Estudos preliminares de cinco cultivares de amendoim em Vilhena e Ouro Preto D'Oeste, Estado de Rondônia

Kaoru Yuyama José Maria Thomaz Menezes Sobre os autores

Foram instalados dois ensaios de amendoim (Arachis hipogaea. L.), um no município de Ouro Preto D'Oeste e outro em Vilhena, testando o comportamento de cinco cultivares de tipos diferentes (Tatu, Altika, Makap, Penapolis e VC-42) de procedências diferentes. 0 delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com 4 repetições (Ouro Preto D'0es-te) e 5 repetições (Vilhena) . Os resultados mostraram que há viabilidade de cultivo de amendoim do tipo Spanish e Virginia em dois municípios testados, e a sua produtividade foi maior no ensaio de Ouro Prelo D'Oeste (2.235 a 2.677 kg/ha de grãos) em relação a de Vilhena (1.060 a 2.220 kg/ha de grãos), provável conseqüência da melhor fertilidade do solo, devido ao cultivo realizado em capoeira de 3 anos recém-desmaiada.


Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br