Variação diurna da chuva no sudoeste da Amazônia durante a campanha de campo do experimento LBA-TRMM no verão austral de 1999

O experimento de campo do TRMM-LBA ocorreu conteceu durante o verão austral de 1999, na região do sudeste de Amazonia. Entre os principais objetivos deste trabalho pode-se citar a identificação e descrição da variabilidade diurna da chuva nesta região, associada a diferentes fenômenos meteorológicos e sistemas de tempo que ocorreram durante o período de Janeiro-Fevereiro. Usando uma rede de 40 pluviômetros instalados no estado de Rondônia, ,juntamente com outras observações de circulação atmosférica e convecção, foi possível identificar detalhes do ciclo diurno de chuva e os mecanismos de circulação associados. Os eventos de chuva foram caracterizados por regimes de vento nos níveis baixos e no contexto da circulação de grande escala: ventos de oeste e de leste. O regime "de oeste" se associa a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) e a episódios intensos de jatos de baixos níveis ao leste dos Andes (LLJ), que podem estender seus efeitos até Rondônia. Episódios de eventos "de leste" se associam a sistemas meteorológicos que se propagam desde a Foz do Rio Amazonas em direção oeste (e.g. linhas de instabilidade) e podem ser acompanhados por episódios fracos de LLJ e de ZCAS. A variabilidade diurna de chuva durante episódios de circulação "de oeste" apresenta um máximo característico á tarde (1200-1400 hora local) com um máximo secundário á noite (2000-2200 hora local). O regime de circulação "de leste" mostra um máximo á tarde (1200-1400 hora local), precedido de um máximo secundário durante a madrugada (0000-0200 hora local).

Amazônia; convecção; chuva; pluviômetros; ciclo diurno


Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br