Population structure of Rudgea parquioides (Rubiaceae), a shade-tolerant shrub species, in Southern Brazil

Foram testadas duas hipóteses relativas a espécies florestaistolerantes à sombra em uma população de Rudgea parquioides, um arbusto característico do sul do Brasil: 1) espécies tolerantes à sombra possuem uma estrutura populacional composta por um grande número de indivíduos pequenos e 2) a alocação de biomassa para o crescimento em diâmetro é maior que para o crescimento em altura. Foram descritas as estruturas de tamanho (altura e diâmetro do tronco) e relações alométricas através da contagem e medição de todos os indivíduos de R. parquioides em uma área de 725m² no município de Curitiba (25"25'S; 49"19'W). Um total de 916 indivíduos(12.634 ind.ha-1) foi medido nesta área. A primeira hipótese foi aceita, uma vez que a distribuição em classes de altura e de diâmetro mostrou um predomínio de indivíduos pequenos (coeficiente de assimetria > 1). Por outro lado, a regressão entre altura e diâmetro na base do caule mostrou inclinação β < 1, o que indica que o crescimento em altura é maior que em diâmetro, não suportando a segunda hipótese. Esses resultados mostram que as estratégias de crescimento em espécies tolerantes à sombra podem implicar em outras relações ecológicas além das já descritas.

alometria; floresta com Araucária; distribuição de tamanho; floresta subtropical; sub-bosque


Academia Brasileira de Ciências Rua Anfilófio de Carvalho, 29, 3º andar, 20030-060 Rio de Janeiro RJ Brasil, Tel: +55 21 2533-6274, +55 21 2532-0562 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: aabc@abc.org.br