativa.

Palavras-Chave: Escolarização; Discurso multimodal; Práticas pedagógicas escolares.

ABSTRACT

The study investigates the roles of teachers in the knowledge schooling process, describing how it uses cognitive and material resources in the biology classroom. From Bernstein's idea of structuring the discourse, the class was considered as mediated by an official pedagogic discourse, analyzed as multimodal, subjected to rules set ideologically, but that varies with the context. The analysis of a speech during a class in which an exercise was corrected on the application of Mendel's laws showed the creative work of the teacher in school scientific knowledge. It also demonstrated that, in certain contexts of social interaction, the regulative discourse of social order legitimates the discursive order that guides the school in educational practice.

Key words: Schooling process; multimodal discourse; school pedagogical practices.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

REFERENCES

BERNSTEIN, B. A Estruturação do Discurso Pedagógico: classes, códigos e controle. Petrópolis: Vozes, 1996. [ Links ]

BRASIL, Secretaria de Ensino Médio e Tecnológico. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília, MEC-SEMTEC. 1999. [ Links ]

FORQUIN, J.C. Saberes escolares, imperativos didáticos e dinâmicas sociais. Teoria & Educação, Porto Alegre, n. 5. p. 28-49. 1992. [ Links ]

FOUCAULT, M. A Ordem do Discurso. 6º ed. São Paulo: Loyola. 2000. [ Links ]

FREITAS, C.A. A escolarização dos conteúdos imagéticos da Biologia. Orientador: Isabel Cristina Alves da Silva Frade. 2009. 171 f. Tese (Doutorado em Educação e Inclusão Social) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2009. [ Links ]

GUMPERZ, J.J. "Contextualization and Understanding". In Duranti, A e Goodwin,C. (Eds.) Rethinking Context. CambridgeUniversity Press. 1992. p. 229-252. [ Links ]

HALLIDAY, M.A.K. An Introduction to Functional Grammar. 2º ed. Londres: Edward Arnold, 1994. [ Links ]

KRESS, G. ; VAN LEEUWEN,T. Multimodal Discourse. Londres: Arnold, 2001. [ Links ]

KUHN, T. A estrutura das revoluções científicas. 9º ed. São Paulo: Perspectiva, 2006. [ Links ]

LEMKE, J. L. Talking Science: Language, Learning and Values. Norwood, NJ: Ablex Publishing. 1990. [ Links ]

LEMKE, J. Multiplying Meaning: visual and verbal semiotics in scientific texts. In: Martin, J. e Veel, R.. (eds.) Reading Science: Critical and Functional Perspectives on Scientific Discourse. London: Routledge. 1998. [ Links ]

LOPES, A. "Conhecimento escolar em química: processo de mediação didática da ciência". Química Nova, São Paulo, v. 20, nº 5, p. 563-568, 1997. [ Links ]

MARANDINO, M. Transposição ou recontextualização? Sobre a produção de saberes na educação em museus de ciências. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 26, pp.95-108. mai/ago, 2004. [ Links ]

MARANDINO, M.; SELLES, S.E.; FERREIRA, M.S. Ensino de Biologia. São Paulo: Cortez, 2009. [ Links ]

MAYR, E. O desenvolvimento do pensamento biológico. Brasília: Ed. UNB, 1996. [ Links ]

SCHEID, N.J.,FERRARI, N., DELIZOICOV, D. Concepções sobre a natureza da ciência num curso de ciências biológicas: imagens que dificultam a educação científica. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v.12(2), pp.157-181, 2007. [ Links ]

1 Cláudia Avellar Freitas - Doutora em Educação e Inclusão Social pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (FAE/UFMG). Professora Adjunta da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Pesquisadora do NEC/FACED. E-mail: claux2601@hotmail.com

Apoio da FAPEMIG para publicação do estudo

Received: July 30, 2012; Accepted: April 19, 2013

Creative Commons License This is an open-access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License