SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

PRESS RELEASE

Ciênc. saúde coletiva vol.18 no.11 Rio de Janeiro Nov. 2013



 

Gestão, segurança e subjetividade no trabalho e no ambiente

 

 

A edição 18.11 de novembro de 2013 da Revista Ciência & Saúde Coletiva denominada "Gestão, Segurança e Subjetividade no Trabalho e no Ambiente" inicia-se com um contundente Editorial. O autor lembra o movimento mundial de alinhamento da produção científica e tecnológica com o desenvolvimento social, econômico e cultural dos países, tema tratado em vários documentos internacionais e expresso e ressaltado nas recomendações das Conferências Nacionais de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil, sejam as gerais, sejam as duas que ocorreram no setor saúde.

Para os estudos sobre o impacto dos processos produtivos e das relações de produção na saúde dos trabalhadores e trabalhadoras e no ambiente, o autor lembra que existe uma Política Nacional da área homologada em 2012, o que constituiu um passo importante para orientar a gestão e os serviços, assim como a produção acadêmica. Portanto, frente às diretrizes propostas, o editorialista lembra que seria oportuno avaliar (1) em que medida essa produção responde às demandas de gestores e planejadores no que concerne às relações saúde-ambiente-trabalho; (2) e qual o grau de integração entre os diversos atores - profissionais de serviços, gestores, pesquisadores, organizações sindicais e sociais - na definição de objetos de estudo relevantes frente aos numerosos problemas de saúde dos trabalhadores e trabalhadoras.

Este número temático está alinhado com a Política Nacional do setor ao apresentar três conjuntos de artigos: (1) os que tratam de agravos e de condições de saúde e trabalho de várias categorias: catadores de materiais recicláveis; trabalhadores em termoelétricas; profissionais que atuam com medicina nuclear; professores; trabalhadores incapacitados; profissionais de saúde e da área social que sofreram estresse pós-traumático após a tragédia no Haiti, dentre outros. (2) O segundo grupo trata da relação entre trabalho, saúde e ambiente e apresenta estudos sobre biossegurança; sobre uso de agrotóxico; sobre poluição atmosférica por queimadas; sobre problemas ambientais provocados por processos de desenvolvimento do semiárido e na produção do alumínio; e faz avaliação de impactos do efluente do tratamento de aterro de resíduos sólidos urbanos e esgoto doméstico sobre a biota aquática dentre outros. (3) O terceiro grupo trata de metodologias de atuação e de pesquisa que articulam os trabalhadores com os pesquisadores e sobre abordagens interdisciplinares relacionadas à saúde e ambiente.

Os artigos chamam atenção para a necessidade de fortalecimento da área de Vigilância e para o fato de que ter uma Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora hoje, servindo de referência para a gestão, a atenção e as pesquisas constitui oportunidade ímpar de superar o distanciamento entre a academia e a prática dos serviços.

 

 

Maria Cecília de Souza Minayo - Editora-chefe: cecília@claves.fiocruz.br
Luiza Gualhano - Assessora de Comunicação Social