Accessibility / Report Error

Investigation of potential biomarkers for the early diagnosis of cellular stability after the exposure of agricultural workers to pesticides

RESUMO

Os agricultores envolvidos na colheita do tabaco estão regularmente expostos a grande quantidade de agroquímicos. Para determinar como esta exposição a pesticidas induz alterações genéticas nestes agricultores, amostras de sangue foram obtidas de 77 indivíduos expostos e de 60 indivíduos não expostos. O dano ao DNA foi analisado pelo Ensaio Cometa e pelo Teste de Micronúcleos (MN). A capacidade antioxidante foi avaliada pela atividade da enzima superóxido dismutase (SOD), e a influência do polimorfismo do gene PON1 foi usada como um biomarcador de susceptibilidade. O teor de elementos inorgânicos foi determinado nas amostras de sangue pela análise PIXE. Nossos resultados mostraram que a freqüência de danos, índice de danos, freqüência de MN e a atividade da SOD foram significativamente mais elevados no grupo exposto em relação ao não exposto. O gene PON1 demonstrou influenciar a frequência de MN observada no grupo exposto. As concentrações de elementos inorgânicos foram maiores no grupo exposto em relação ao não exposto. Neste estudo observamos que danos genéticos e alterações no balanço oxidativo foram induzidos pela exposição dos agricultores a misturas complexas de pesticidas na presença de componentes inorgânicos, e pelas quais a influência do genótipo foi evidente.

Palavras-chave:
pesticidas; ensaio Cometa; teste de micronúcleos; atividade da superóxido dismutase; gene PON1

Academia Brasileira de Ciências Rua Anfilófio de Carvalho, 29, 3º andar, 20030-060 Rio de Janeiro RJ Brasil, Tel: +55 21 3907-8100 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: aabc@abc.org.br