SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

Article References

MARTINS, Ana Lucia Lucas. Lazer e área protegida: conflitos na busca de "emoções agradáveis". Ambient. soc. [online]. 2011, vol.14, n.2, pp. 51-67. ISSN 1414-753X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-753X2011000200005.

    ACSELRAD, H.(org.). Conflitos ambientais no Brasil. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2004. [ Links ]

    ACSELRAD, H.; HERCULANO, S. e PÁDUA, J. A justiça ambiental e cidadania. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2004. [ Links ]

    BECK, U. Risk society. Towards a new modernity. London: Sage Publications, 1992. [ Links ]

    BOURDIEU, P. O poder simbólico. 3 edição. Bertrand Brasil: Rio de Janeiro, 2000. [ Links ]

    CARNEIRO, E. J. O GT de conflitos ambientais da ANPOCS (2004-2008): um balanço crítico. 33º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-graduação em Ciências Sociais (ANPOCS), Caxambu, MG, 2009. [ Links ]

    CAVALCANTE, M. S. C. Áreas com necessidades de proteção ambiental, na reserva biológica do Tinguá e sua borda (RJ), definidas por geoprocessamento. Dissertação de Mestrado em Geologia, mimeo, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro: Seropédica, 2001. [ Links ]

    CATTON, W. e DUNLOP, R. Environmental sociology: a new paradigm. The American Sociologist, v.13, n.1, 1998. [ Links ]

    CORBIN, A. História dos tempos livres. O advento do lazer. Editoria Teorema: Lisboa, 2001. [ Links ]

    COSTA FERREIRA, L. Idéias para uma sociologia da questão ambiental - teoria social, sociologia ambiental e interdisciplinaridade. Desenvolvimento e Ambiente, n.10, Editora UFPR, 2004, pp.77-89. [ Links ]

    CUSTÓDIO, I. A História da Paisagem da Região de Tinguá e Arredores da Baía da Guanabara, Rio de Janeiro, RJ. Dissertação de Mestrado em Botânica. Escola Nacional de Botânica Tropical. Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007. [ Links ]

    DESCOLA, P. Postface. Les coulisses de la nature. Gouverner La Nature. Cahiers d'antropologie sociale. Éditions de L'Herne: Paris, 2007, pp:123-127 [ Links ]

    . 'A qui appartient la nature'. Laviedesidées. Fr. 2008. Disponível em: http://www.laviedesidees.fr. Acesso em: 21/08/2011. [ Links ]

    ELIAS, N. e DUNNING, E. A busca da excitação. Difel: Lisboa, 1992. [ Links ]

    FERREIRA, F. J. S. e MARTINS, A. L. L. Lazer e Preservação na Unidade de Conservação Rebio-Tinguá: Poços, Cachoeiras e Piscinas. XIX Jornada de Iniciação Científica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Anais CD-ROM, Rio de Janeiro, 2009. [ Links ]

    GOMES, C. M. Dumazedier e os estudos do lazer no Brasil: breve trajetória histórica. Disponível em: http://www.ufsj.edu.br. Acesso em: 05/06/2010. [ Links ]

    HANNIGAN, J. Environmental sociology - a social constructionist perspective. Routledge: London and New York, 2000. [ Links ]

    Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia - Censo IBGE 2010. [ Links ]

    MARCELINO, W. Conflitos socioambientais na Reserva Biológica do Tinguá: o caso de Duarte da Silveira. Monografia em Geografia . Instituto de Geociências IGEO/UFRJ: Petrópolis, RJ, 2010. [ Links ]

    MELO, V. A. e GOMES, L. C. 'Lazer no Brasil: trajetória de estudos, possibilidades de pesquisa'. Movimento, v.9, n.1, 2003, pp:23-44. [ Links ]

    MILLS, W. A imaginação sociológica. Zahar Editores: Rio de Janeiro, 1965. [ Links ]

    O'CONNOR, J. Desarrollo desigual y combinado y crises ecológica. Ambiente e Sociedade, vol. VI n.2, Annablume Ed.: São Paulo, 2003. [ Links ]

    PAIGE W.; JAMES I. e DAN B. Parks and Peoples: the social impact of protected areas. Annual Review of Anthropology, 2006, 35: pp: 251-77 . Acesso by UFRJ on 03/12/10. [ Links ]

    Plano de manejo reserva biológica de Tinguá. Bourscheid S. A. Engenharia e Meio Ambiente, Porto Alegre, RS, 2006. [ Links ]

    SAMPAIO, G. B. O ambientalismo em Nova Iguaçu: políticas públicas e movimentos sociais. Dissertação de Mestrado em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social, mimeo, EICOS/UFRJ. Rio de Janeiro, 2008. [ Links ]

    SCHAMA, S. Paisagem e Memória. Companhia das Letras: São Paulo, 1996. [ Links ]

    SIMMEL, G. A natureza sociológica do conflito. In Moraes Filho (org) Sociologia. Ática: São Paulo, 1983, pp: 122-134 [ Links ]

    SPAARGAREN, G. e MOL, A. Environment, modernity and risk society. International Sociology, v.8, n.4, 1993, pp: 431-459. [ Links ]

    SOUZA, J. C. de. Reserva Biológica do Tinguá, RJ - Discutindo o processo de cogestão a partir de uma iniciativa local. Rio de Janeiro: Dissertação de Mestrado. Escola Nacional de Ciências Estatísticas / Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Rio de Janeiro, 2003. [ Links ]

    TERBORGH, J. e SCHAIK, C. van. Por que o mundo necessita de parques. In John Terborgh et al. (org.). Tornando os parques eficientes. Estratégias para a conservação da natureza nos trópicos. Fundação O Boticário: Curitiba, 2002, pp:25-36 [ Links ]

    THOMAS, K. O homem e o mundo natural. Editora Schwarcz: São Paulo, 1989. [ Links ]

    VIANNA, L. P. De invisíveis a protagonistas: populações tradicionais e unidades de conservação. Annablume/Fapesp: São Paulo, 2008. [ Links ]

    WIESE, L. Von. Os Processos de interação social. IN Cardoso, F.H. e Ianni O. (orgs.) Homem e sociedade. 13 edição. Companhia Editora Nacional: São Paulo, 1983, pp: 217-222. [ Links ]

    YEARLEY, S. Sociology, environmentalism and globalization. Sage: London, 1996. [ Links ]