Relação entre saúde bucal e as variáveis socioeconômicas em escolares de 12 anos de idade da cidade de Manaus-AM

Estudos têm demonstrado que a idade de 12 anos foi determinada como a idade de monitoramento global da cárie para comparações e monitoramento das tendências das doenças internacionais. O objetivo foi avaliar a prevalência da cárie, fluorose e condição periodontal e sua relação com os fatores socioeconômicos em escolares de doze anos de idade da cidade de Manaus, AM. Estudo contando com uma amostra probabilística de 661 crianças, 609 provenientes das escolas públicas e 52 das privadas, em 2008. Cárie dentária, condição periodontal e fluorose dentária foram avaliadas. Com o objetivo de se obter a classificação socioeconômica de cada criança (alta, média superior, média, média inferior, baixa e baixa inferior classe socioeconômica), foi encaminhado aos responsáveis um questionário. A média dos dentes cariados, perdidos e obturados (CPO-D) aos doze anos de idade foi 1,89. Observou-se que a presença de cálculo dental foi a condição periodontal mais grave detectada em 39,48%. Em relação à fluorose dentária, observou-se uma baixa prevalência nas crianças examinadas, ou seja, as linhas mais pronunciadas de opacidade ocasionalmente se fundem, formando pequenas áreas nebulosas. O estudo mostrou uma associação significativa de 5% entre a classe social com a cárie dentária e condição periodontal. Em escolares de Manaus há uma baixa média de CPO-D de cárie e fluorose, mas uma alta ocorrência de sangramento gengival.

Epidemiologia; doenças periodontais; índice CPO


Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Av. André Araujo, 2936 Aleixo, 69060-001 Manaus AM Brasil, Tel.: +55 92 3643-3030, Fax: +55 92 643-3223 - Manaus - AM - Brazil
E-mail: acta@inpa.gov.br