Acta Botanica Brasilica, Volume: 26, Número: 2, Publicado: 2012
  • Editorial

  • Obituary

    Maia, Leonor Costa
  • Ecologia de ervas-de-passarinho Neotropicais: um importante componente do dossel de ecossistemas brasileiros Review

    Arruda, Rafael; Fadini, Rodrigo Ferreira; Carvalho, Lucélia Nobre; Del-Claro, Kleber; Mourão, Fabiana Alves; Jacobi, Claudia Maria; Teodoro, Grazielle Sales; Berg, Eduardo van den; Caires, Claudenir Simões; Dettke, Greta Aline

    Resumo em Português:

    Ervas-de-passarinho têm sim sido regularmente estudadas em países temperados por afetar negativamente espécies cultivadas e florestas manejadas. Em comparação com ambientes temperados pouco se conhece sobre a ecologia das ervas-de-passarinho neotropicais. Desta forma, é necessário maior conhecimento sobre o grupo porque são importantes elementos de comunidades vegetais, atuando como recurso-chave para polinizadores, dispersores de sementes e herbívoros. Através de uma combinação de trabalhos clássicos já publicados com evidências empíricas recentes, nós apresentamos padrões emergentes da interação entre ervas-de-passarinho com os organismos associados e questionamentos para estudos adicionais. Existe um crescente interesse neste grupo no Brasil. E embora existam informações sobre dispersão de sementes, estudos sobre biologia reprodutiva são raros e representam um campo a ser explorado. O conhecimento da biologia básica das ervas-de-passarinho será relevante para modelar sua distribuição espacial usando uma abordagem metapopulacional ou epidemiológica. Nesta revisão nós sumarizamos os principais estudos conduzidos na região Neotropical para fornecer um panorama atual das pesquisas desenvolvidas, bem como novas ideias para futuras investigações, especialmente no Brasil.

    Resumo em Inglês:

    Mistletoes have been studied in temperate countries regularly because they can be pests of cultivated plants and forest plantations. In comparison with temperate habitats, little is known about the ecology of mistletoes in the Neotropics. More emphasis should be given to neotropical mistletoes because they could be important elements of plant communities, acting as key resources for pollinators, seed dispersers and herbivores. Using a combination of findings from early mistletoe studies and empirical evidence from several recent case studies, we report emerging patterns of mistletoe interactions with associated organisms and propose aims for further studies. There has been increasing interest in working with mistletoes in Brazil. Although there are some data on the ecology of mistletoe seed dispersal, reproductive biology studies are scarce and represent a wide range of fieldwork to be explored. Knowledge of the basic biology of mistletoes will be very important for modeling their spatial distribution using metapopulation or epidemiological approaches. In this review, we summarize the studies conducted in the neotropical region in order to provide a framework for current research and new ideas for future investigations of mistletoes, especially in Brazil.
  • Localização de sílica por elétrons retroespalhados em folhas de Cyperus ligularis L. and Rhynchospora aberrans C. B. Clarke (Cyperaceae) Articles

    Estelita, Maria Emília Maranhão; Rodrigues, Ana Claudia

    Resumo em Português:

    As Cyperaceae têm a capacidade de incorporação do ácido silícico mediante depósito de sílica coloidal, que é registrada pela ocorrência de projeções sob a forma de cones, nas paredes tangenciais internas de determinadas células epidérmicas ou "células de sílica". Folhas de C. ligularis e R. aberrans foram analisadas pela técnica de elétrons retroespalhados. C. ligularis além de acumular sílica nas "células de sílica", acumula também em alguns estômatos, nos tricomas e nas paredes das células que contornam as cavidades do aerênquima. Este último apresenta formas diversas, entretanto, as células que se localizam junto aos feixes vasculares mostram projeções cônicas, semelhantes àquelas da epiderme. R. aberrans contém "células de silica" cujas projeções cônicas têm "satélites". A sílica também ocorre em estômatos específicos e em células epidérmicas contíguas aos mesmos. Constata-se que a deposição de sílica ocorre tanto em combinação com a parede (sem modificações estruturais aparentes), como em estruturas de secreção da mesma, ou seja, projeções da parede. Essas variações de ocorrência estrutural e de localização nas espécies devem estar relacionadas com a funcionalidade, fatores ambientais, com destaque ao solo, além da relação com grupos taxonômicos.

    Resumo em Inglês:

    The Cyperaceae show the ability to incorporate silicon by depositing colloidal silica, which is recorded by the occurrence of projections in the form of cones, in inner tangential walls of some epidermal cells or "silica cells". Leaves of C. ligularis and R. aberrans were analyzed through the technique of electron backscatter. Cyperus ligularis accumulates silica, in addition to "silica cells", in some stomata, trichomes and the cell walls that surround the cavities of the aerenchyma. The silica in the latter occurs in various forms; however, the cells located near the vascular bundles have conical projections, similar to those of the epidermis. Rhynchospora aberrans presents "silica cells" whose projections have tapered "satellites". In this species, silica also occurs in stomata and certain epidermal cells adjacent to them. It appears that the silicon deposition occurs in combination with the wall (with no apparent structural changes), and structures of secretion, or projections of the wall. These structural changes in the species, and location, are probably related to functional and environmental factors, especially the soil, in addition to relation with taxonomic groups.
  • Cuphea melvilla Lindlay (Lythraceae): uma espécie do Cerrado polinizada por beija-flores Artigos

    Melazzo, Ana Flávia de Oliveira; Oliveira, Paulo Eugênio

    Resumo em Português:

    Cuphea melvilla é uma espécie peculiar dentro de um gênero majoritariamente melitófilo. Dois agrupamentos de indivíduos, em bordas das matas de galeria do Córrego do Panga, Uberlândia, MG, foram estudados com o objetivo de investigar o sistema de polinização e sistema de reprodução da espécie na região. O estudo foi realizado de janeiro a junho de 1999. Cuphea melvilla é uma espécie arbustiva com características morfológicas e eventos florais que confirmam sua adaptação à polinização por beija-flores. A floração foi longa, com início em Janeiro, em plena estação chuvosa, e término em Julho, no início da seca. O tubo floral formado pelo hipanto é calcarado na base, onde se acumula o néctar produzido por nectário localizado na base do ovário. As flores são marcadamente protândricas, mas flores em diferentes fases podem ser encontradas nos racemos. Os dados mostraram que a espécie é autocompatível e não apomítica, mas devido à dicogamia marcada, necessita polinização ativa para formar frutos. Phaethornis pretrei, Amazilia fimbriata, Thalurania furcata, Eupetomena macroura e Chlorostilbon lucidus (fêmea) foram as espécies de beija-flores observadas visitando e polinizando as flores de C. melvilla. Amazilia fimbriata e C. lucidus apresentaram ocasionalmente comportamento territorial, P. pretrei apresentou forrageamento em linhas de captura, e T. furcata e E. macroura apresentaram forrageamento do tipo oportunístico, visitando as populações estudadas esporadicamente. Amazilia fimbriata, C. lucidus e P. pretrei foram considerados os polinizadores mais importantes, dada a sua constância. As características morfológicas das flores de Cuphea melvilla relacionadas a adaptações aos beija-flores parecem ser derivadas no gênero, sendo que a polinização por beija-flores nas distintas seções indica adaptação convergente a este modo de polinização.

