Accessibility / Report Error

Investigações epidemiológicas preliminares sobre Leptospiroses em Humboldt, Aripuanã, Mato Grosso.

Resumo

Em inquérito sorológico sobre leptospiroses realizado em Humboldt, Município de Aripuanã, Mato Grosso, foram estudados, pela técnica de soroaglutinação microscópica, 234 residentes da área, 22 (9,40%) dos quais apresentaram anticorpos para Leptospira, considerando-se como sugestivos títulos a partir de 1:100, por tratar-se de estudo de natureza epidemiológica e não clínica. Os sorotipos prevalentes foram panamá, bataviae e andamana, observando-se ainda tarassovi, butembo, wolffi, javanica, brasiliensis, pyrogenes, celledoni e castellonis. O índice de positividade observado foi de apenas 1,56% em 128 pessoas com idade inferior a 20 anos, e de 18,86% nos 106 restantes, sendo registrado um percentual de 8,39 em 131 homens e de 10,67 em 103 mulheres. Entre os animais silvestres foi encontrada evidência sorológica de infecção em 5 de 50 roedores, em 3 de 29 morcegos e em 1 de 3 porcos do mato, sendo negativos os resultados obtidos para 16 dos exemplares de macacos, 9 de marsupiais e 27 de aves examinados. Os sorotipos registrados foram celledoni, brasiliensis e shermani em roedores, australis e javanica em morcegos e brasiliensis no único espécimen positivo de porco do mato. Os achados são discutidos em termos de ecologia, de hábitos e de atividades da população local, bem como de outros fatores relacionados aos dados sorológicos obtidos.

Summary

The results are given of a serological investigation on the incidence of antibodies against Leptospira serotypes in the area known as Humboldt, Município of Aripuanã, Mato Grosso State, Brazil. Of 234 sera from local inhabitants, 22 (9.40%) showed antibodies by the micro agglutination test. Titres of 1:100 were considered as significant in view of the fact that this was an epidemiological survey and not a clinical study. Antibodies were demonstrated against the following serotypes: panama, bataviae, andamana, tarassovi, butembo, wolffi, javanica, brasiliensis, pyrogenes, celledoni e castellonis. Of these, the first three were most prevalent. The incidence of positive reactions was 1.56% in 128 persons under the age of 20 and 18,86% in those of 20 years and upwards. With regards the incidence in different sexes, positive sera were recorded in 8.39% of 131 men and 10.67% of 103 women. Among wild animals, 5 of 50 rodents examined gave positive reactions, 3 of 29 bats, and 1 of 3 wild pigs. No positives were recorded in 16 monkeys, 9 marsupials and 27 birds. Serotypes encountered in these animals were: celledoni, brasiliensis and shermani in rodents, australis and javanica in bats, and brasiliensis in the single, positive wild pig. The results of this study are discussed in terms of ecology, activities of the local inhabitants, and other factors related to the serological data obtained.

Texto disponível apenas em PDF

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    Dez 1976
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br