SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue46Políticas públicas para o desenvolvimento regional e local: o que podemos aprender com os arranjos produtivos locais (APLs)?Discutindo autogestão: um diálogo entre os pensamentos clássico e contemporâneo e as influências nas práticas autogestionárias da economia popular solidária author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Organizações & Sociedade

On-line version ISSN 1984-9230

Organ. Soc. vol.15 no.46 Salvador July/Sept. 2008

https://doi.org/10.1590/S1984-92302008000300004 

ARTIGOS

 

Arranjos socioprodutivos de base comunitária: arranjos produtivos locais pensados como arranjos institucionais. O caso da mondragón corporação cooperativa

 

 

Carlos Alberto Cioce SampaioI; Iñaki Ceberio de LeónII; Ivan Sidney DallabridaIII; Valdinho PellinIV

IProf. dos Programas de Pós-Graduação em Administração e Desenvolvimento Regional da Universidade Regional de Blumenau (FURB)
IIDoutorando do Depto.de filosofia da Universidad del País Vasco – Eusko Erico Unibertsitatea, Espanha
IIIMestre em Desenvolvimento Regional; Pesquisador do LaGOE/FURB
IVMestre em Desenvolvimento Regional; Pesquisador do LaGOE/FURB

 

 


RESUMO

Este artigo oportuniza a denominação arranjos produtivos locais, oriunda da economia industrial e da geografia econômica, quando pensada, também, co-arranjos institucionais, tema explorado nas ciências políticas e no planejamento do desenvolvimento regional. Ambas as denominações são tidas, na maioria das vezes, como extremos opostos. Tem-se como objetivo discutir arranjos socioprodutivos de base comunitária, partindo da complementaridade dos conceitos arranjos produtivos locais e arranjos institucionais, sob a perspectiva da socioeconomia. Ilustra-se com o caso da Mondragón Corporação Cooperativa, considerado paradigma da economia cooperativa. Vale-se de pesquisa bibliográfica sobre gestão interorganizacional, sob o enfoque sociopolítico e socioprodutivo, e de pesquisa exploratória sobre a experiência do cooperativismo de Mondragón (Comunidade Autônoma Basca, Espanha).


ABSTRACT

This article uses the concept of Locals Productives Arrangements, deriving denomination from Industrial Economy and Geographic Economy, when thought as institutional arrangements, subject explored in sciences politics and regional development planning. The objective is to argue the Locals Productives Arrangements as institutional arrangements, originating the term socioproductive arrangements of communitarian base, illustrating with the case of Mondragón Cooperative Complex, considered cooperative economy paradigm. It uses bibliographical research on interorganizacional management under the sociopolitics and socioproductives approaches and exploratory research under the historical experience of Mondragón’s Cooperativism (Vasca Independent Community in Spain).


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

Referências

ALBAGLI, Sarita; BRITO, Jorge. Glossário de arranjos e sistemas produtivos e inovativos locais: uma nova estratégia de ação para o SEBRAE. Disponível em http://www.ie.ufrj.br/redesist/Glossario/Glossario%20Sebrae.pdf. Acesso em: 01 mar. 2003.         [ Links ]

ARAUJO, Guilherme Pinto; SAMPAIO, Carlos Alberto Cioce (Org.). Relatório Técnico do I Encontro de Turismo em Imbituba e Garopaba (SC). Florianópolis: UFSC/NMD; Blumenau: FURB/LaGOE, 2004.         [ Links ]

ARISTÓTELES. A política. São Paulo: Martins Fontes, 1991.         [ Links ]

ARIZMENDIARRIETA, Jose María. Obras completas. Bilbao: Caja Laboral Popular, 1978.         [ Links ]

ARRUDA, Marcos. Globalização e sociedade civil: repensando o cooperativismo no contexto da cidadania ativa. In: ARRUDA, Marcos; BOFF, Leonardo. Globalização: desafios socioeconômicos, éticos e educativos. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 49-102.         [ Links ]

AZURMENDI, José. El hombre cooperativo. Pensamiento de Arizmendiarrieta. Bilbao: Caja Laboral Popular, 1984.         [ Links ]

