SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue50Some considerations on the marketing concept: the theory and the marketing management viewSystematized education: the slow death of the Parakanã culture author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Organizações & Sociedade

On-line version ISSN 1984-9230

Organ. Soc. vol.16 no.50 Salvador July/Sept. 2009

https://doi.org/10.1590/S1984-92302009000300008 

ARTIGOS

 

A inclusão indesejada: as empresas brasileiras face à lei de cotas para pessoas com deficiência no mercado de trabalho

 

The undesirable inclusion: the Brazilian firms and the law of quotas to be reserved to the disable people in the labour market

 

 

Marco Antônio RibeiroI; Ricardo CarneiroII

IMestre em Administração Pública pela Escola de Governo Prof. Paulo Neves de Carvalho da Fundação João Pinheiro – EG/FJP. Prof. da Faculdade Metropolitana de Belo Horizonte. Endereço: Rua Alvarenga Peixoto, 1260, apto. 102 Santo Agostinho. Belo Horizonte/MG Email: marcoaribeiro@terra.com.br
IIDoutor em Sociologia e Política pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais – FAFICH/UFMG. Prof. e Pesquisador da EG/FJP. Email: ricardo.carneiro@fjp.mg.gov.br

 

 


RESUMO

O artigo discute a lei de cotas empregatícias para portadores de deficiência no mercado de trabalho brasileiro, enfatizando, na abordagem, sua baixa receptividade ou adesão junto às empresas implicadas no processo, o que se evidencia, em particular, no âmbito da ação fiscalizatória do poder público, a cargo do Ministério Público do Trabalho (MPT). Tendo em vista esse propósito, foi realizada pesquisa junto a uma das Procuradorias Regionais do Trabalho do MPT, mais especificamente, a PRT da 3ª Região de Belo Horizonte. Tal pesquisa envolveu todos os processos de autuação por não cumprimento da norma legal, conduzidos pela referida PRT ao longo do período 20002007. As informações disponibilizadas pela pesquisa permitiram elucidar as principais estratégias defensivas adotadas pelas empresas com vistas a contornar, protelar ou minimizar a contratação compulsória de pessoas com deficiência. Mostraram também a seletividadeincrustada nas contratações que as empresas são constrangidas a fazer, nas quais há umaclara priorização do deficiente físico não cadeirante, em detrimento dos demais tipos de deficiência.

Palavras-chave: Deficiência. Política social. Cotas. Mercado de trabalho


ABSTRACT

The article addresses the law governing employment quotas reserved for disabled people in the Brazilian labour market, emphasizing the low receptivity or support provided by companies involved in the process and especially in terms of control by the Ministry of Labour (MPL). The research has been conducted with one of the Regional Labour Prosecutors of the MPL, more specifically, the RLP of 3rd Region of BeloHorizonte. This study involved all legal notifications related to the neglect of legal standards issued by the RLP over the period 20002007. The obtained results help to clarify the maindefensive strategies adopted by companies in order to evade, defer or minimize the compulsory recruitment of disabled people. In addition, the outcomes reveal the selectivity inherent in constrained recruitment imposed on companies in which there is a clear prioritization of physically disabled people not in wheelchairs with respect to other types of disabilities.

Key words: Handicap. Social policy. Quota. Labour market


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

Referências

BRASIL. Decreto n° 3.298, de 20 de dezembro de 1999. Regulamenta a Lei n° 7.853, de 24 de outubro de 1989, dispõe sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, consolida as normas de proteção e dá outras providências. Disponível em: <www.planalto.gov..br/ccvil_03/ decreto/D3298.htm>

        [ Links ]

______. Decreto n° 5.296, de 02 de dezembro de 2004. Regulamenta as Leis n°10.048, de 08 de novembro de 2000, e n° 10.098, de 19 de dezembro de 2000,e dá outras providências. Disponível em: <www.planalto.gov.br/ccivil_03/ Ato20042006/2004/ Decreto/D5296.htm>