    Resumo em Inglês:

    Cuphea melvilla is a peculiar species of a mostly melittophilous genus. Various aspects of the floral and reproductive biology of two groups of individuals, which occur on the edge of gallery forests on the Panga stream (in Uberlândia, southeastern Brazil), were studied. Observations were carried out during the flowering season of 1999. Cuphea melvilla is a shrub with floral features adapted to hummingbird pollination. It has a long flowering period, from January to July, but flowers the most during the rainy season. The flower tube of this species is of hypanthial origin, has a spur at the base, and accumulates nectar, which is produced by a nectary at the base of the ovary. The flowers were protandrous but different floral phases were present from the top to the bottom of the simple racemes. The species appears to be self-compatible but non-apomictic and needs active pollination to form fruits. Pheathornis pretrei, Amazilia fimbriata, Thalurania furcata, Eupetomena macroura and Chlorostilbon lucidus (female) were the hummingbird species observed visiting and pollinating the C. melvilla flowers. Amazilia fimbriata and C. lucidus showed occasional territorial behaviour in relation to the C. melvilla populations, whereas P. pretrei seemed to be trapliner. Thalurania furcata and E. macroura visited the studied populations sporadically. Amazilia fimbriata, C. lucidus and P. pretrei were considered the main pollinators for the studied populations due to their frequency. The flower features of Cuphea melvilla that are related to hummingbird pollination appear to be derived within the genus, and bird pollination, within different sections of the genus, indicate a convergent adaptation.
  • Diversidade de bromeliáceas epífitas na Área de Proteção Ambiental Ilha do Combu, Belém, Pará, Brasil Artigos

    Quaresma, Adriano Costa; Jardim, Mário Augusto G.

    Resumo em Português:

    Informações sobre a diversidade no nível de espécie oferecem subsídios importantes para o desenvolvimento sustentável e a conservação biológica. Neste contexto, estudos com Bromeliaceae merecem destaque, especialmente porque o grupo é importante ecologicamente, mas ainda pouco conhecido na Região Norte. Neste trabalho, foram demarcadas duas parcelas de 100 m x 100 m em uma floresta de várzea localizada na Área de Proteção Ambiental Ilha do Combu, em Belém, Estado do Pará. Cada parcela foi subdividida em oito parcelas de 50 m x 50 m, tendo todas as espécies e espécimes de bromeliáceas epífitas registradas e quantificadas. A diversidade do grupo foi calculada utilizando o índice de Shannon-Wiener. Foram registrados 1.339 indivíduos pertencentes a oito espécies e quatro gêneros. Tillandsia e Aechmea apresentaram maior riqueza. A diversidade de espécies na área foi de H= 1,10, apresentando dominância acentuada de muitos indivíduos em poucas espécies.

    Resumo em Inglês:

    Information about diversity at the species level offers data for sustainable development and biological conservation. In this context, studies about Bromeliaceae are noteworthy, especially because this group is ecologically important and poorly known in the North Region of Brazil. In this study, two grids (100 m x 100 m) were delineated in a floodplain forest in the environmental protection area of Combu Island, Belém, Pará, Brazil. The grids were subdivided into eight grids of 50 m x 50 m, and all species and individuals of epiphytic Bromeliaceae were recorded and quantified. The diversity was calculated using the Shannon-Wiener index. A total of 1,339 individuals, belonging to eight species and four genera were recorded. Tillandsia and Aechmea presented the greatest richness. The diversity of species was H= 1.10, presenting sharp dominance of many individuals of few species.
  • Conhecimento e usos do babaçu (Attalea speciosa Mart. e Attalea eichleri (Drude) A. J. Hend.) entre os Mebêngôkre-Kayapó da Terra Indígena Las Casas, estado do Pará, Brasil Artigos

    González-Pérez, Sol Elizabeth; Coelho-Ferreira, Márlia; Robert, Pascale de; Garcés, Claudia Leonor López

    Resumo em Português:

    O babaçu (A. speciosa) é uma das espécies que se destacam na subsistência de diversos povos e populações tradicionais que habitam o cerrado, região que ocupa aproximadamente 24% do território brasileiro. Neste estudo, efetuado entre o povo indígena Kayapó, foi feito um levantamento sobre os usos do babaçu na aldeia Las Casas, na Terra Indígena Las Casas, a qual está localizada dentro dos municípios de Pau D´Arco, Floresta do Araguaia e Redenção, no estado do Pará. Os dados foram obtidos através de entrevistas semi-estruturadas com 25 interlocutores e a importância deste recurso para os Kayapó foi analisada com base nos tipos de usos mencionados, calculando o índice de diversidade de uso entre os indígenas. Os informantes reconheceram duas etnoespécies como babaçu, A. speciosa (rõn tire) e A. eichleri (rõn ne) com aproximadamente dez usos em cinco categorias: alimentação, construção, cosmético, doméstico e ritual. Os resultados obtidos para o valor de diversidade do informante (IDs) foram de 22,89 para A. speciosa e 10, 35 para A. eichleri. Estes valores demonstram que os informantes possuem menor dependência dos recursos oferecidos por A. eichleri, quando comparada aos oferecidos por A. speciosa, e ainda que os valores entre as duas espécies sejam discrepantes, a importância delas está relacionada principalmente ao aproveitamento da amêndoa para a produção de óleo para usos rituais e cosméticos.

    Resumo em Inglês:

    The babassu palm (A. speciosa) is a species that stands out in the economy and livelihood of the people who live in the Cerrado biome, which is approximately 24% of Brazilian territory. A survey on the use and knowledge of babassu was carried out in the village of Las Casas, in Las Casas Indigenous Land. This village is located in the municipalities of Pau D'Arco, Floresta do Araguaia and Redenção. The importance of babassu for the community was analyzed by taking into account the types of uses registered and their management. Data were collected through semi-structured interviews (25 people), and the index of diversity of use among interviewees (IDs) was calculated. Informants recognized two babassu species, A. speciosa (rôn tire) and A. eichleri (rôn ne) with diverse applications classified in five categories: food, construction, cosmetics, domestic and ritual. The IDs values obtained were 22.89 for A. speciosa and 10.35 for A. eichleri. These figures show that the respondents have a lower dependence on the features offered by A. eichleri when compared to A. speciosa and although the values of the two species are divergent, their importance for the community is mainly related to using the nut oil for cosmetics and in rituals.
  • Heterogeneidade altitudinal na Floresta Atlântica setentrional: um estudo de caso no sul da Bahia, Brasil Artigos

    Rocha, Diogo Souza Bezerra; Amorim, André Márcio Araujo

    Resumo em Português:

    A Floresta Atlântica apresenta padrões de heterogeneidade ainda pouco conhecidos, em especial aqueles associados à altitude, raramente investigados no eixo setentrional brasileiro. O objetivo do presente trabalho foi verificar a ocorrência de variações na composição florística, diversidade e estrutura da vegetação num remanescente de floresta Montana no sul da Bahia, através da análise de dois trechos de vegetação em diferentes altitudes. Foram amostrados no total 0,5 ha através de cinco plots separados entre si e alocados numa floresta úmida na RPPN Serra Bonita, Bahia, Brasil. Registraram-se 354 espécies de 68 famílias, sendo Myrtaceae, Fabaceae, Rubiaceae e Lauraceae as mais ricas. Os dois trechos apresentaram diferenças em densidade, área basal e estrutura, percebendo-se que com o aumento da altitude, ocorre uma diminuição no porte da floresta, refletindo maior densidade no sub-bosque, além de redução na riqueza específica. A Serra Bonita apresentou alta diversidade, similar a outras áreas na Bahia, porém maior que na Floresta Atlântica no sudeste do Brasil. Os trechos amostrados apresentaram bom estado de conservação, com abundância de lianas lenhosas, elevada área basal e baixa evidência de extração madeireira. As variações detectadas entre os trechos inventariados sugerem modificações estruturais abruptas, influenciadas possivelmente por precipitação, temperatura e barreiras locais determinadas por uma topografia acidentada, mas não por fatores edáficos.

