Constituintes químicos do cerne de Brosimum potabile (Moraceae)

Três cumarinas, 5-metoxipsoraleno, xantiletina e (-)-marmesina, foram isoladas no extrato etanólico do cerne da planta amazônica Brosimum potabile. Suas estruturas foram determinadas a partir das análises por RMN e por comparação com dados espectroscópicos da literatura. As análises das frações hexânicas por CG/EM sugeriram a presença de (1-metilpentil)-benzeno; α,α-dimetil-4-(1-metiletil)-benzenometanol; 1-metil-3,5-bis(1-metiletil)-benzeno; urs-12-eno; cola-5,22-dien-3β-ol; colesta-4,6-dien-3β-ol; (9Z)-octadecenoato de sitosterila; colesta-5,22-dien-3β-ol; colesta-4,6,22-trien-3-ona e colesta-4,22-dien-3-ona. Dados de RMN de outras frações hexânicas indicaram a presença de 3β-acetóxi-lup-12,20(29)-dieno; 3β-acetóxi-olean-12-eno; 3β-acetóxi-urs-12-eno e adian-5-eno. Todos esses compostos foram identificados pela primeira vez em B. potabile.

Brosimum potabile; cumarinas; triterpenos pentacíclicos; caracterização estrutural por RMN e CG/EM


Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br