Fruit quality preservation of 'Laetitia' plums under controlled atmosphere storage

CRISTIANO ANDRÉ STEFFENS CASSANDRO V.T. DO AMARANTE ERLANI O. ALVES AURI BRACKMANN Sobre os autores

O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de condições de atmosfera controlada (AC) sobre a manutenção das qualidades de ameixas ‘Laetitia’, especialmente sobre a incidência do escurecimento de polpa, e identificar a condição de AC ideal. Foram conduzidos dois experimentos nos anos de 2010 e 2011. No ano de 2010, além do armazenamento refrigerado (AR; 21,0 kPa O2+ 0,03 kPa CO2), foram avaliadas as seguintes condições de AC (kPa O2+kPa CO2): 1+3, 1+5, 2+5, 2+10, e 11+10. No experimento de 2011 foram avaliados os seguintes tratamentos: AR, 1+0, 1+1, 2+1, e 2+2. Os frutos armazenados em AC apresentaram menores taxas respiratórias e de produção de etileno, melhor preservação da firmeza de polpa, atributos de textura e acidez titulável e menores valores de cor vermelha da casca e de incidência de rachaduras, comparativamente aos frutos mantidos em AR. No experimento de 2010, as condições de AC de 2+5, 1+5 e 1+3 apresentaram redução do amadurecimento, embora com elevada incidência de escurecimento da polpa. No experimento de 2011, AC com 2+1 e 2+2 proporcionaram maior retardo do amadurecimento e menor intensidade do escurecimento de polpa. Conclui-se que a melhor condição de AC para o armazenamento de ameixas ‘Laetitia’ a 0,5°C é 2 kPa O2 + 2 kPa CO2.

Prunus salicina ; pós-colheita; amadurecimento; distúrbio fisiológico


Academia Brasileira de Ciências Rua Anfilófio de Carvalho, 29, 3º andar, 20030-060 Rio de Janeiro RJ Brasil, Tel: +55 21 2533-6274, +55 21 2532-0562 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: aabc@abc.org.br