Necrofagia de morcego por um amblipígio (Arachnida, Amblypygi, Phrynidae) em uma caverna no leste da Amazônia brasileira

Xavier PROUS Thadeu PIETROBON Mariane S. RIBEIRO Robson de A. ZAMPAULO Sobre os autores

RESUMO

Amblipígios são considerados um dos principais predadores em cavernas de litologia ferrífera localizadas na Floresta Nacional de Carajás no estado do Pará (região da Amazônia brasileira). Uma das espécies de amblipígios mais comuns nesta região é Heterophrynus longicornis (Butler 1873), e uma das presas mais frequentes são grilos da família Phalangopsidae, abundantes nas cavernas do Pará. Por serem predadores, a necrofagia em amblipígeos foi pouco observada na natureza, sendo que existem dois registros na literatura sobre necrofagia de morcegos por amblipígios. Em 11 de dezembro de 2013, observamos um H. longicornis se alimentando da carcaça de um morcego em uma caverna de litologia ferrífera da Floresta Nacional de Carajás. Aparentemente, havia um interesse considerável pela carcaça do morcego por parte do amblipígio, uma vez que o indivíduo não interrompeu sua alimentação, mesmo quando iluminado por lanternas e o flash da câmera. A abundância de nutrientes na carcaça deve favorecer este comportamento oportunístico em cavernas, especialmente quando se considera a habitual escassez de recursos tróficos destes ambientes subterrâneos, quando comparados a ambientes epígeos.

PALAVRAS-CHAVE:
Heterophrynus longicornis; Chiroptera; caverna; comportamento alimentar

Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br