Fitossociologia da mata do Morro da Quixaba no território de Fernando de Noronha

Manoel Cláudio da Silva Júnior Jeanine Maria Felfili Carolyn Elinore Barnes Proença Ana Cristina Miranda Brasileiro Benício de Melo Filho Paulo Ernane Nogueira da Silva Kátia Lemos Costa Sobre os autores

Resumos

O território de Fernando de Noronha localiza-se a 32º 25'30" W de longitude e 3º 50' 10" S de latitude e é composto por 21 ilhas. Este trabalho foi realizado na ilha principal na região do Morro da Quixaba até a Ponta da Sapata, onde a vegetação foi menos perturbada nas últimas décadas. Utilizou-se o método de quadrantes para a amostragem de indivíduos com diâmetro mínimo de 5 cm a 30 cm do solo. A distância entre os pontos foi estabelecida em 10 m. No total foram aplicados 100 pontos de amostragem, em diversas picadas alocadas na área de estudo. Foram encontradas 13 famílias sendo dominantes, Nyctaginaceae, Bignoniaceae, Anacardiaceae, Rubiaceae e Euphorbiaceae. Dentre as 16 espécies encontradas, Guapira sp. ocupou a primeira posição em importância com IVI de 100,67%, seguida de Tabebuia roseoalba (55,14%), Spondias mombin (52,17%), Guettarda sp. (21,72%) Allophylus sp. (17,27%).


Fernando de Noronha territory is located at 32º 25'30" W and 3º 50'10" S and it is composed of 21 islands. We studied the Quixaba Hill winch extends until to Sapata Point, where the vegetation has been relatively undisturbed on the last decades. The method used the point-centered-quarter. Only individuals with, at least, 5 cm diameter above the ground level was sampled. The distance between points was 10 m with points on peackies in the studied area. We obtained 16 species distributed in 13 families with the dominance of Nyctaginaceae, standing out Bignoniaceae, Anacardiaceae, Rubiaceae and Euphorbiaceae. Guapira sp. reached the best IVI (100,67), followed by Tabebuia roseo-alba (55,14), Spondias mombin (52,17), Guettarda sp. (21,72) e Allophylus sp. (17,27).

Phytosociology; Floristics; Fernando de Noronha


Fitossociologia da mata do Morro da Quixaba no território de Fernando de Noronha

Manoel Cláudio da Silva JúniorI; Jeanine Maria FelfiliI; Carolyn Elinore Barnes ProençaII; Ana Cristina Miranda BrasileiroIII; Benício de Melo Filho; Paulo Ernane Nogueira da Silva; Kátia Lemos Costa

IDepartamento de Engenharia Florestal - Universidade de Brasília-DF. C.P. 152807. CEP 70919

IIJardim Botânico de Brasília - CNPq

IIIEmbrapa - Cenargem

RESUMO

O território de Fernando de Noronha localiza-se a 32º 25'30" W de longitude e 3º 50' 10" S de latitude e é composto por 21 ilhas. Este trabalho foi realizado na ilha principal na região do Morro da Quixaba até a Ponta da Sapata, onde a vegetação foi menos perturbada nas últimas décadas. Utilizou-se o método de quadrantes para a amostragem de indivíduos com diâmetro mínimo de 5 cm a 30 cm do solo. A distância entre os pontos foi estabelecida em 10 m. No total foram aplicados 100 pontos de amostragem, em diversas picadas alocadas na área de estudo. Foram encontradas 13 famílias sendo dominantes, Nyctaginaceae, Bignoniaceae, Anacardiaceae, Rubiaceae e Euphorbiaceae. Dentre as 16 espécies encontradas, Guapira sp. ocupou a primeira posição em importância com IVI de 100,67%, seguida de Tabebuia roseoalba (55,14%), Spondias mombin (52,17%), Guettarda sp. (21,72%) Allophylus sp. (17,27%).

ABSTRACT

Fernando de Noronha territory is located at 32º 25'30" W and 3º 50'10" S and it is composed of 21 islands. We studied the Quixaba Hill winch extends until to Sapata Point, where the vegetation has been relatively undisturbed on the last decades. The method used the point-centered-quarter. Only individuals with, at least, 5 cm diameter above the ground level was sampled. The distance between points was 10 m with points on peackies in the studied area. We obtained 16 species distributed in 13 families with the dominance of Nyctaginaceae, standing out Bignoniaceae, Anacardiaceae, Rubiaceae and Euphorbiaceae. Guapira sp. reached the best IVI (100,67), followed by Tabebuia roseo-alba (55,14), Spondias mombin (52,17), Guettarda sp. (21,72) e Allophylus sp. (17,27).

Key-words: Phytosociology, Floristics, Fernando de Noronha.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

  • COTTAN, G. & CURTIS, J.T. 1956. The use of distance measurements in phytosociological sampling. Ecology 37: 451-460.
  • GIBBS, P.E.; LEITÃO FILHO, H.F. & ABBOT, R.J. 1980. Application of the point-centered quarter method in a floristic survey of an área of gallery forest near Mogi-Guaçu. State of São Paulo, SE. BRAZIL. Revta bras. Bot. 3: 17- 22.
  • MAcARTHUR, R.H. & WILSON, E.O. 1967. The theory of island biogeography, Princeton, Princeton University press. 203p.
  • MARTINS, F.R., 1979. O método de quadrantes e a fitossociologia de uma floresta residual no interior do Estado de São Paulo: Parque Estadual de Vassununga. São Paulo, Universidade de São Paulo, 239 p. (Tese D.S.
  • MUELLER-DOMBOIS, D. & ELLEMBERG, M. 1974. Aims and methods in vegetation ecology. New York, Willey and Sons, 547 p.
  • RIDLEY, H.N. 1981. Notes of the botany of Fernando de Noronha. Jour. Linn. Soc. (Botany). 27: 1-95.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    16 Jun 2011
  • Data do Fascículo
    Dez 1987
Sociedade Botânica do Brasil SCLN 307 - Bloco B - Sala 218 - Ed. Constrol Center Asa Norte CEP: 70746-520 Brasília/DF - Alta Floresta - MT - Brazil
E-mail: acta@botanica.org.br