    Resumo em Inglês:

    The Atlantic Forest has a heterogeneity that is still largely unappreciated, especially that associated with altitudinal factors; this has rarely been examined in the northern extension of this biome. The study investigated the occurrence of variation in floristic composition, diversity, and vegetation structure at two altitudes in a remnant area of forest in southern Bahia state. A total of 0.5 ha of vegetation was sampled in five separate plots established in a wet forest in the RPPN Serra Bonita, Bahia, Brazil. A total of 354 species belonging to 68 families were found, with Myrtaceae, Fabaceae, Rubiaceae and Lauraceae being the richest taxa. The two altitudinal sites showed significant differences in density, basal area and structure. There were notable changes in forest structure with increasing altitude, reflected in higher densities of the understory and a reduction in species richness. Serra Bonita had high species diversity that was similar to other areas in Bahia, but higher than found in the Atlantic Forests of southeastern Brazil. The forest sections sampled were well preserved, as indicated by the abundance of woody vines, elevated basal area, and lack of evidence of significant logging activities. The variation detected between the areas suggests the existence of abrupt structural modifications influenced not by edaphic factors but by rainfall differences, temperature variations, and by local barriers determined by the steep topography.
  • Perfil florístico e estrutural do componente lenhoso em seis áreas de cerradão ao longo do bioma Cerrado Artigos

    Solórzano, Alexandro; Pinto, José Roberto Rodrigues; Felfili, Jeanine Maria; Hay, John Du Vall

    Resumo em Português:

    Inúmeros trabalhos descrevem tanto o aspecto fisionômico e florístico do cerradão, no entanto, não há padronização do critério de inclusão, esforço amostral e tamanho das unidades amostrais o que dificulta as comparações e emergência de perfil estrutural para a vegetação lenhosa desta fitofisionomia. Buscamos com este trabalho descrever o perfil florístico-estrutural do componente lenhoso do cerradão, bem como avaliar o grau de sobreposição de espécies florestais, savânicas e generalistas. O trabalho foi realizado em seis áreas distribuídas nos estados de: MG, MS, MT, TO, PI e DF. A vegetação lenhosa do cerradão não apresentou estrutura homogênea ou consistência florística, apresentando-se como fisionomia bastante heterogênea. Estruturalmente a vegetação lenhosa apresentou grandes variações, com formações mais abertas e mais densas (densidade variando de 652 a 1.732 ind. ha-1 e área basal variando de 12,83 a 22,45 m² ha-1). A riqueza de espécies nas áreas vaiou de 49 (MS) a 124 (MT). Das 308 espécies registradas nas seis áreas apenas seis ocorreram em todas elas e 184 espécies foram exclusivas de uma das áreas. Florísticamente houve grande variação na composição de espécies e marcada dissimilaridade entre as áreas. Apesar de haver uma mistura de elementos florísticos savânicos e florestais, detectamos maior domínio de espécies savânicas com exceção da área MT que apresentou maior proporção de espécies florestais. O padrão geral de dissimilaridade florística e estrutural nas seis áreas indicaram grande heterogeneidade da distribuição da flora lenhosa do cerradão, seguindo o padrão de outras fitofisionomias do bioma Cerrado.

    Resumo em Inglês:

    A large number of studies describes the structure and composition of cerradão, however there is no standardization regarding data collection, rendering it difficult to conduct ample comparisons and the emergence of a structural and floristic profile for the cerradão. Our aim is to establish a structural-floristic profile of the cerradão woody component and verify the overlap of forest, savanna and generalist species. We conducted the vegetation survey in sites in six states: DF, MG, MS, MT, PI and TO. The cerradão did not present a homogenous structure or floristic consistency among sites, presenting itself as a heterogeneous phytophysiognomy. Structurally it presented great variations, with both open and closed formations (density 652-1732 ind. ha-1; basal area 12.83-22.45 m² ha-1). Species richness varied from 49 (MS) to 129 (MT). Floristical variation and dissimilarity was strong among the six sites with only six species occurring in all sites, where as 184 species are exclusive to one site. Although species composition is comprised of a mixture of forest and savanna species, we detected a greater participation of savanna species, with the exception of the MT site that presented a larger proportion of forest species. The general floristic and structural dissimilarity pattern observed indicate a great heterogeneity of cerradão woody flora distribution following the general patter for the Cerrado biome.
  • Atividade de enzimas antioxidantes e inibição do crescimento radicular de feijão caupi sob diferentes níveis de salinidade Artigos

    Maia, Josemir Moura; Ferreira-Silva, Sérgio Luiz; Voigt, Eduardo Luiz; Macêdo, Cristiane Elizabeth Costa de; Ponte, Luiz Ferreira Aguiar; Silveira, Joaquim Albenisio Gomes

    Resumo em Português:

    A peroxidase de fenóis (POX) é uma enzima que associa a remoção do peróxido de hidrogênio com a biossíntese de lignina, contribuindo para a inibição do crescimento pelo espessamento da parede secundária. Com o objetivo de verificar as relações entre a inibição do crescimento e a modulação oxidativa induzida por estresse salino, foram avaliadas as atividades das enzimas dismutase do superóxido (SOD), catalase (CAT), peroxidase de ascorbato (APX) e POX em raízes de feijão caupi sob salinidade. Plântulas das cultivares Pitiúba e Pérola com quatro dias foram expostas ao NaCl 0, 25, 50, 75 e 100 mM em papel de germinação sob condições controladas. Após dois dias de tratamento, o comprimento radicular foi reduzido pelo NaCl 100 mM em 56 e 26% nas cultivares Pitiúba e Pérola, respectivamente, associado ao aumento do vazamento de eletrólitos e à morte celular no ápice radicular. A salinidade não causou aumento da peroxidação de lipídios nas raízes, indicando que a morte celular se deve mais a danos nas membranas do que ao estresse oxidativo. O estresse salino reduziu a atividade das enzimas SOD, CAT e APX e causou intenso aumento da atividade de POX, demonstrando que essa última exerce algum papel na proteção oxidativa das raízes sob salinidade. Em conclusão, a redução no alongamento das raízes de feijão caupi sob salinidade pode ser atribuída, pelo menos em parte, a uma sincronia entre o aumento da atividade de peroxidase de fenóis e redução nas atividades de catalase e peroxidase de ascorbato.

    Resumo em Inglês:

    Phenol peroxidase (POX) is a dual enzyme that is involved with hydrogen peroxide scavenging and lignin biosynthesis, contributing to growth inhibition by secondary wall thickening. In order to relate growth inhibition to salt-induced oxidative modulation, the activities of superoxide dismutase (SOD), catalase (CAT), ascorbate peroxidase (APX) and POX were evaluated in cowpea roots under salinity. Four-day-old seedlings of the Pitiúba and Pérola cultivars were exposed to 0, 25, 50, 75 and 100 mM NaCl in germination paper under controlled conditions. After two days of treatment, root length was reduced under 100 mM NaCl by 56 and 26% in Pitiúba and Pérola, respectively, which was associated with enhanced electrolyte leakage and cell death in the root apex. NaCl salinity did not trigger lipid peroxidation, indicating that cell death was probably due to membrane damage instead of oxidative stress. Salt stress reduced the activity of SOD, CAT and APX and increased the POX activity, demonstrating that this enzyme plays a role in oxidative protection in cowpea roots exposed to NaCl salinity. In conclusion, salt-induced growth inhibition in cowpea roots could be attributed, at least in part, to a coordinate action involving an increase in POX activity and a drop in CAT and APX activities.
  • Viabilidade, produção e morfologia de grãos de pólen de diferentes espécies do gênero Manihot, Euphorbiaceae Articles

    Vieira, Lívia de Jesus; Soares, Taliane Leila; Rossi, Mônica Lanzoni; Alves, Alfredo Augusto Cunha; Santos, Francisco de Assis Ribeiro dos; Souza, Fernanda Vidigal Duarte

    Resumo em Português:

    O objetivo deste trabalho foi caracterizar a viabilidade, produção e morfologia de grãos de pólen de diferentes espécies do gênero Manihot. Botões florais de acessos do gênero Manihot foram coletados dos bancos de germoplasma da Embrapa Mandioca e Fruticultura. A viabilidade do pólen foi avaliada por testes in vitro, in vivo e testes colorimétricos. A estimativa da produção de pólen foi realizada por meio da contagem do número de grãos de pólen produzidos por botão floral. O diâmetro do pólen foi determinado medindo-se o comprimento transversal do grão. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado. Estudos da ultraestrutura polínica foram realizados por meio de microscopia eletrônica de varredura. A viabilidade dos grãos de pólen é elevada nos testes colorimétricos, intermediária nos testes in vivo e não houve germinação in vitro. A produção média observada entre todos os acessos foi de 1.253 grãos de pólen. Verificou-se que nos acessos silvestres, o tamanho variou de 132 a 163 µm, e de 129 a 146 µm nos acessos cultivados. Os grãos de pólen de todos os acessos analisados são muito grandes, apolares, esféricos e inaperturados, com exina ornamentada com pilos organizados no chamado padrão-Croton. Os acessos silvestres, de maneira geral, produzem mais pólen e apresentam maior tamanho, quando comparados com os cultivados.

