Derrubada da floresta e roçagem de crescimento secundário em projetos de colonização na Amazônia Brasileira e a sua relação à capacidade de suporte humano

Philip M. Fearnside Sobre o autor

Resumos

O comportamento dos colonos na rodovia Transamazônica, com respeito à derrubada da floresta primária e a roçagem de crescimento secundário (capoeira), é modelado como par_ te de uma simulação por computador com a finalidade de estimar a capacidade de suporte humano. As áreas "cortadas," (desmatadas no caso de floresta, virgem, ou roçadas no caso da capoeira) são limitadas pelos recursos disponíveis aos colonos: terra, mão-de-obra e capital. Os parâmetros de entrada para a simulação são baseados em entrevistas realizadas entre os colonos em uma área de estudo localizada a 50 km a oeste de Altamira, estado do Pará. Dados do Projeto de Colonização de Ouro Preto, no Estado de Rondônia, mostram muitas semelhanças com os padrões observados em Altamira. Para fins de simulação, áreas disponíveis aos colonos, nos lotes, são classificados pela idade de crescimento secundário, com uma classe separada para floresta virgem (i.e. nao previamente derrubada pelos colonos). A probabilidade de corte, dentro de cada classe, é calculada baseando-se na proporção de anos-lote nos quais a classe era presente e era cortada. As probabilidades são de derrubada em uma parte da área na classe em questão; estes "contes" são a preparação da terra para culturas que não sejam pastagens (a pastagem é calculada separadamente). Em Rondônia, as áreas cortadas em lotes ocupadas por um único dono, aumentam linearmente ao longo de. 6 anos, após o que a área desmatada aumenta muito mais lentamente. A venda de lotes aos recém-chegados leva a novos períodos de desmatamento rápido. Os efeitos do comportamento dos colonos no que se refere ao corte de floresta e de capoeira sobre a capacidade de òupotte oicíuem os seguintes: [a] a falta de um cronograma de pousio (descanso) de maneira que os períodos sem cultivo sejam suficientes para restaurar a qualidade do solo, como é no caso dos pousios em sistemas tradicionais de agricultura itinerante, podem, potencialmente, levar à degradação do recurso e à diminuição da capacidade de suporte., e (b) o desmatamento rápido Ieva ao plantio de pastagens, que é associado com uma baixa capacidade de suporte humano, e (c) ultrapassar o limite máximo para desmatamento pode ser usado como um dos critérios para a determinacão da capacidade de suporte.


The behavior of colonists on Brazil's Transamazon Highway with respect to felting virgin forest and clearing second growth is modeled as a part of a computer simulation designed to estimate human carrying capacity. Areas cleared are limited by the resources available to the colonists, land, labor, and capital. Input parameters for the simulation are based on interviews conducted with colonists in a study area located 50 km west of Altamira, in the State of Pará. Data from the Ouro Preto Colonization Project in the State of Rondônia show many similarities with the patterns observed in Altamira, for purposes of simulation, areas available to colonists in their tots are classed by age of second growth, with a separate class for virgin forest (not previously felted by colonists) . The probability of clearing each class is calculated based on data representing the proportion of lot-years in which the class was present, and was cleared. The probabilities are for clearing some part of the area of the class in question; these "clearings" are preparations of land for crops other than pasture (pasture, is calculated separately] . in Rondonia, cleared areas in lots occupied by a single owner increase linearly for about six years, after which a plateau is reached. Lot sales to newcomers lead to renewed periods of rapid clearing. The relations of clearing behavior to carrying capacity include: (a) the lack ofa fallowing schedule with uncultivated periods sufficient to restore soil quality, such as those in traditional systems of shifting cultivation, can potentially lead to degradation and lowering of carrying capacity, (b) rapid deforestation leads to the planting of pasture, which is linked to low human carrying capacity, and (c) exceeding a maximum limit for felling can be taken as one of the criteria for determining carrying capacity.


Texto disponível apenas em PDF

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    1987
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br