Aspectos da biologia da reprodução em plantas ornamentais cultivadas no Estado de São Paulo: I - Dichorisandra Thyrsiflora Mikan (Commelinaceae)

Aspects of breeding system of Dichorisancha thyrsiflora Mikan

Yone M.S Boaventura Luiz A.F Matthes Sobre os autores

Resumos

Foram estudados os possíveis sistemas de reprodução em Dichorisandra thyrsiflora. A espécie parece ser predominantemente de fecundação cruzada, embora sem um sistema de autoincompatibilidade definido. Conseqüentemente a autofecundação ocorre numa freqüência bem menor. Quanto à agamospermia, nenhum fruto foi observado em flores não polinizadas. Os agentes polinizadores, invariavelmente, são insetos do gênero Bombus. Observou-se que o número cromossômico da espécie é 2n = 38. A análise da microsporogénese mostrou que a meiose é normal com exceção de algumas células mães de pólen nas quais foi observada a formação de pontes cromatínicas em anáfases I e II, sugerindo existência na população de heterozigotos para inversão. A formação de tétrades normais foi de 95% e a viabilidade dos grãos de pólen foi alta, 87,2%.

Plantas Ornamentais-Biologia da Reprodução; Dichorisandra thyrsiflora-Commelinaceae; Microsporogénese


The breeding system of Dichorisandra thyrsiflora was studied. It was found that this is a mainly cross- pollinated species (92%), without a well defined self-incompatibility mechanism. Self-pollination was obtained in 27% of the analysed flowers, and apomixis was not observed. Pollination agents were mainly of the Bombus genus. The chromosome number of the species was 2n = 38. Microsporogenesis analysis showed normal meiosis, with only a few exceptions, in which chromatic bridges formation was observed in the anaphase I and n, suggesting heterozygosity for the inversion. Normal tetrad formation was 95% and pollen viability was high (87,2%).

Dichorisandra thyrsifora-Commelinaceae; Microsporogenesis-breeding system


ARTIGOS

Aspectos da biologia da reprodução em plantas ornamentais cultivadas no Estado de São Paulo. I - Dichorisandra Thyrsiflora Mikan (Commelinaceae)

Aspects of breeding system of Dichorisancha thyrsiflora Mikan

Yone M.S. BoaventuraI,III; Luiz A.F. MatthesII,III

ISecção de Citologia, Instituto Agronômico, Caixa Postal 28, 13.020 - Campinas, Brasil

IISeção de Floricultura e Plantas Ornamentais

IIIBolsista do CNPq

RESUMO

Foram estudados os possíveis sistemas de reprodução em Dichorisandra thyrsiflora. A espécie parece ser predominantemente de fecundação cruzada, embora sem um sistema de autoincompatibilidade definido. Conseqüentemente a autofecundação ocorre numa freqüência bem menor. Quanto à agamospermia, nenhum fruto foi observado em flores não polinizadas. Os agentes polinizadores, invariavelmente, são insetos do gênero Bombus. Observou-se que o número cromossômico da espécie é 2n = 38. A análise da microsporogénese mostrou que a meiose é normal com exceção de algumas células mães de pólen nas quais foi observada a formação de pontes cromatínicas em anáfases I e II, sugerindo existência na população de heterozigotos para inversão. A formação de tétrades normais foi de 95% e a viabilidade dos grãos de pólen foi alta, 87,2%.

Palavras-chaves: Plantas Ornamentais-Biologia da Reprodução, Dichorisandra thyrsiflora-Commelinaceae, Microsporogénese.

ABSTRACT

The breeding system of Dichorisandra thyrsiflora was studied. It was found that this is a mainly cross- pollinated species (92%), without a well defined self-incompatibility mechanism. Self-pollination was obtained in 27% of the analysed flowers, and apomixis was not observed. Pollination agents were mainly of the Bombus genus. The chromosome number of the species was 2n = 38. Microsporogenesis analysis showed normal meiosis, with only a few exceptions, in which chromatic bridges formation was observed in the anaphase I and n, suggesting heterozygosity for the inversion. Normal tetrad formation was 95% and pollen viability was high (87,2%).

Key words: Dichorisandra thyrsifora-Commelinaceae, Microsporogenesis-breeding system.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido em 30.01.1987.

Aceito em 17.11.1987.

  • BOLKHOVSKIKH, Z.; V. GRIF; T. MATVEJEVA & O. ZAKHARYENA. 1969. In: FEDOROV, An. A., ed Chromosome Number of Flowering Plants. V.L. Komarov Botanical Institute, Academy of Sciences of the U.S.S.R.
  • BREWBAKER, J.L. 1969. Genética na Agricultura: tradução de J.T. do Amaral Gurgel e Roland Vencovsky. S. Paulo, Polígono e ed. da U.S.P. 224p.
  • DARLINGTON, CD . 1958. The Evolution of Genetics Systems. Basic Books, INC. Publishers. New York. 265p.
  • FUJISHIMA, H. 1971. Karyological studies in Commelinaceae: IV - Karyotypes of the genus Tradescantia (tropical species) and the some species in affinitive genera. La Kromosomo, 85/86: 2713-2727.
  • JONES, K. & C. JOPLING. 1972. Chromosomes and classification of Commelinaceae. Bot. j. linn. soc., 65: 129-162.
  • LISON, L. 1960. Histochimie et Cytochimie Animales. Principes et Méthodes. Collection des Actualités Biologiques. GAUTHIER VILLARS, ed. Paris. 397p.
  • MEDINA, D.M. & C.H.T.M. CONAGIN. 1964. Técnica Citológica. Instituto Agronômico. Campinas, São Paulo. Publicação n.ş 2610. 108p.
  • SEUBERT, M. 1855. Xyrideae, Mayaceae el Commelinaceae in Martins Flora Brasiliensis, III (1): 209-270.
  • STEBBINS, G.L. 1950. Variations and Evolution in Plants. Columbia University Press, New York. 646pp.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    14 Jun 2011
  • Data do Fascículo
    Jul 1987

Histórico

  • Aceito
    17 Nov 1987
  • Recebido
    30 Jan 1987
Sociedade Botânica do Brasil SCLN 307 - Bloco B - Sala 218 - Ed. Constrol Center Asa Norte CEP: 70746-520 Brasília/DF - Alta Floresta - MT - Brazil
E-mail: acta@botanica.org.br
Accessibility / Report Error