    Resumo em Inglês:

    The objective of this work was to characterize the viability, production and morphology of pollen for different species in the genus Manihot. Floral buds from Manihot accessions were collected from two germplasm banks at Embrapa Cassava & Fruits. The viability of the pollen was assessed via colorimetric, in vitro and in vivo assays. The diameter of the pollen grains was determined by measuring the transversal length of the grain. The experimental design was entirely randomized. Studies on pollen ultrastructure were performed via scanning electron microscopy. Pollen viability was high in the colorimetric tests and intermediate in vivo tests; there was no germination in the in vitro tests. The average production for all accessions was 1,253 pollen grains per floral bud. The size of the pollen grains varied from 132 to 163 µm in the wild accessions, and 129 to 146 µm in the cultivated accessions. The pollen grains for all accessions were very large, apolar, spherical as well as inaperturate, with an exine ornamented with pila organized in a Croton pattern. The wild accessions, in general, produced more and larger pollen grains compared with the cultivated accessions.
  • Revisão taxonômica de Lonchocarpus s. str. (Leguminosae, Papilionoideae) do Brasil Artigos

    Silva, Marcos José da; Tozzi, Ana Maria Goulart de Azevedo

    Resumo em Português:

    É apresentada a revisão das espécies brasileiras de Lonchocarpus s. str., a qual baseou-se em estudos de campo e na análise de aproximadamente 1.200 coleções de herbários. Foram reconhecidas nove espécies: L. cultratus, L. hedyosmus, L. latifolius, L. macrocarpus, L. nitidus, L. pluvialis, L. sericeus, L. spiciflorus e L. violaceus, ocorrendo em formações florestais geralmente associadas às margens de rios. Lonchocarpus sericeus e L. cultratus apresentam distribuição ampla em todo o Brasil, enquanto L. hedyosmus, L. macrocarpus, L. spiciflorus e L. latifolius são restritas ao domínio amazônico. Lonchocarpus pluvialis ocorre nas Regiões Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul e Goiás) e Sudeste (São Paulo) e L. violaceus é encontrada nos Estados da Bahia e Espírito Santo, sendo este o seu primeiro registro para o Brasil. São apresentadas chaves de identificação, descrições e ilustrações, informações sobre habitat e distribuição geográfica, além de comentários taxonômicos e nomenclaturais das espécies. São propostas quatro novas sinonimizações e cinco lectotipificações.

    Resumo em Inglês:

    A revision of the Brazilian species of Lonchocarpus s. str. is presented. This study is based on field observation and an analysis of approximately 1,200 herbarium collections. Nine species are recognized, L. cultratus, L. hedyosmus, L. latifolius, L. macrocarpus, L. nitidus, L. pluvialis, L. sericeus, L. spiciflorus, and L. violaceus, which grow in forests and are usually associated with river banks. Lonchocarpus sericeus and L. cultratus have a wide distribution throughout Brazil, whereas L. hedyosmus, L. macrocarpus, L. spiciflorus, and L. latifolius are restricted to the Amazonian domain. Lonchocarpus pluvialis occurs in the Central-West (Mato Grosso do Sul and Goiás) and Southeast (São Paulo) regions. Lonchocarpus violaceus is found in the states of Bahia and Espírito Santo, and is reported for the first time for Brazil. Identification keys, descriptions, and illustrations, in addition to information about habitat, geographic distribution and taxonomic and nomenclatural comments, are provided for the species. Four new synonyms and five lectotypifications are proposed.
  • Pteridófitas da Serra Negra, Minas Gerais, Brasil Artigos

    Souza, Filipe Soares; Salino, Alexandre; Viana, Pedro Lage; Salimena, Fátima Regina Gonçalves

    Resumo em Português:

    Este trabalho apresenta uma lista de espécies de pteridófitas que ocorrem na Serra Negra, Minas Gerais. A serra está inserida no complexo da Serra da Mantiqueira situada entre Rio Preto, Lima Duarte, Santa Bárbara do Monte Verde e Olaria, tendo seus limites nos pontos 21º58'11"S 43º53'21" W, 22º01'46,4" S 43º52'31,5" W, 21º58'21,4" S 43º50'06,5" W e 21º58'53" S 43º56'08" W. A vegetação da serra é formada por um mosaico de fitofisionomias, sendo encontradas formações florestais (florestas ombrófilas e semidecíduas) e campestres (campos rupestres). O inventário florístico foi realizado entre os anos de 2003 e 2008, em excursões mensais para coleta de amostras e registro de dados. Na serra foram registradas 209 táxons infragenéricos distribuídas em 24 famílias e 75 gêneros. As famílias com maior número de espécies foram Polypodiaceae (40), Dryopteridaceae (33) e Pteridaceae (25). A maioria das espécies (109) foi encontrada ocorrendo exclusivamente no interior de floresta. Em relação ao hábito, 69 espécies foram encontradas exclusivamente como terrestres, 37 como rupícolas ou terrestres e 32 exclusivamente epífitas. Este trabalho revela uma elevada riqueza de pteridófitas na região e indica a importância de estudos desta natureza na conservação e manejo das pteridófitas em Minas Gerais.

    Resumo em Inglês:

    This work presents an inventory of pteridophyte species that occur in the Serra Negra, of Minas Gerais. The area is part of the Mantiqueira Range, and is situated between the coordinates 21º58'11"S 43º53'21" W, 22º01'4.4" S, 43º52'31.5" W, 21º58'21.4" S, 43º50'06.5" W and 21º58'53" S, 43º56'08" W. The vegetation in the Serra Negra is characterized by a mosaic of different phytophysiognomies, divided into forests (evergreen and seasonal semideciduous forests) and open formations (rocky grasslands). The inventory was carried out from 2003 to 2008, during monthly excursions to collect botanical material and data in the study area. A total of 209 species, distributed in 24 families and 75 genera, were recorded. The families with the highest number of species were Polypodiaceae (40), Dryopteridaceae (33) and Pteridaceae (25). More than the half (110) of the inventoried species were recorded exclusively in the forests formations. Sixty-nine species were terrestrial, 37 were saxicolous or terrestrial and 32 were epiphytes. This work shows that this region is rich in ferns and reveals the importance of this kind of study for conservation and management of pteridophytes in the state of Minas Gerais.
  • Estratégias no uso da energia luminosa por plantas jovens de Genipa spruceana Steyerm submetidas ao alagamento Artigos

    Gonçalves, José Francisco de Carvalho; Melo, Emanuele Gurgel de Freitas; Silva, Carlos Eduardo Moura da; Ferreira, Marciel José; Justino, Gilberto Costa

    Resumo em Português:

