A survey of micorrhizal infection in an amazonian rain forest

T. V.St. John Sobre o autor

Resumo

Foram feitas observações da intensidade de infecção por micorriza em radículas de plantas, sendo que todas com mais de 15 cm de diâmetro foram identificadas e etiquetadas, plantas estas situadas em um hectare de floresta primária chuvosa. Não micorrítica, pouco infectada, moderadamente infectada, e espécies abundantemente infectadas receberam o seguinte valor de importância ecológica em área circunscrita: 16,7%; 23,2%; 14,8% e 16.7%. Do valor de importância total 59,9%. Foi encontrado para finas raízes 0-10 cm de profundidade, 7% para 10-30 cm, e 7,9% para raízes profundas abaixo de 30 cm. Uma grande correlação foi encontrada entre profundidade no cilindro radicular e condição micorrítica, com a superfície da raiz provavelmente mais infectada que zonas mais internas. Radículas profundas foi uma característica consistente em espécies e muitas vezes em géneros. Raízes profundas não micorríticas foram interpretadas como uma estratégia ecológica para evitar competição com espécies micorríticas mais eficientes.

Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br