SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

PRESS RELEASE

LARA, Marilda Lopes Ginez de. Documentary languages and knowledge organization systems in the context of the semantic web. Transinformação [online]. 2013, vol.25, n.2, pp. 145-150. ISSN 0103-3786.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-37862013000200005.



 

Vocabulários e recuperação de conteúdos na Web

 

 

Pesquisa realizada na Universidad Carlos III de Madrid durante estágio sênior de pesquisadora da Escola de Comunicações e Artes da USP, baseada em revisão bibliográfica e publicada na revista Transinformação, v.25, n.2, 2013, mostra que a possibilidade de reutilizar vocabulários, seja pelas máquinas ou pelas pessoas, quaisquer que sejam os sistemas operacionais que os suportem, não depende apenas de sua codificação segundo padrões. O ponto crucial do empreendimento de promover a interoperabilidade entre vocabulários é que eles sejam, anteriormente, construídos de modo a configurar uma rede de relações entre as palavras que assegure a representação de significados.

A iniciativa de codificação, denominada Linked Open Vocabularies, tem como objetivo permitir o reuso dos vocabulários para recuperar por conteúdos. Segue a proposta da Web semântica desenvolvida por Berners Lee e pela equipe do World Wide Web Consortium (W3C) e requer, necessariamente, a abertura do acesso aos dados e sua estruturação, para dar um passo à frente da Web sintática, ou Web do hipertexto, que liga palavras, mas não significados ou conceitos.

O artigo mostra, todavia, que a estruturação é um requisito anterior: vocabulários mal elaborados com hierarquias inconsistentes, falta de clareza entre os tipos de associações entre os termos, equivalências baseadas apenas na coincidência da forma das palavras, não podem ser simplesmente codificados. Além disso, os vocabulários são organizados de diversas maneiras e respondem a diferentes escolhas ideológicas, aspecto que, ao mesmo tempo que abre a oportunidade para realizar escolhas entre opções, requer tomada de decisão em função de objetivos.

A pesquisa procura enfatizar que, embora a proposta de promover a interoperabilidade entre vocabulários se baseie na estruturação dos dados (por meio de triplas que relacionam sujeito, objeto e propriedade), tal estruturação é anterior à formalização: a mera codificação dos vocabulários não elimina os problemas e inconsistências de origem.

No intuito de melhorar as condições para alcançar os objetivos de uma Web semântica a autora destaca, entre outras recomendações, a recente norma internacional ISO 25964-1/2:2011/2012: Thesauri and interoperability with other vocabularies. A publicação, motivada pela necessidade de promover a interoperabilidade, apresenta recomendações para a construção e mapeamento de tesauros e vocabulários tendo como premissa básica o reconhecimento de que é o conceito, e não a palavra isolada (que pode ter múltiplos significados), a base da significação.

 

 

Pesquisa realizada com apoio do CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

 

 

Contato:
Marilda Lopes Ginez de Lara
Universidade de São Paulo
larama@usp.br
(55 11) 3091-4076