    Na tentativa de elucidar estratégias de utilização da energia luminosa em plantas jovens de Genipa spruceana Steyerm submetidas ao alagamento, nós investigamos a capacidade de captura e uso de energia luminosa em G. spruceana sob três condições de crescimento: 1- ausência de alagamento (SA), 2- plantas parcialmente alagadas (PA) e 3- plantas totalmente alagadas (TA). Medidas de área foliar específica, teores de pigmentos cloroplastídicos e fluorescência da clorofila a foram feitas em intervalos regulares no período de 90 dias. Todos os parâmetros analisados diminuíram em condições de alagamento (PA e TA). Aos 30 dias, as plantas no tratamento TA sofreram abscisão foliar. Os teores dos pigmentos cloroplastídicos (clorofilas e carotenóides) entre os tratamentos SA e TA diferiram aos 30 dias. Ao passo que, somente foi possível verificar diferenças entre os tratamentos SA e PA aos 90 dias. As plantas submetidas ao alagamento (PA e TA) exibiram alta dissipação de energia de excitação (DIo/ABS) indicando limitada eficiência na utilização da energia luminosa. Este fato foi comprovado pelos resultados do índice de desempenho (PI ABS) somente ao fim do período experimental (90 dias). Mas, não foi verificado diferença para PI ABS entre os tratamentos aos 30 dias. Portanto, considerando que G. spruceana submetidas ao tratamento TA reduziram seus teores de clorofilas mais rapidamente do que decrescem seus PI ABS, sugere-se que o fluxo de energia luminosa em plântulas de G. spruceana sob alagamento total, no início, é mais restringido pelo decréscimo na estrutura de captura de luz (diminuição dos pigmentos cloroplastídicos) do que no funcionamento do aparato fotossintético (alterações na eficiência fotoquímica do fotossistema II).

    Resumo em Inglês:

    In an attempt to elucidate strategies in the use of light energy by G. spruceana seedlings subjected to flooding, we investigated the capacity of light capture and use of light energy by G. spruceana in three growing conditions: 1- absence of flooding (SA), 2- partially flooded (PA) and 3- totally flooded (TA). Destructive and non-destructive measurements, such as specific leaf area, chloroplast pigment (chlorophyll and carotenoids) content and fluorescence analyses, were made at regular intervals over a period of 90 days. All parameters decreased in seedlings subjected to flooding. Plants of treatment TA dropped all of their leaves after 30 days of complete submergence. Chloroplast pigment content differed between treatments SA and TA after 30 days from the start of the experiment; whereas SA and PA plants only differed for this variable after 90 days. Plants subjected to flooding (PA and TA) exhibited high dissipation of photochemical de-excitation (DIo/ABS), indicating a limited efficiency of light energy use. This fact was proven by the performance index (PI ABS) only in analyses after 90 days, and no significant difference was verified for PI ABS among treatments up to 30 days. Therefore, considering that G. spruceana seedlings subjected to flooding reduced the chloroplast pigment content more quickly than PI ABS, we suggest that the light energetic flux in G. spruceana seedlings subjected to flooding, in the beginning, is more restricted to a decrease in the structures that captures light (reduction chlorophyll pigment content) than how the photosynthetic apparatus functions (alterations in photochemical efficiency of photosystem II).
  • Invasão biológica de Artocarpus heterophyllus Lam. (Moraceae) em um fragmento de Mata Atlântica no Nordeste do Brasil: impactos sobre a fitodiversidade e os solos dos sítios invadidos Artigos

    Fabricante, Juliano Ricardo; Araújo, Kelianne Carolina Targino de; Andrade, Leonaldo Alves de; Ferreira, Jéssica Viviane Amorim

    Resumo em Português:

    O objetivo do trabalho foi avaliar os impactos causados por A. heterophyllus sobre a riqueza e diversidade da vegetação e sobre os solos de um fragmento de Floresta Ombrófila Aberta, Município de Areia, PB. A área estudada localiza-se no Campus II da Universidade Federal da Paraíba. No fragmento, foram instaladas 10 pares de parcelas de 100 m². Metade destas unidades amostrais (AI - ambiente invadido) foi disposta de forma que apresentasse em seu centro um exemplar adulto de A. heterophyllus. Paralelamente a cada uma destas parcelas, outra unidade amostral (AN - ambiente natural) foi alocada. Foi avaliado o número de espécies, a abundância de indivíduos, a diversidade e a equabilidade, além da química dos solos. Foram amostrados 14.008 indivíduos pertencentes a 79 espécies, dos quais 12.369 indivíduos de 50 espécies no AI e 1.639 indivíduos de 75 espécies no AN. A diversidade e a equabilidade geral foram, respectivamente, 0,24 e 0,06 no AI e 3,42 e 0,79 no AN. Todas as variáveis apresentaram diferenças significativas demonstrando que A. heterophyllus modifica os ambientes onde se dispersa. Quanto aos solos, alguns elementos tiveram suas concentrações mudadas enquanto outros não. Constatou-se que A. heterophylus altera de forma contundente a riqueza de espécies, a diversidade da vegetação e os solos dos sítios invadidos, o que torna necessárias ações de mitigação para o controle da mesma.

    Resumo em Inglês:

    The objective of this study was to evaluate the impacts caused by A. heterophyllus on the richness and diversity of vegetation, and the soils, in a fragment of open rainforest, in Areia, PB. The study area is located in the Campus II of Universidade Federal da Paraíba. In this fragment, 10 pairs of plots of 100 m² were established. Half of these sampling units (AI - environment invaded) were laid out so there was an adult A. heterophyllus in the center. Alongside each of these plots, one sample unit (AN - natural environment) was allocated. We evaluated the number of species, the abundance of individuals, diversity and evenness, and the chemistry of the soils. We sampled 14,008 individuals belonging to 79 species, of which there were 12,369 individuals and 50 species in the AI and 1,639 individuals and 75 species in the AN. The diversity and evenness of AI were 0.24 and 0.06, respectively, and for AN they were 3.42 and 0.79. All variables were significantly different showing that A. heterophyllus modify the environments where it grows. The concentrations of some elements in the soil changed while others did not. It was found that A. heterophylus forcefully alters species richness, diversity of vegetation and soils of invaded sites, which suggests that actions to control this species are necessary.
  • Crescimento inicial de Piptadenia stipulacea (Benth.) Ducke (Mimosaceae) e Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan var. cebil (Griseb.) Altshul (Mimosaceae) sob diferentes níveis de sombreamento Artigos

    Ferreira, Wanessa Nepomuceno; Zandavalli, Roberta Boscaini; Bezerra, Antônio Marcos Esmeraldo; Medeiros Filho, Sebastião

    Resumo em Português:

    Este trabalho teve como objetivo verificar como as características morfofisiológicas diferem entre duas espécies da Caatinga com diferentes necessidades de luz para o crescimento inicial, apresentando a hipótese de que P. stipulacea caracteriza-se como espécie heliófila e A. colubrina como umbrófila, nas primeiras fases de vida. Conduziu-se um experimento em blocos ao acaso, no qual plântulas de ambas as espécies foram submetidas aos tratamentos de pleno sol, 50%, 70% e 90% de sombra durante seis meses. Foram avaliados aspectos morfológicos (altura, diâmetro, número de folhas e alocação de biomassa) e fisiológicos (teores de clorofila a, b e total, e razão clorofila a/b). Os resultados mostraram que as espécies apresentam diferentes exigências de luz durante o crescimento inicial. Plântulas de P. stipulacea apresentaram maior taxa de crescimento relativo e maior diâmetro a pleno sol, menor razão raiz/parte aérea e menor conteúdo de clorofila total quando comparadas às plântulas de A. colubrina. Os melhores resultados de P. stipulacea a pleno sol e A. colubrina em níveis intermediários de sombra corroboraram com a hipótese deste trabalho e são consistentes com a área de ocorrência de cada espécie.