BERKES, fikret. Social systems ecological systems and property rights. In: HANNA, S. et al. (Ed.). Right to nature: ecological, economics, cultural and political principles of institutions. Washington, DC: Island Press, 1996. p. 87-107.         [ Links ]

BIALOSKORSKI NETO, Sigismundo. Cooperativismo é economia social: um ensaio para o caso brasileiro. In: SEMINÁRIO TENDÊNCIAS DO COOPERATIVISMO CONTEMPORÂNEO, 3., 2004, Cuiabá. Anais... Cuiabá: OCB/SESCOOP, 2004.         [ Links ]

CASAROTTO filho, Nelson; PIRES, Luis Henrique. Competitividade global para as pequenas empresas e desenvolvimento local. In: SIEBERT, Cláudia (Org.). Desenvolvimento regional em Santa Catarina. Blumenau: EDIFURB, 2001. p. 105-117.         [ Links ]

CEBERIO DE LEON, Iñaki. Universidad e innovación en las cooperativas vascas: la experiencia de Mondragón. En Moraga-Rojel, J. e V. Malinconi (ed.). Innovación tecnológica: el desafío de ver más allá del presente para crear una visión de futuro para los países en vías de desarrollo. Valdivia: Universidad Austral de Chile y Banco Mundial, 2006.         [ Links ]

COHEN, Jean L.; ARATO, Andrew. Civil society and political theory. Cambridge: MIT Press, 1992.         [ Links ]

COSTA, Sérgio. Esfera pública, sociedade civil e movimentos sociais no Brasil. Novos Estudos. São Paulo: CEBRAP, n. 38, p. 38-52, mar. 1994.         [ Links ]

DIAS, Adriana. Fomento de um arranjo produtivo turístico local ecodesenvolvimentista – APTLE: uma experiência no âmbito de agenda 21 local. Blumenau, 2004. Relatório final de Estágio Supervisionado do Curso de Turismo e Lazer do Centro de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Regional de Blumenau.

DOWBOR, Ladislau. Introdução ao planejamento municipal. São Paulo: Brasiliense, 1987.         [ Links ]

______________. O que acontece com o trabalho? São Paulo: Editora SENAC/SP, 2002. (Série Ponto Futuro, 10).         [ Links ]

DURKHEIM, Émile. As regras do método sociológico. São Paulo: Martin Claret, 2002.         [ Links ]

fiSCHER, Tânia (Org.). Poder local: governo e cidadania. Rio de Janeiro: FGV, 1993.         [ Links ]

FOX, Irving K. Institutions for water management in a changing world. Natural Resources Journal. New Mexico, v. 16, p. 743-758, oct. 1976.         [ Links ]

FRANCO, Augusto de. Por que precisamos de desenvolvimento local integrado e sustentável? Brasília: Millennium/Instituto de Política, 2000.         [ Links ]

FURTADO, Celso. Cultura e desenvolvimento em época de crise. 2ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.         [ Links ]

GONDIM, Linda. A moral e a política dos outros: algumas reflexões sobre cidadania e corrupção no Brasil. Cadernos de Ciências Sociais. Fortaleza: UFC/NEPS, n. 25, 1994.         [ Links ]

HABERMAS, Jürgen. Sabedoria popular como procedimento. Novos Estudos. São Paulo: CEBRAP, n. 26, p. 100-113, mar. 1990.         [ Links ]

HEIDEGGER, Martin. La época de la imagen del mundo en Caminos del bosque. Madrid: Alianza, 2002.         [ Links ]

HOBBES, Thomas. Leviatan. Madrid: Editora Nacional, 1979.         [ Links ]

KANT, Inmanuel. filosofía de la historia. Qué es la ilustración. Madrid: Derramar, 2004.         [ Links ]

LARRAÑAGA, Jesús. El cooperativismo en Mondragón. Interioridades de una utopía. Bilbao: Otalora, 1998.         [ Links ]

LASTRES, Helena M. M.; CASSIOLATO, José Eduardo. Novas políticas na era do conhecimento: o foco em arranjos produtivos e inovativos locais. Parcerias Estratégicas. Brasília: CGEE, n. 17, p. 5-29, set. 2003a.         [ Links ]

