SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 issue1Nitrogen sources, forms of application and doses in irrigated common bean under no-tillage systemUpland rice root system under water deficit author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Pesquisa Agropecuária Tropical

On-line version ISSN 1983-4063

Pesqui. Agropecu. Trop. vol.41 no.1 Goiânia Jan./Mar. 2011

https://doi.org/10.5216/pat.v41i1.8388 

PRODUÇÃO VEGETAL

 

Tratamentos físicos e químicos para superação de dormência em sementes de Butia capitata (martius) beccari*

 

Physical and chemical treatments for overcoming dormancy in butia capitata (martius) beccari seeds

 

 

Paulo Sérgio Nascimento Lopes; César Fernandes Aquino; Hélida Mara Magalhães; Delacyr da Silva Brandão Júnior

Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Ciências Agrárias, Setor de Fitotecnia, Montes Claros, MG, Brasil. E-mails: psnlopes@ufmg.br, cesarfernandesaquino@yahoo.com.br, helidamara@hotmail.com, dsbrandao@ufmg.br.

 

 


ABSTRACT

The aim of this study was to assess the effect of pre-germination treatments for overcoming dormancy in Butia capitata seeds. The experiment was conducted in a randomized blocks design, in a 3x3 factorial scheme (mechanical treatments x immersion substances), with 20 seeds per plot and four replications. For mechanical treatments, seeds with endocarp (pyrene), seeds without endocarp, and scarified pyrenes were used, whereas, for the immersion substances, gibberellic acid, water, and the control (without immersion) were used. The emergence of seedlings began within 51 days, in pyrenes scarified and treated with gibberellic acid. The difference between the first and last count was 190 days. There was no interaction effect for the characteristics assessed, except for the mechanical treatments. It was possible to conclude that the scarified pyrenes showed a higher performance for most  characteristics assessed: emergence percentage, emergence speed index, length, and root fresh and dry mass.

Key-words: Arecaceae; pyrene; scarification; gibberellins.


RESUMO

Objetivou-se avaliar o efeito de tratamentos pré-germinativos, na superação de dormência em sementes de coquinho-azedo. O experimento foi montado em delineamento de blocos ao acaso, em esquema fatorial 3x3 (tratamentos mecânicos x substâncias de imersão), com 20 sementes por parcela e quatro repetições. Nos tratamentos mecânicos, utilizaram-se sementes com endocarpo (pirênio), sementes sem endocarpo e pirênios escarificados, enquanto, nos tratamentos de substância de imersão, foram utilizados ácido giberélico, água e a testemunha (sem imersão). A emergência das plântulas iniciou-se aos 51 dias, em pirênios escarificados e tratados com ácido giberélico. A diferença entre a primeira e a última contagem foi de 190 dias. Para as características avaliadas, não houve efeito da interação, somente dos tratamentos mecânicos. Concluiu-se que os pirênios escarificados apresentaram maior desempenho, para a maioria das características avaliadas: percentagem de emergência, índice de velocidade de emergência, comprimento, massa fresca e seca da raiz.

Palavras-chave:  Arecaceae; pirênio; escarificação; giberelina.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

Referências

BANZATTO, D. A.; KRONKA, S. N. Experimentação agrícola. 4. ed. Jaboticabal: Funep, 2006.         [ Links ]

BELL, D. T. et al. Effects of temperature, light and gibberellic acid on the germination of seeds of 43 species native to western Australia. Journal of Vegetation Science, Washington, DC, v. 6, n. 6, p. 797-806, 1995.         [ Links ]

BEWLEY, J. D.; BLACK, M. Seeds: physiology of development and germination. New York: Plenum Press, 1994.         [ Links ]

BOVI, M. L. A. Pré-embebição em água e percentagem e velocidade de emergência de sementes de palmiteiro. Bragantia, Campinas, v. 49, n. 1, p. 11-22, 1990.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Agricultura e Reforma Agrária. Regras para análise de sementes. Brasília, DF: CLAV/DNDV/SNAD/MA, 1992.         [ Links ]

