Slope variation and population structure of tree species from different ecological groups in South Brazil

Visando contribuir para o conhecimento das estratégias devida de espécies em fragmentos florestais, foram determinadas as estruturas de tamanho e espacial de 13 espécies arbóreas do remanescente de floresta ciliar no Estado do Paraná, no Sul do Brasil (23"16'S e 51"01'W). Foram analisadas as espécies: Aspidosperma polyneuron Müll. Arg., Astronium graveolens Jacq. e Gallesia integrifolia (Spreng) Harms, (emergentes); Alseis floribunda Schott, Ruprechtia laxiflora Meisn. e Bougainvillea spectabilis Willd. (dossel, intolerantes à sombra); Machaerium paraguariense Hassl, Myroxylum peruiferum L. e Chrysophyllum gonocarpum (Mart. & Eichler exMiq.) Engl. (dossel, tolerantes à sombra); Sorocea bonplandii (Baill.) Bürger, Trichilia casaretti C. Dc, Trichilia catigua A. Juss. e Actinostemon concolor (Spreng.) Müll. Arg. (subosque). Analisou-se a estrutura de diâmetro de cada espécie. Para a análise do padrão espacial e correlação com adeclividade foram utilizados o Índice de Autocorrelação espacial de Moran e o Teste Parcial de Mantel, respectivamente. Os grupos das árvores emergentes e das espécies de subosque apresentaram as maiores e as menores variações na altura e no diâmetro e maior e menor área basal, respectivamente. Diferenças nas estruturas de diâmetro foram observadas entre as espécies emergentes e entre as espécies de dossel intolerantes à sombra. O padrão espacial variou entre as espécies de todos os grupos, exceto as espécies de subosque tolerantes à sombra. A topografia estava relacionada com a distribuição espacial de A. polyneuron, A. graveolens, A. floribunda, R. laxiflora, M. peruiferum e T. casaretti. A análise dos resultados indicou que para cada espécie a maioria dos indivíduos ocorriam em locais específicos, sugerindo que a diferenciação de nicho pode estar relacionada à estruturação desta comunidade arbórea.

estrutura de diâmetro; grupos ecológicos; fragmento florestal; floresta estacional semidecidual; padrão espacial


Academia Brasileira de Ciências Rua Anfilófio de Carvalho, 29, 3º andar, 20030-060 Rio de Janeiro RJ Brasil, Tel: +55 21 2533-6274, +55 21 2532-0562 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: aabc@abc.org.br