    Resumo em Inglês:

    This study aimed to verify how morpho-physiological characteristics differ between species of the Caatinga with different light requirements for initial growth, and had the hypothesis that P. stipulacea is light-demanding and A. colubrina is shade-tolerant in the early stages of life. We conducted a randomized block experiment in which seedlings of both species were subjected to treatments of full sun, 50%, 70% and 90% shade for six months. We evaluated morphological (height, diameter, number of leaves and biomass allocation) and physiological (a, b and total chlorophyll content, and ratio of chlorophyll a/b) features. The results showed that these species have different light requirements during early growth. Seedlings of P. stipulacea showed a higher relative growth rate and larger diameter when growing in full sun, and a lower root/shoot ratio and lower total chlorophyll content when compared to seedlings of A. colubrina. The best results were for P. stipulacea in full sun and A. colubrina at intermediate levels of shade, which corroborate the hypothesis of this work and are consistent with where each species grows.
  • Respostas na germinação e no crescimento inicial de rabanete sob ação de extrato aquoso de Piper mikanianum (Kunth) Steudel Artigos

    Borella, Junior; Martinazzo, Emanuela Garbin; Aumonde, Tiago Zanatta; Amarante, Luciano do; Moraes, Dario Munt de; Villela, Francisco Amaral

    Resumo em Português:

    Este trabalho objetivou avaliar os efeitos alelopáticos de folhas de pariparoba sobre a germinação e o crescimento inicial do rabanete (Raphanus sativus L.). Foram utilizados extratos de folhas maduras frescas nas concentrações 2, 4 e 8% (p/v), cujo pH e potencial osmótico foram aferidos. No bioensaio de germinação foram empregadas cinco repetições de 25 sementes distribuídas em placas de petri forradas com papel Germitest, umedecido com 7 mL de extrato ou água e mantidos a 25ºC em B.O.D. por cinco dias. A porcentagem de germinação (PG), velocidade de germinação (VG), índice de velocidade de germinação (IVG) e índice de efeito alelopático (RI) foram determinados. No bioensaio de crescimento inicial, sementes germinadas até atingirem 2 mm de protusão radicular foram transferidas para caixas Gerbox contendo papel Germitest e 15 mL de extrato ou água, permanecendo sete dias a 25ºC em B.O.D. para a avaliação do comprimento da radícula e do hipocótilo, da massa fresca e seca, do conteúdo de água e do teor de clorofila (a, b e total). Todos os parâmetros de germinação (PG, VG, IVG e RI) foram afetados negativamente pelos extratos de P. mikanianum. O crescimento inicial foi influenciado pelos extratos, resultando em redução do comprimento da radícula e aumento do hipocótilo. Além disso, os extratos causaram redução da biomassa fresca e do conteúdo de água a 8% e incrementos dos teores de clorofila b e total a 2 e 4%. Assim, a espécie Piper mikanianum exerce efeito alelopático sobre o rabanete.

    Resumo em Inglês:

    This study evaluated the allelopathic effects of an extract from P. mikanianum leaves on the germination and early growth of radish (Raphanus sativus L.). Leaf extracts were prepared at concentrations of 2, 4 and 8%. The pH and osmotic potential of the extracts were determined. Germination bioassay consisted of five replicates of 25 radish seeds distributed in Petri dishes with germitest paper and 7 mL of extract or water, and were kept at 25ºC in B.O.D. for five days. Germination percentage (PG), germination speed (VG), germination speed index (IVG) and index of allelopathic effect (RI) were determined. For bioassay initial growth, seeds were germinated until the protrusion of the radicle was 2 mm and transferred to Gerbox boxes containing germitest paper and 15 mL of extract or water, which were kept for seven days at 25ºC in B.O.D. to evaluate the length of the radicle and hypocotyl, fresh and dry mass, water content and chlorophyll content (a, b and total). Leaf extracts from P. mikanianum negatively affected all parameters examined for germination (PG, VG, IVG and RI). The extracts affected the initial growth, causing reduction of the radicle length and stimulating the growth of the hypocotyl. In addition, the extracts at 8% concentration reduced fresh weight and water content. Extracts at concentrations of 2 and 4% increased the content of chlorophyll b and total chlorophyll. Thus, Piper mikanianum exerted an allelopathic effect on radish.
  • Pteridófitas de Santa Catarina: um olhar sobre os dados do Inventário Florístico Florestal de Santa Catarina, Brasil Artigos

    Gasper, André Luís de; Salino, Alexandre; Vibrans, Alexander C.; Sevegnani, Lucia; Verdi, Marcio; Korte, Alexandre; Santos, Anita Stival dos; Dreveck, Susana; Cadorin, Tiago João; Schmitt, Juliane Luzia; Caglioni, Eder

    Resumo em Português:

    Uma das unidades federativas com melhor conhecimento de sua flora, Santa Catarina é o primeiro estado a concluir o Inventário Florístico Florestal na atualidade. Coberto por Floresta Ombrófila Densa, Floresta Ombrófila Mista, Floresta Estacional Decidual e formações associadas, possui grande riqueza de espécies. Este trabalho visa apresentar as espécies de pteridófitas coletadas nas 563 unidades amostrais visitadas. Ao todo 324 espécies foram registradas, das quais 300 são samambaias e 24, licófitas. Estas pertencem a 29 famílias e 94 gêneros, sendo as famílias com maior riqueza específica Polypodiaceae (48 espécies), Pteridaceae (42) e Dryopteridaceae (38). Os gêneros com maior diversidade de espécies foram Asplenium e Thelypteris, com 27 espécies, seguido por Blechnum com 15. Destacam-se ainda 75 espécies consideradas endêmicas para o bioma. 18 registros novos para a flora de Santa Catarina foram feitos. A distribuição por região fitoecológica é a que segue: 288 espécies para a Floresta Ombrófila Densa (128 exclusivas desta região fitoecológica), 177 para a Floresta Ombrófila Mista (30 exclusivas) e 57 para a Floresta Estacional Decidual (três exclusivas). Foram registradas ainda 17 espécies para a restinga. Destaca-se a importância do registro de Asplenium lacinulatum, espécie coletada em área de intensa exploração imobiliária e novo registro para Santa Catarina e Alansmia senilis primeiro registro para o Sul do Brasil.

    Resumo em Inglês:

    Santa Catarina is the first Brazilian state to complete its Forest and Floristic Inventory, and is considered one of the states with a well-known flora. This region is covered by evergreen tropical rain forest, Araucaria forest, seasonal deciduous forest and associated ecosystems, and shows high species richness. This paper presents a list of ferns collected in 563 sampling units. Altogether, 324 species were recorded (300 ferns and 24 lycophytes), which belong to 29 families and 94 genera. The most diverse families are Polypodiaceae (49 species), Pteridaceae (42), and Dryopteridaceae (38). Asplenium and Thelypteris are the most diverse genera, with 27 species each, followed by Blechnum (15). Of importance, too, are the 75 species considered endemic to the biome. Eighteen new records for the flora of Santa Catarina were made. The distribution of species according to the vegetation type is the following: 288 species occur in evergreen tropical rainforest (of which 128 are exclusive to this vegetation type); 177 species in Araucaria forest (30 exclusively) and 57 species in seasonal deciduous forest (3 exclusively). In addition, 17 species were recorded for restinga. A collection of Asplenium lacinulatum, from an area of intense development, is first record for Santa Catarina, and another of Alansmia senilis is the first record for the South Region of Brazil.
  • Estratégias fenológicas de Senna cana (Nees & Mart.) H.S. Irwin & Barneby (Fabaceae: Caesalpinioideae) como mecanismo eficiente para atração de polinizadores Artigos

    Souza, Isys Mascarenhas; Coutinho, Karoline; Funch, Ligia Silveira

    Resumo em Português:

    Este trabalho verificou a importância das estratégias fenológicas de Senna cana na atração de visitantes e polinizadores na mata ciliar do rio Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia. As observações fenológicas foliares (queda foliar e brotamento) e reprodutivas (botão, flor, fruto imaturo e fruto maduro) foram mensais (18 meses) em 10 indivíduos marcados. Para a biologia floral observou-se: antese, duração das flores, receptividade estigmática, viabilidade polínica, presença de osmóforos e pigmentos que refletem raios ultravioleta. Foram realizados testes de autopolinização manual, espontânea e polinização cruzada. Os visitantes e polinizadores foram determinados observando-se: horário, duração, freqüência das visitas e comportamento de forrageio. Senna cana é uma espécie perenifólia episódica, com eventos reprodutivos sazonais e altamente sincrônicos (floração intermediária no período chuvoso e frutificação longa no período seco). Tais características na floração, somadas à síndrome de melitofilia, configuram importantes estratégias para atração de visitantes florais, dentre os quais Xylocopa frontalis e X. grisescens foram classificadas enquanto potenciais polinizadores. A autoincompatibilidade e o máximo de frutos produzidos após polinização cruzada são mecanismos reprodutivos favorecidos pelas estratégias fenológicas e síndrome de polinização apresentadas pela espécie.