        [ Links ]

______. Lei n° 7.853, de 24 de outubro de 1989. Dispõe sobre o apoio às pessoas com deficiência e sua integração social, disciplina a atuação do Ministério Público, define crimes e dá outras providências. Disponível em: <www.planalto.gov.br/ccivil_03 /Leis/L7853.htm>

        [ Links ]

______. Lei n° 8.213, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Disponível em: <www.planalto.gov.br/ ccivil_03/ Leis/L8213cons.htm>

        [ Links ]

CARNEIRO, Ricardo. Estado, mercado e o desenvolvimento do setor elétrico brasileiro. 2000 Tese. (Doutorado) Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais, 2000. Belo Horizonte.         [ Links ]

DiMAGGIO, Paul J.; POWELL, Walter W. Introduction. In: ______; _______(Ed). The new institutionalism in organizational analysis. Chicago: The University of Chicago Press, 1991. p.138.         [ Links ]

FONSECA, Ricardo Tadeu Marques. O trabalho da pessoa com deficiência e a lapidação dos direitos humanos: o direito do trabalho, uma ação afirmativa. São Paulo: LTr, 2006.         [ Links ]

GOODIN, Robert E. Institutions and their design. In: _______ (Org). The theory of institutional design. Cambridge: Cambridge University Press, 1997.         [ Links ]

HALL, Peter A.; TAYLOR, Rosemary C. R. As três versões do neoinstitucionalismo. Lua Nova, n. 58, 2003, p. 193223.         [ Links ]

JEPPERSON, Ronald. Institutions, institutional effects and institutionalism. In: DiMAGGIO, Paul J.; POWELL, Walter W. (eds). The new institutionalism in organizational analysis. Chicago: The University of Chicago Press, 1991, p.143-164.         [ Links ]

LAVER, Michael. Private desires, political action: an invitation to the politics ofrational choice. London: SAGE Publications, 1997.         [ Links ]

LOPES, Gláucia Gomes Vergar. A inserção do portador de deficiência no mercado de trabalho: a efetividade das leis brasileiras. São Paulo: LTr, 2005.         [ Links ]

LORENTZ, Lutiana N. A norma da igualdade e o trabalho das pessoas portadoras de deficiência. São Paulo: LTr, 2006.         [ Links ]

MARCH, James G.; OLSEN, Johan P. Rediscovering institutions: the organizationalbasis of politics. New Yok: Free Press, 1989.         [ Links ]

MEYER, John W.; ROWAN, Brian. Institutionalized organizations: formal structure as myth and ceremony. In: DiMAGGIO, Paul J.; POWELL, Walter W. (eds.). The new institutionalism in organizational analysis. Chicago: The University of Chicago Press, 1991, p. 4162.         [ Links ]

NORTH, Douglass C. Institutions, institutional change and economic performance. New York: Cambridge University Press, 1990.         [ Links ]

OFFE, Claus. Capitalismo desorganizado. São Paulo: Brasiliense, 1994.         [ Links ]

OIT – Organização Internacional do Trabalho. Disponível em: www.oitbrasil.org.br

        [ Links ]

ONU – Organização das Nações Unidas. Disponível em: www.onubrasil.org.br

        [ Links ]

PASTORE. José. Oportunidades de trabalho para portadores de deficiência. São Paulo, LTr, 2000.         [ Links ]

POWELL, Walter W. Expanding the scope of institutional analysis. In: DiMAGGIO, Paul J.; POWELL, Walter W. (eds). The new institutionalism in organizational analysis. Chicago: The University of Chicago Press, 1991, p.183203.         [ Links ]

ROTHSTEIN, BO. Labormarket institutions and the working class strenght. In: STEINMO, Seven H. et al. (eds). Structuring politics: historical institutionalism incomparative analysis. Cambridge: Cambridge University Press, 1992, p. 3386.         [ Links ]

 

 

Artigo recebido em 01/08/2008 Artigo aprovado, na sua versão final, em 30/07/2009

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License