__________________. Políticas para promoção de arranjos produtivos e inovativos locais de micro e pequenas empresas: conceito, vantagens e restrições dos equívocos usuais. Disponível: http://www.ie.ufrj.br/redesist/Artigos/ LasCas%20seminario%20pol%EDtica%20Sebrae.pdf. Acesso em: 25 nov. 2003b.         [ Links ]

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva. São Paulo: Loyola, 1998.         [ Links ]

LOCKE, John. Ensaio acerca do entendimento humano. São Paulo: Nova Cultural, 2000. (Os pensadores).         [ Links ]

MANTOVANELI Jr., Oklinger. Políticas públicas e gestão estratégica: uma pedagogia para a cidadania e o desenvolvimento sustentável. Tese (Doutorado em Sociologia). Faculdades de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita filho, 2001.         [ Links ]

MAX-NEEF, Manfred. Economia descalza: señales el mundo invisible. Estocolmo, Buenos Aires, Montevideo: Editorial Nordan Comunidad, 1986.         [ Links ]

MELO Neto, Francisco Paulo de; FRÓES, César. Empreendedorismo social: a transição para a sociedade sustentável. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2002.         [ Links ]

MONDRAGÓN CORPORACIÓN COOPERATIVA. Memoria de Sostenibilidad 2006. MCC, 2008. Disponível em: http://www.mcc.es/esp/magnitudes/memoria.html. Acesso em: 28 fev. 2008.         [ Links ]

MONDRAGÓN CORPORACIÓN COOPERATIVA (MCC). Disponível em http://www.mcc.es. Acesso em: 17 jun. 2006.         [ Links ]

MUNDIM, Rodrigo Sousa Alves (Org.). Laboratório de gestão em organizações que promovem o desenvolvimento sustentável (LaGOE): sociologia do turismo. Blumenau: Universidade Regional de Blumenau/Núcleos de Estudos Complexos em Estratégias Organizacionais e de Políticas Públicas dos Programas de Pós-Graduação em Administração e Desenvolvimento Regional, 2005.         [ Links ]

PORTER, Michael. Clusters and the neweconomics of competition. Harvard Business Review. Boston. Harvard University, v. 76, n. 6, p. 77-90, nov./dec. 1998.         [ Links ]

PUTNAM, Robert D. Comunidade e democracia: a experiência da Itália moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, 1996.         [ Links ]

RAMOS, Alberto Guerreiro. A nova ciência das organizações. 2ª ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1989.         [ Links ]

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Do contrato social: discurso sobre a economia política. São Paulo: HEMUS, 1994.         [ Links ]

SACHS, Ignacy. Desenvolvimento: includente, sustentável, sustentado. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.         [ Links ]

_____________. Inclusão social pelo trabalho: desenvolvimento humano, trabalho decente e o futuro dos empreendedores de pequeno porte. Rio de Janeiro: Garamond, 2003.         [ Links ]

SAMPAIO, Carlos Alberto Cioce. A construção de um modelo de gestão que o promove o desenvolvimento sustentável. In: ENCONTRO NACIONAL DE PÓSGRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 26., 2002, Salvador (BA). ENANPAD 2002. Rio de Janeiro: ANPAD, 2002, v. 1, p. 309.         [ Links ]

______________. Arranjos institucionais para o desenvolvimento sustentável local. Revista de Administração Municipal. Rio de Janeiro, v. 43, n. 219, p. 71, 1996.         [ Links ]

______________. Gestão organizacional estratégica para o desenvolvimento sustentável. Itajaí: UNIVALI, 2000.         [ Links ]

______________. Turismo como fenômeno humano: princípios para se pensar a socioeconomia. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2005.         [ Links ]

SAMPAIO, Carlos Alberto Cioce, CEBERIO de León, Iñaki, DALLABRIDA, Ivan Sidney, PELLIN, Valdinho. Arreglo sociopolítico y socioproductivo de base comunitaria: la enseñanza a partir de la experiencia de las cooperativas de Mondragón. In: 8º CONGRESO NACIONAL DE ESTUDIOS DEL TRABAJO/ ASOCIACIÓN ARGENTINA DE ESPECIALISTAS EN ESTUDIOS DEL TRABAJO (ASET), 2007, Buenos Aires. Anales…, Buenos Aires, 2007.

