Estudos sobre a vegetação das Campinas Amazônicas - III A vegetação lenhosa da Campina da Reserva Biológica INPA - SUFRAMA (Manaus - Caracaraí, km 62)

Anthony B. Anderson Ghillean T. Prance yron W. P. de Albuquerque Sobre os autores

Resumo

Na Amazônia, na região do rio Negro, os solos de areia branca dispersos com sua vegetação associada, conhecida como campina amazônica, podem ter influência considerável sobre a ecologia total dos sistemas de rios de água preta. Este trabalho apresenta uma descrição da vegetação lenhosa de uma campina amazônica e de sua campinarana associada. Para que essa vegetação seja melhor interpretada, os autores opinam em considerá-la dividida em dois tipos: campina e campinarana. A campinarana, por sua vez, é subdividida em dois subtipos: campina aberta e campina sombreada. A estrutura e a composição da vegetação de cada tipo ou subtipo foram estudadas com detalhes. Com base no testemunho de sua vegetação, os autores concluem que a campinarana representa uma vegetação em clímax.

Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br