SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

Article References

CALDANA, Adriana Cristina Ferreira; SOUZA, Lícia Barcelos de  and  CAMILOTO, Cláudio Márcio. Sentidos das ações voluntárias: desafios e limites para a organização do trabalho. Psicol. Soc. [online]. 2012, vol.24, n.1, pp. 170-177. ISSN 0102-7182.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822012000100019.

    Araújo, M. R. M. (2006). Exclusão social e responsabilidade social empresarial. Psicologia em Estudo, 11(2), 417-426. [ Links ]

    Bardin, L. (1977). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70. [ Links ]

    Boezeman, E. J. & Ellemers, N. (2008). Volunteer recruitment: the role of organizational support and anticipated respect in non-volunteers' attraction to charitable volunteer organizations. Journal of Applied Psychology, 93(5), 1013-1026. [ Links ]

    Caldana, A. C. F. & Figueiredo, M. A. C. (2008). O voluntariado em questão: a subjetividade permitida. Psicologia Ciência e Profissão, 28(3), 466-479. [ Links ]

    Castro, M. C. (2002). Um espaço de discussão, compartilhamento e aprendizado. In C. Perez & L. P. Junqueira (Orgs.), Voluntariado e a gestão das políticas sociais (pp. 70-83). São Paulo: Futura. [ Links ]

    Clary, E. G., Snyder, M., & Stukas, A. A. (1996).Volunteer's motivations: findings from a national survey. Nonprofit and Voluntary Sector Quartely, 24(4), 485-505. [ Links ]

    Demo, O, P. (2001) Brincando de solidariedade: política social de primeira dama. In M. O. S. Silva (Org.), O comunidade solidária: o não enfrentamento da pobreza no Brasil (pp. 43-69). São Paulo: Cortez. [ Links ]

    Dowbor, L. (2002). Boa vontade existe: como organizá-la? In C. Perez & L. P. Junqueira (Orgs.), Voluntariado e a gestão das políticas sociais (pp.84-103). São Paulo: Futura. [ Links ]

    Figueiredo, M. A. C. (2000). Program of Psychosocial AIDS Care for the community of HIV carriers and persons with AIDS in Ribeirão Preto Brazil. In 13 International AIDS Conference (pp. 461-465). Durban, South Africa. [ Links ]

    Fuertes, F. C. & Jiménez, M. L. V. (2000). Motivation and burnout in volunteerism. Psychology in Spain, 4(1), 75-81. [ Links ]

    Hanashiro, D. M. M., Teixeira, M. L. M., & Zaccarelli, L. M. (2007). Gestão do fator humano: uma visão baseada em stakeholders. São Paulo: Saraiva. [ Links ]

    Mészáros, I. (2002). Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. (P. C. Castanheira & S. Lessa, Trads.). São Paulo: Boitempo Editorial. [ Links ]

    Minayo, M. C. S. (1992). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; Rio de Janeiro: Abrasco. [ Links ]

    Nogueira, A. J. F. M. & Rossini, V. B. (2007). Uma reflexão sobre as relações de trabalho em organizações sem fins lucrativos. Revista de Gestão USP, 14(1), 67-76. [ Links ]

    Omoto, A. M. & Snyder, M. (1995). Sustained helping without obligation: motivation, longevity of service, and perceived attitude change among AIDS volunteers. Journal of Personality and Social Psychology, 68(4), 671-686. [ Links ]

    Penner, L. A. & Finkelstein, M. A. (1998). Dispositional and structural determinants of volunteerism. Journal of Personality and Social Psychology, 74(2), 525-537. [ Links ]

    Ramos, S. (2004). O papel das ONGs na construção de políticas de saúde: a Aids, a saúde da mulher e a saúde mental. Ciência & Saúde Coletiva, 9(4), 1067-1078. [ Links ]

    Rasera, E. F. & Issa, C. L. G. (2007). A atuação do psicólogo em ONG/AIDS. Psicologia Ciência e Profissão, 27(3), 566-575. [ Links ]

    Samson, A., Lavigne, R. M., & MacPherson, P. (2009). Self-fullfilment despite barriers: Volunteer work of people living with HIV. Aids Care, 21(11), 1425-1431. [ Links ]

    Selli, L. & Garrafa, V. (2005). Bioética, solidariedade crítica e voluntariado orgânico. Revista de Saúde Pública, 39(3), 473-478. [ Links ]

    Teodósio, A. S. S. & Resende, G. A. (1999). Desvendando o Terceiro Setor: trabalho e gestão em organizações não governamentais. In A. M. Carvalho Neto & M. R. Nabuco (Orgs.), Relações de trabalho contemporâneas (pp. 287-302). Belo Horizonte: Instituto de Relações do Trabalho, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. [ Links ]

    Voltolini, R. (2004). Terceiro Setor - Planejamento e Gestão. São Paulo: SENAC. [ Links ]