SAMPAIO, Carlos Alberto Cioce, MANTOVANELI JR, Oklinger, PELLIN, Valdinho. Arranjo produtivo local: estratégia para promoção do desenvolvimento sustentável. In: II SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE DESENVOLVIMENTO REGIONAL, 2004, Santa Cruz do Sul (RS). Anais..., Santa Cruz do Sul: UNISC, 2004.         [ Links ]

SAMPAIO, Carlos Alberto Cioce; MUNDIM, Rodrigo Souza Alves; DIAS, Adriana. Arranjo Produtivo Local (APL) voltado para a promoção do turismo educativo na área da Lagoa de Ibiraquera (Garopaba e Imbituba-SC): pesquisa-ação de um experimento em comunidades localizadas em zona costeira sob o enfoque do Ecodesenvolvimento. In: ENCONTRO NACIONAL DE TURISMO DE BASE LOCAL, 8., 2004, Curitiba. Anais... Curitiba: Ed. UNICENP, 2004.         [ Links ]

SAMPAIO, Carlos Alberto Cioce, DALLABRIDA, Ivan Sidney, PELLIN, Valdinho. Para pensar a socioeconomia das organizações: estudo comparativo de uma experiência incipiente brasileira com um projeto demonstrativo chileno. Revista Paranaense de Desenvolvimento (IPARDES), Curitiba, v.109, p. 49-80, jul./dez. 2005.         [ Links ]

SAMPAIO, Carlos Alberto Cioce; FERNANDES, Valdir; MANTOVANELI JR, Oklinger. Economia social: razão e sensibilidade. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL: EDUCAÇÃO INTERCULTURAL, GÊNERO E MOVIMENTOS SOCIAIS, 2., 2003, Florianópolis. Anais... Florianópolis: UFSC, 2003.         [ Links ]

SANTOS, Boaventura de Sousa; RODRÍGUEZ, César. Introdução: para ampliar o cânone da produção. In: SANTOS, Boaventura de Sousa (org.) Produzir para viver: os caminhos da produção não capitalista. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002, p. 23-77.         [ Links ]

SANTOS, Milton. Metamorfose do espaço urbano. São Paulo: Hucitec, 1994.         [ Links ]

SANTOS, Milton; SOUZA, Maria Adélia A. de; SILVEIRA, Maria Laura. (Org.). Território: globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec; Annablume, 2002.         [ Links ]

SCHERER-WARREN, Ilse. Redes de movimentos sociais. São Paulo: Loyola, 1993.         [ Links ]

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.         [ Links ]

SENAES - Secretaria Nacional de Economia Solidária. O atlas da economia solidária no Brasil 2005. Brasília: SENAES, 2006.         [ Links ]

SENGE, Peter. A quinta disciplina. São Paulo: Best Seller, 2001.         [ Links ]

SINGER, Paul. Introdução à economia solidária. São Paulo: Ed. Fundação Perseu Abramo, 2002.         [ Links ]

SOUZA filho, Jorge Renato de. Desenvolvimento Regional Endógeno, Capital Social e Cooperação. Porto Alegre: UFRGS, 1999. Disponível em: http://nutep.adm.ufrgs.br/pesquisas/Desenvolvreg.html. Acesso em: 31 out. 2002.         [ Links ]

SUZIGAN, Wilson. Aglomerações industriais como foco de políticas. Revista de Economia Política. São Paulo: Centro de Economia Política, v. 21, n. 3, p. 27-39, jul./set. 2000.         [ Links ]

TRATEMBERG, Maurício. Uma prática de participação nas coletivizações na Espanha (1936/1939). In: VENOSA, Roberto (Org.). Participação e participações. São Paulo: Babel Cultural, 1987.         [ Links ]

VARGAS, Marco Antônio. Aspectos conceituais e metodológicos na análise de arranjos e sistemas produtivos e inovativos locais. Florianópolis: UFSC/NEITEC, 2003. (Nota técnica 1).         [ Links ]

VIEIRA, Paulo Freire (Org.). A pequena produção e o modelo catarinense de desenvolvimento. Florianópolis: APED, 2002.         [ Links ]

WEBER, Max. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo: Martin Claret, 2002.         [ Links ]

_______________. Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Brasília: UNB, 1999.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License