Phytoplankton abundance, dominance and coexistence in an eutrophic reservoir in the state of Pernambuco, Northeast Brazil

Giulliari A. S. T. Lira Elcida L. Araújo Maria Do Carmo Bittencourt-Oliveira Ariadne N. Moura Sobre os autores

O presente estudo remete às relações de abundância, dominância e co-existência fitoplanctônica no reservatório eutrófico de Carpina, Pernambuco, Brasil. Foram realizadas amostragens bimensalmente, em seis profundidades, em um único ponto do reservatório, contemplando dois períodos sazonais: seco (janeiro, setembro e novembro/2006) e chuvoso (março, maio e julho/2006). A densidade, abundância, dominância, diversidade específica e equitabilidade foram determinadas, além da clorofila a e algumas variáveis físicas e químicas do ambiente. Oito táxons foram considerados abundantes e suas densidades corresponderam a mais de 90% do fitoplâncton total quantificado. As cianobactérias representaram mais de 80% desta densidade. Cylindrospermopsis raciborskii foi o único táxon dominante durante o período seco e co-dominante no chuvoso. C. raciborskii, Planktothrix agardhii e Geitlerinema amphibium destacaram-se com as maiores densidades e os menores coeficientes de variação vertical. As análises estatísticas indicaram relação entre as alterações verticais e sazonais da comunidade fitoplanctônica e seguintes variáveis: sólidos totais dissolvidos, temperatura da água, condutividade elétrica e pH. As alterações observadas para as variáveis ambientais foram discretas e reguladas pelo estabelecimento das precipitações, no entanto foram capazes de promover instabilidade vertical e sazonal na estrutura da comunidade fitoplanctônica.

reservatório de Carpina; Cylindrospermopsis raciborskii; cianobactérias; características limnológicas; estrutura fitoplanctônica; distribuição vertical


Academia Brasileira de Ciências Rua Anfilófio de Carvalho, 29, 3º andar, 20030-060 Rio de Janeiro RJ Brasil, Tel: +55 21 3907-8100 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: aabc@abc.org.br