SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

PRESS RELEASE

TEIXEIRA, Amanda Solimani et al. Substituição de refeições por lanches em adolescentes. Rev. paul. pediatr. [online]. 2012, vol.30, n.3, pp. 330-337. ISSN 0103-0582.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822012000300005.



 

Substituição de refeições por lanches entre adolescentes

 

 

Um dos destaques da Revista Paulista de Pediatria de setembro de 2012 é o artigo de autoria de Amanda Solimani Teixeira e colaboradores, que verificou a prevalência da substituição de almoço e jantar por lanches entre adolescentes e sua associação com estado nutricional. Além disso, o estudo avaliou os alimentos que substituem as refeições. Amanda Solimani Teixeira é bolsista de Iniciação Científica do CNPq - sob orientação da professora Dra Sonia Tucunduva Philippi - e graduanda do curso de Nutrição, da Faculdade de Saúde Pública da USP.

Conforme explicam os autores, a adolescência é um período marcado por transformações físicas, sociais e psicológicas características da puberdade, que têm efeito sobre o comportamento alimentar, sofrendo influência de fatores internos (autoimagem, necessidades fisiológicas e preferências) e externos (hábitos familiares, de amigos e mídia). Para atender à demanda do crescimento e desenvolvimento e garantir a manutenção do organismo nesta fase, é essencial uma alimentação saudável e equilibrada, com alimentos de todos os tipos, mas principalmente os de alto valor nutritivo, tais como frutas, legumes, verduras e fibras. Entretanto, alguns fatores, como praticidade, variedade de lanchonetes e restaurantes fast-food e influências da mídia, da família e de amigos, tornam as escolhas alimentares saudáveis mais difíceis. Nesse contexto, o estudo realizado na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), buscou verificar, entre adolescentes de uma escola técnica pública da cidade de São Paulo, a prevalência da substituição de almoço e/ou jantar por lanches e a possível associação com estado nutricional e sexo, e avaliar os alimentos substitutos dessas refeições.

O estudo permitiu observar elevada prevalência da substituição de almoço e de jantar por lanches entre adolescentes, sendo encontrada maior frequência dessa substituição entre o sexo feminino e entre os adolescentes obesos. "Uma inovação do estudo foi observar quais eram os principais alimentos substitutos dessas refeições: sanduíches, salgados, pizzas e hambúrgueres, que geralmente apresentam baixo valor nutritivo e elevada densidade energética, o que pode contribuir para um maior aumento do risco para obesidade e doenças crônicas não transmissíveis na adolescência ou em fases futuras, caso este hábito seja mantido. Os resultados de nossa pesquisa podem direcionar estratégias de intervenção para promover hábitos alimentares saudáveis na adolescência, fase em que uma alimentação saudável é essencial para o crescimento e desenvolvimento adequados e para a prevenção de doenças, uma vez que os hábitos alimentares são formados durante a infância e a adolescência e tendem a se consolidar na vida adulta", destacam os autores.

O estudo gera impacto na sociedade, à medida que a elevada frequência da substituição de almoço e jantar por lanches entre adolescentes pode levar ao aumento do risco para o desenvolvimento de obesidade e doenças crônicas não transmissíveis. "A partir dos resultados é possível direcionar políticas públicas para adolescentes, famílias e escolas, que visem a mudança do comportamento alimentar na adolescência e a promoção de hábitos alimentares saudáveis, incentivando o consumo de refeições tradicionais com diversidade e com alimentos fonte de vitaminas, minerais e fibras, e desestimulando o consumo de lanches ricos em açúcares e gorduras saturadas", finaliza a professora Dra Sonia Tucunduva Philippi.

 

 

Correspondência:
Amanda Solimani Teixeira
Avenida Doutor Arnaldo, 715 
Departamento de Nutrição - 2º andar - Cerqueira César 
CEP 01246-904 - São Paulo/SP 
E-mail: amanda.teixeira@usp.br