SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número37A fábrica representa um espaço para a construção do saber? Uma análise do processo de aprendizagem em células de montagemPlanejamento de marketing econfecção do plano de marketing: uma análise crítica índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Organizações & Sociedade

versión On-line ISSN 1984-9230

Organ. Soc. vol.13 no.37 Salvador abr./jun. 2006

http://dx.doi.org/10.1590/S1984-92302006000200002 

ARTIGO

 

Produção de serviços – uma experiência no setor da educação

 

 

Daniel Pacheco LacerdaI, Rafael TeixeiraII

IDoutorando Engenharia de Produção/UFRJ
IIDoutorando Administração / May Business School - Texas A&M University

 

 


RESUMO

A produção de serviços tem apresentado diversos conceitos e uma crescente importância dentro da área de operações. Todavia, poucos estudos têm procurado demonstrar o uso de conceitos e técnicas de produção para a área da educação. Essa área é especialmente interessante devido às suas características de prestar um serviço quase puro, ou seja, grande parte do serviço é produzida e entregue por pessoas. Este artigo tem o objetivo de analisar as alterações na área de produção de serviços desenvolvidas por uma escola de ensino profissionalizante. Para tanto, foi feito um levantamento teórico acerca do tema e um estudo de caso foi realizado. Algumas críticas são feitas e, por fim, conclui-se como a teoria em produção pode auxiliar o desenvolvimento das operações na área escolar.


ABSTRACT

The production of services has presented several concepts and a growing importance inside of the operations area. Though, few studies have been trying to demonstrate the use of such concepts and production techniques for educational area. Studies in this area are important due to its characteristics of an almost a pure service. This article has the objective of analyzing the modifications in the production area of services made by a school. For so much, it has made a theoretical rising concerning the theme and a case has analyzed. The authors make some critics and, finally, conclude that theory in production can aid the development of the operations in the educational area.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS

CAMEIRA, R. e CAULLIRAUX, Heitor. Engenharia de processos de negócios: considerações metodológicas para análise e integração de processos. Grupo de Produção Integrada/COPPE-EE/UFRJ, Enegep, 1998, Niterói, 1998.         [ Links ]

CERQUEIRA NETO. Edgard P. Reengenharia do negócio. São Paulo: Pioneira, 1994.         [ Links ]

CHASE, Richard B. Where does customer fit in a service operations. Harvard Business Review, vol. 56, n. 4, p. 137-142, 1978.         [ Links ]

CHASE, Richard B. The customer contact approach to services: theoretical bases and practical extensions. Operations Research, vol. 29, n.4, p.698-706, 1981.         [ Links ]

DAVENPORT, Thomas H. Reengenharia de processos. Rio de Janeiro: Campus, 1994.         [ Links ]

DAVIS, Margaret R. WECKLER, David A. A pratical guide to organization design. Los Altos, CA: Crisp Publications, 1996.         [ Links ]

EISENHARDT, K. Building theories from case study research. Academy of Management Review, v. 14, n. 4, pp. 532-550, 1989.         [ Links ]

FITZSIMMONS, James A.; FITZSIMMONS, Mona J. Administração de serviços: operações, estratégia e tecnologia da informação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2000.         [ Links ]

HARRINGTON, H. James et al. Business process improvement workbook: documentation, analysis, design and management of business process improvement. New York: McGraw-Hill, 1997.         [ Links ]

HESKETT, James L.; SASSER, W. Earl, Jr.; SCHLESINGER, Leonard A. The service profit chain: how leading companies link profit and growth to loyalty, satisfaction, and value. New York: The Free Press, 2000.         [ Links ]

HUNT, V. Daniel. Process mapping: how to reengeneer your business processes. New York: John Wiley & Sons, Inc., 1996.         [ Links ]

JOHANSSON, Henry J. et al. Processos de negócios. São Paulo: Pioneira, 1995.         [ Links ]

KARMARKAR, Uday S.; PITBLADDO, Richard. Service markets and competition. Journal of Operations Management, vol.12, n.3/4, p.397-411, 1995.         [ Links ]

KELLOG, Deborah L.; NIE, Winter. Aframework for strategic service management. Journal of Operations Management, vol. 13, n.4, p. 323-337, 1995.         [ Links ]

LEVITT, Theodore. The industrialization of service. Harvard Business Review, vol. 54 n. 5, 1976.         [ Links ]

LOVELOCK, Christopher H. Classifying services to gain strategic marketing insights. Journal of Marketing, vol. 47, n.3, p. 9-20, Summer, 1983.         [ Links ]

MAINSTER, David H.; LOVELOCK, Christopher H. Managing facilitate services. Sloan Management Review, vol. 23, n.4, p.19-31, 1982.         [ Links ]

PIDD, Michael. Modelagem empresarial: ferramentas para tomada de decisão. Porto Alegre: Bookman, 1998.         [ Links ]

RUMMLER, Geary A. BRACHE, Alan P. Melhores desempenhos das empresas. São Paulo: Makron Books, 1994.         [ Links ]

SANTOS, Rafael Paim Cunha. Engenharia de processos: análise do referencial teórico-conceitual, instrumentos, aplicações e casos. Dissertação de Mestrado, Rio de Janeiro: Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2002.         [ Links ]

SCHMENNER, Roger W. How can service business survive and prosper. Sloan Management Review, vol. 27, n. 3, p. 21-32, 1986.         [ Links ]

SCHMENNER, Roger W. The merit of making things fast. Sloan Management Review, vol. 30, n.1, p. 11-17, 1988.         [ Links ]

SILVESTRO, Rhian; FITZGERALD, Lin; JOHNSTON, Robert; VOSS, Christopher. Towards a classification of service processes. International Journal of Service Industry Management, vol. 3, n.3, p.62-75, 1992.         [ Links ]

SLACK, Niegel et al. Administração da produção: edição compacta. São Paulo: Atlas, 1999.         [ Links ]

SUMMER, C.; BETTIS, R.; DUHAIME, I.; GRANT, J.; HAMBRICK, D.; SNOW, C.; ZEITHAML, C. Doctoral education in the field of business policy and strategy, Journal of Management, v. 16, n. 2, pp. 361-398.

THOMAS, Dan R. E. Strategy is different in service businesses. Harvard Business Review, vol. 53, n.4, p. 158-165, 1975.         [ Links ]

VILLELA, Cristiane da Silva Santos. Mapeamento de processos como ferramenta de reestruturação e aprendizado organizacional. Dissertação de Mestrado, Florianópolis: Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, 2000.         [ Links ]

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2.ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.         [ Links ]

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons