Efeitos da variação sazonal do nível da água de um estuário sobre o crescimento de Ludwigia octovalvis (Jacq.) P. H. Raven (Onograceae)

Jose Pedro Nepomuceno Ribeiro Reginaldo Sadao Matsumoto Maria Inês Salgueiro Lima Sobre os autores

O estuário do rio Massaguaçu é um estuário irregular, e seus ciclos da abertura de barra são irregulares e acontecem várias vezes por ano. A espécie Ludwigia octovalvis é perene em vários lugares do mundo, mas aparece de forma sazonal no estuário em questão. Nesse trabalho determinamos a relação entre o índice pluviométrico, o nível do estuário e a distribuição espacial e temporal dessa espécie. Em laboratório simulamos a variação do nível da água do estuário em aquários, de modo a entender como essa espécie responde ao alagamento. Em campo, determinamos a distribuição de L. octovalvis na estação mais chuvosa e menos chuvosa. A espécie é relativamente comum na estação mais chuvosa, mas ausente na menos chuvosa. Existem fortes evidencias de que isso acontece devido aos ciclos de abertura da barra do inverno, mas fundos e longos, que induz essa espécie ao estiolamento, e conseguintemente, a uma fragilidade mecânica. A sazonalidade de espécies em ambientes aquáticos sem uma estação biologicamente seca é incomum e pouco estudada.

ecologia de estuário; estiolamento; maré; estresse; submersão


Sociedade Botânica do Brasil SCLN 307 - Bloco B - Sala 218 - Ed. Constrol Center Asa Norte CEP: 70746-520 Brasília/DF - Alta Floresta - MT - Brazil
E-mail: acta@botanica.org.br