BROSCHAT, T. K. Endocarp removal enhances Butia capitata (Mart.) Becc. (pindo palm) seed germination. HorTechnology, Alexandria, v. 8, n. 4, p. 586-587, 1998.         [ Links ]

BROSCHAT, T.; DONSELMAN, H. Palm seed storage and germination studies. Principes, Beltsville, v. 32, n. 1, p. 3-12, 1988.         [ Links ]

CAMPOS, C. O. Estudos da quebra da dormência de sementes de umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Câm.). 1986. 71 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)–Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 1986.         [ Links ]

CARPENTER, W. J. Seed after-ripening and temperature influence Butia capitata germination. HortScience, Alexandria, v. 23, n. 4, p. 702-703, 1988.         [ Links ]

CARVALHO, N. M. de; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. Jaboticabal: Funep, 2000.         [ Links ]

CARVALHO, N. S. et al. Uso de substâncias reguladoras e não-específicas na germinação de sementes de licuri (Syagrus coronata (Martius) Beccari). Sitientibus Série Ciências Biológicas, Feira de Santana, v. 5, n. 1, p. 28-32. 2005.         [ Links ]

FERNANDES, R. C. Estudos propagativos do coquinhoazedo (Butia capitata (Martius) Beccari) para fins de uso sustentável na região norte de Minas Gerais. 2008. 70 f. Dissertação (Mestrado em Agroecologia)–Instituto de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Minas Gerais, Montes Claros, 2008.         [ Links ]

FERREIRA, S. A. N.; GENTIL, D. F. O. Extraction, imbibition and germination of Astrocaryum aculeatum seeds. Acta Amazonica, Manaus, v. 36, n. 2, p. 141-145, 2006.         [ Links ]

GENTIL, D. F. O; FERREIRA, S. A. N. Morfologia da plântula em desenvolvimento de Astrocaryum aculeatum Meyer (Arecaceae). Acta Amazonica, Manaus, v. 35, n. 3, p. 339-344, 2005.         [ Links ]

LOPES, P. S. N. et al. Absorção de água em sementes de coquinho-azedo. Revista Brasileira de Agroecologia, Cruz Alta, v. 2, n. 2, p. 787-790, 2007.         [ Links ]

LOPES, P. S. N. et al. Superação da dormência de sementes de umbuzeiro (Spondias tuberosa, Arr. Câm.) utilizando diferentes métodos. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 31, n. 3, p. 872-880, 2009.         [ Links ]

LORENZI, H. Palmeiras no Brasil: exóticas e nativas. Nova Odessa: Plantarum, 2004.         [ Links ]

MAGUIRE, J. D. Speed of germination: aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, Madison, v. 2, n. 2, p. 176-177, 1962.         [ Links ]

MARCOS FILHO, J. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Piracicaba: Fealq, 2005.         [ Links ]

MARTINS, E. R. Projeto conservação de recursos genéticos de espécies frutíferas nativas do norte mineiro: coleta, ecogeografia e etnobotânica. Montes Claros:UFMG, 2003. (Relatório institucional).         [ Links ]

MEEROW, A. W. Palm seed germination. IFAS Cooperative Extension Bulletin, Gainesville, n. 274, p. 1-10, 2004.         [ Links ]

MOURA, R. C. Caracterização vegetativa e reprodutiva do coquinho-azedo, Butia capitata (Martius) Beccari (Arecaceae), no norte de Minas Gerais. 2008. 73 f. Dissertação (Mestrado em Agroecologia)–Instituto de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Minas Gerais, Montes Claros, 2008.         [ Links ]

SOUZA, S. C. A.; GONZAGA, A. P. D.; ALMEIDA, H. S. Influência da escarificação tegumentar na germinação de sementes de Butia Capitata (Martius) Arecaceae. In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 56., 2005, Curitiba. Anais... Curitiba: Sociedade Botânica do Brasil, 2005. 1 CD-ROM.         [ Links ]

TOMLINSON, P. B. The structural biology of palms. Oxford: Clarendon Press, 1990.         [ Links ]

 

 

*Trabalho recebido em dez./2009 e aceito para publicação em jan./2011 (n° registro: PAT 8388/ DOI 10.5216/pat.v41i1.8388).

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License