    Resumo em Inglês:

    The present work evaluated the importance of the phenological strategies of Senna cana in attracting floral visitors and pollinators in an riparian forest along the Lençóis River, in Chapada Diamantina, Bahia, Brazil. Vegetative and reproductive phenological observations (leaf fall, leaf flushing, flowering, and fruiting) were made on a monthly basis among a group of 10 individuals. The floral biology patterns observed included: anthesis, duration of the flowers, stigma receptivity, pollen viability, and the presence of osmophores and pigments that reflect UV light. Reproductive mechanisms were examined by testing manual and natural self-pollination as well as cross-pollination. Visitors and pollinators were identified, and the time, duration, and frequency of their visitation, as well as their behavior, were noted. Senna cana is an episodic evergreen species showing seasonal and highly synchronous reproductive events (intermediate flowering after a rainy period, and long fruiting during the dry period). These flowering characteristics, in addition to the syndrome of melittophily, are important strategies for attracting floral visitors (including Xylocopa frontalis and X. grisescens, which are potential pollinators). The self-incompatibility and maximization of fruit production through cross-pollination represent reproductive mechanisms favored by the phenological strategies and the pollination syndrome demonstrated by this species.
  • Morfologia polínica de espécies de Rubiaceae ocorrentes em uma área de caatinga no estado da Bahia, Brasil Articles

    Silveira Júnior, Cristiano Eduardo Amaral; Saba, Marileide Dias; Jardim, Jomar Gomes

    Resumo em Português:

    Rubiaceae foi representada na flora de Brejinho das Ametistas por dezesseis espécies, as quais foram tratadas palinologicamente no presente estudo: Coccocypselum hirsutum Bartl. ex DC., Cordiera rigida Kuntze, Coutarea hexandra K.Schum., Declieuxia fruticosa Kuntze, Diodella apiculata (Willd. ex Roem. & Schult.) Delprete, D. radula (Willd. ex Roem. & Schult.) Delprete, D. teres Small., Emmeorhiza umbellata K.Schum., Leptoscela ruellioides Hook. f., Mitracarpus baturitensis Sucre., Mitracarpus villosus Cham. & Schltdl., Palicourea rigida Kunth, Psyllocarpus asparagoides Mart., Richardia grandiflora Steud., Staelia aurea K. Schum., Staelia galioides DC. Para análise sob microscopia de luz e eletrônica de varredura, os grãos de pólen foram acetolisados, mensurados, descritos, foto e eletromicrografados. Os grãos de pólen variaram de pequenos a grandes; suboblatos a subprolatos. Inaperturados em P. rigida, colpados, e colporados na maioria das espécies, com número de aberturas variável de três a várias. Exina predominantemente microrreticulada entre as espécies, sendo reticulada (C. hirsutum, C. rigida, P. rigida), birreticulada (D. fruticosa), microequinada-perfurada (C. hexandra), equinado-granulada (R. grandiflora), equinado-granulado-perfurada (D. apiculata e D. teres), e psilada (P. asparagoides). Os resultados mostraram que as espécies são palinologicamente distintas.

    Resumo em Inglês:

    The palynology of the following 16 species of Rubiaceae, from Brejinho das Amestistas, was investigated: Coccocypselum hirsutum Bartl. ex DC., Cordiera rigida Kuntze, Coutarea hexandra K.Schum., Declieuxia fruticosa Kuntze, Diodella apiculata (Willd. ex Roem. & Schult.) Delprete, D. radula (Willd. ex Roem. & Schult.) Delprete, D. teres Small., Emmeorhiza umbellata K.Schum., Leptoscela ruellioides Hook. f., Mitracarpus baturitensis Sucre., Mitracarpus villosus Cham. & Schltdl., Palicourea rigida Kunth, Psyllocarpus asparagoides Mart., Richardia grandiflora Steud., Staelia aurea K. Schum., and Staelia galioides DC. The pollen grains were acetolysed to and their morphological characters were analyzed using light and scanning electron microscopy. They varied in size from small to large; were suboblate to subprolate; inaperturate (P. rigida), colpate and colporate in the remaining species, with an aperture number that varied from three to several. The exines were microreticulate in most species, reticulate (C. hirsutum, C. rigida and P. rigida), bireticulate (D. fruticosa), microechinate-perforated (C. hexandra), echinate-granulate (R. grandiflora), echinate-granulate-perforate (D. apiculata and D. teres), and psilate (P. asparagoides). Based on the results, palynological data can be used to distinguish these species.
  • Aspleniaceae (Polypodiopsida) do Corredor de Biodiversidade do Norte do Pará, Brasil: um fragmento do Centro de Endemismo Guiana Artigos

    Góes-Neto, Luiz Armando de Araújo; Pietrobom, Marcio Roberto

    Resumo em Português:

    Este artigo é parte de uma série onde serão tratadas as espécies de licófitas e samambaias do Corredor de Biodiversidade do Norte do Pará, e faz parte do projeto "Diagnóstico da Biodiversidade das Unidades de Conservação Estaduais do Mosaico Calha Norte, Estado do Pará". Neste manuscrito é tratada a família Aspleniaceae, sendo apresentados chave de identificação, ilustrações, distribuição geográfica, breves descrições e comentários taxonômicos. Aspleniaceae está representada por oito espécies (Asplenium angustum Sw., A. auritum Sw., A. cruegeri Hieron., A. delitescens (Maxon) L.D. Gómez, A. juglandifolium Lam., A. salicifolium L., A. serratum L. e A. stuebelianum Hieron.). A maioria apresentou-se como epífita sobre tronco em decomposição, no interior da mata. O número de espécies registradas corresponde a 35% das espécies referidas para a Amazônia brasileira e a 40% das espécies referidas para o estado do Pará.

    Resumo em Inglês:

    This paper is part of a series that will treat the lycophyte and fern species of the Northern Pará Biodiversity Corridor, and is part of the project "Diagnóstico da Biodiversidade das Unidades de Conservação Estaduais do Mosaico Calha Norte, Estado do Pará". Aspleniaceae are treated in this article, and an identification key, illustrations, geographic distributions, brief descriptions, and taxonomic comments are provided. There are eight species of Aspleniaceae in this region (Asplenium angustum Sw., A. auritum Sw., A. cruegeri Hieron., A. delitescens (Maxon) L.D. Gómez, A. juglandifolium Lam., A. salicifolium L., A. serratum L. and A. stuebelianum Hieron.). The majority of the species are epiphytes that grow on decaying trunks inside the forest. For this family, the registered species correspond to 35% of the species in the Brazilian Amazon, and 40% of species in Pará State.
  • Variação na estrutura diamétrica, composição florística e características sucessionais de fragmentos florestais da bacia do rio Guapiaçu (Guapimirim/Cachoeiras de Macacu, RJ, Brasil) Artigos

    Finotti, Ricardo; Kurtz, Bruno Coutinho; Cerqueira, Rui; Garay, Irene

    Resumo em Português:

