Tratamento tópico da leishmaniose cutânea experimental em golden hamsters (Mesocricetus auratus) com fórmulas contendo pentamidina

Claudia Dantas COMANDOLLI-WYREPKOWSKI Iryna GRAFOVA Maricleide de Farias NAIFF Maurizio AVELLA Gennaro GENTILE Andriy GRAFOV Antonia Maria Ramos FRANCO Sobre os autores

RESUMO

O tratamento atual para Leishmaniose Tegumentar Americana é realizado com antimoniais pentavalentes como tratamento padrão, e as drogas de segunda escolha incluem pentamidina e anfotericina B, mas essas terapias apresentam efeitos colaterais e requerem administração parenteral. O objetivo deste trabalho foi avaliar formulações tópicas contendo isetionato de pentamidina comercial (IP) no tratamento da leishmaniose cutânea experimental (LC). Hamsters dourados foram infectados no focinho com Leishmania (Leishmania) amazonensis. Grupos de seis animais receberam tratamento tópico com cremes anidro ou emulsões hidratantes, num máximo de 10 dias, com aplicação de 50 mg dia-1. Amostras de tecido de lesões tratadas foram avaliadas por histologia, microscopia eletrônica de transmissão (MET) e cultivo de biópsia. Comparado ao grupo sem tratamento, o tratamento tópico com emulsão hidratante com 10% de IP e ácido úsnico (ACE5AU) mostrou diminuição significativa (P=0,028) nas medidas de lesões, 20 dias após o final do tratamento e 27,37% de redução. O tratamento tópico com emulsão anidra com 10% de IP e ácido úsnico (ACPU) mostrou redução da carga parasitária em Golden hamsters. Este estudo demonstrou a possibilidade de utilizar o tratamento tópico para reduzir o número de parasitas e que este poderia ser associado a outras drogas para tratamento mais rápido e eficaz da leishmaniose cutânea.

PALAVRAS-CHAVE:
formulações tópicas; isetionato de pentamidina; tratamento experimental; modelo animal; Leishmania

Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br