Estudos preliminares de cinco cultivares de amendoim em Vilhena e Ouro Preto D'Oeste, Estado de Rondônia

Kaoru Yuyama José Maria Thomaz Menezes Sobre os autores

Resumos

Foram instalados dois ensaios de amendoim (Arachis hipogaea. L.), um no município de Ouro Preto D'Oeste e outro em Vilhena, testando o comportamento de cinco cultivares de tipos diferentes (Tatu, Altika, Makap, Penapolis e VC-42) de procedências diferentes. 0 delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com 4 repetições (Ouro Preto D'0es-te) e 5 repetições (Vilhena) . Os resultados mostraram que há viabilidade de cultivo de amendoim do tipo Spanish e Virginia em dois municípios testados, e a sua produtividade foi maior no ensaio de Ouro Prelo D'Oeste (2.235 a 2.677 kg/ha de grãos) em relação a de Vilhena (1.060 a 2.220 kg/ha de grãos), provável conseqüência da melhor fertilidade do solo, devido ao cultivo realizado em capoeira de 3 anos recém-desmaiada.


Two field experiments, of peanuts (Arachis hipogaea. L.) were carried out in Vilhena and Ouro Freto D'Oeste to test five cultivars (Tatu, Kltika, Makap, Penapolis and VC-42). A randomized complete block desing was used, with four repetitions in Ouro Preto D'Oeste and five repetitions in Vilhena. The results showed that the Spanish and Virgina types were viable. In two experiments, and grain yield was superior In Ouro Preto D'Oeste (2.235 to 2.677 kg/ha) and inferior in Vilhena (1 .060 to 2.220 kg/ha), probably as a consequence of better soil fertllity in a recently cleared three yeans old fallow.


Texto disponível apenas em PDF

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    1987
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br