    O presente trabalho compara a composição e estrutura de assembléias vegetais de fragmentos florestais, com diferentes características em relação ao tipo de propriedades rurais do entorno, tamanho e histórico de uso, com uma área localizada dentro de uma unidade de conservação (área controle), na bacia do rio Guapiaçu. Em cada fragmento foram delimitadas duas parcelas de 50 x 100m, na mesma orientação sudoeste, no interior das quais foram medidos os DAP (Diâmetro Acima do Peito) e altura de todos indivíduos com DAP ≥ 5 cm e identificados até o menor nível taxonômico possível. A densidade, área basal total, riqueza e diversidade foram calculados. As assembléias foram comparadas quanto aos seus valores diâmétricos e proporção de indivíduos em classes de diâmetro. Os parâmetros fitossociológicos foram calculados e as vinte espécies de maior cobertura foram selecionadas com vistas à comparação da composição específica e de suas caracteríticas sucessionais. Todas as assembleías estudadas apresentam alta riqueza e diversidade de espécies, sendo igualmente constatadas, em relação à área controle, diferenças significativas em pelo menos uma das caracteríticas analisadas. Todas apresentam uma menor proporção de indivíduos nas classes diâmetricas maiores e de espécies secundárias tardias que na área controle. No entanto, para algumas delas correspondem valores totais de diâmetro igual ou maiores que os da área controle por conta da maior proporção de indivíduos em classes diâmetricas intermediárias que parece contribuir mais para o aumento desses valores. De forma geral, há maior abundância de espécies pioneiras e secundárias iniciais nos fragmentos florestais, porém a proporção destas categorias sucessionais varia entre eles evidenciando diferenças dos estágios sucessionais em que se encontram. Estas diferenças poderiam estar relacionadas a certa variabilidade dos distúrbios identificados no entorno. Os resultados obtidos aqui sugerem que fragmentos de mata rodeados por pequenas propriedades encontram-se em estágios sucessionais mais inicias e sujeitos a distúrbios mais severos.

    Resumo em Inglês:

    This paper presents an analysis of the composition and structure of plant assemblages of forest fragments with different characteristics (in relation to the type of rural properties in the surrounding area, size and disturbance history) and an area located within a Conservation Unit (control area) in the Guapiaçu river basin. In each fragment, two plots of 50 x 100m were delimited to the South and West, the height and DBH of all trees with DBH ≥ 5 cm were measured, and the individuals were identified to the lowest possible taxonomic level. The density, basal area and diversity were calculated and the DAP values and proportion of individuals in the diameter classes were compared between the assemblages. The phytosociological parameters were also calculated and twenty species of higher coverage indices were selected to compare the species composition and their successional characteristics. All assemblages studied had high species richness and species diversity. However, when compared to the control, all of them had significant differences in at least one of analyzed characteristics. All had a lower proportion of individuals in the largest diameter class and late secondary species. However, these differences did not corresponded to differences in the comparisons of individual DAP values. Some assemblages had DAP values equal to or higher than the control area. In fact, within some fragments, the higher proportion of individuals in the intermediate diameter classes contributes more to the total basal area value. In general, there was a greater abundance of pioneer and early secondary species in the forest fragments, but the proportion of these successional groups varied between them, showing the subtle differences in the successional stages that these fragments are in. These differences could be related to some variability of the environmental disturbances identified. Based on the results, it was found that the forest fragments surrounded by small farms are in initial successional stages and have been subjected to severer disturbances.
  • Boodlea composita (Harv.) F.Brand (Chlorophyta) no litoral nordeste do Brasil Artigos

    Alves, Aigara Miranda; Gestinari, Lísia Mônica de Souza; Andrade, Neilton Argolo de; Almeida, Wellington Romualdo de; Moura, Carlos Wallace do Nascimento

    Resumo em Português:

    Este estudo relata a primeira ocorrência de Boodlea composita (Harv.) F.Brand (Chlorophyta) para o litoral nordeste do Brasil e o segundo registro para o litoral brasileiro. O material foi coletado ao longo do litoral da Bahia (08º20'07"-18º20'07''S e 30º20'37"-46º36'59"W). A distribuição de B. composita foi ampliada no litoral do Brasil, uma vez que esta era conhecida apenas para a região sudeste, especificamente para Cabo Frio, Rio de Janeiro. No Atlântico Americano, B. composita apresenta limite norte de distribuição nas Bermudas e limite sul, no Rio de Janeiro.

    Resumo em Inglês:

    This study reports the first occurrence of Boodlea composita (Harv.) F.Brand (Chlorophyta) to the northeastern coast of Brazil and the second record for the Brazilian coast. The material was collected along the coast of Bahia (08º20'07"-18º20'07''S and 30º20'37"-46º36'59"W). The distribution of B. composita was expanded along the coast of Brazil, since this was known only to the Southeast, specifically to Cabo Frio, Rio de Janeiro. In American Atlantic, B. composita presents northern limit of distribution in Bermuda and southern limit at Rio de Janeiro.
  • Dispersão de sementes de Melocactus glaucescens e M. paucispinus (Cactaceae), no Município de Morro do Chapéu, Chapada Diamantina - BA Artigos

    Fonseca, Rosineide Braz Santos; Funch, Ligia Silveira; Borba, Eduardo Leite

    Resumo em Português:

    Objetivou-se identificar os dispersores de duas espécies de Melocactus, verificar o padrão de liberação dos frutos, correlacionando-o com a remoção por frugívoros e variação térmica do cefálio, bem como caracterizar a distribuição espacial. Para tanto, foram realizadas observações focais, testes de germinação, registros da emergência, extrusão e remoção de frutos, da temperatura do cefálio, de interações formigas-diásporos e distribuição espacial. Lagartos (2 espécies) e formigas (3 espécies) foram os dispersores das espécies estudadas. A dormência das sementes não foi quebrada pela passagem pelo trato digestivo dos lagartos. As maiores taxas de remoção dos frutos pelos lagartos ocorreram nas horas centrais do dia, coincidindo ou sendo posterior aos picos de extrusão. As taxas de emergência e extrusão foram mais intensas pela manhã, o que aumentou as chances de remoção dos frutos no dia da liberação, evitando dissecação e predação. Não houve correlação entre a liberação dos frutos e a variação térmica do cefálio. O desenvolvimento do fruto gera tensão nas fibras do cefálio que promove sua emergência ou expulsão. A expulsão de frutos emergidos pode ser auxiliada pela dilatação das fibras em resposta ao aquecimento, tensão da união das fibras na base e saída de outros frutos. A distribuição espacial dos indivíduos parece ser influenciada pelo comportamento dos dispersores.

    Resumo em Inglês:

    Objectives: identify the dispersers of two species of Melocactus; verify their patterns of fruit offering and correlate this with removal by frugivores and with temperature variations of the cephalium; and analyze the relationship between the spatial distribution of the Melocactus species and the behavior of their dispersers. Focal observations were made of fruit emergence, extrusion and removal, cephalium temperature, ant-diaspore interactions, and plant spatial distribution. Germination tests were also made. Two lizard and three ant species were dispersers of the two species of Melocactus. Seed dormancy was not broken in the digestive tracts of the lizards. The greatest rates of fruit removal by the lizards occurred during the mid hours of the day, coinciding with or following the extrusion peak. Fruit emergence and extrusion rates were highest in the morning, increasing their chances of being taken on the same day, thus avoiding desiccation and predation. No correlation was observed between fruit liberation and thermal variations of the cephalium. Fruit development generates tension within the fiber mass of the cephalium that provokes fruit emergence/expulsion. The expulsion of the fruits may also be aided by the dilation of the cephalium fibers as they warm, tension generated at the cephalium base where the fibers unite, and by the expulsion of other fruits. The spatial distribution of these cacti is influenced by disperser behavior.
  • Macroalgas bentônicas associadas a bancos de Hypnea musciformis (Wulfen) J.V. Lamour. (Rhodophyta - Gigartinales) em duas praias do litoral baiano Artigos

    Costa, Iara Oliveira; Caires, Taiara Aguiar; Pereira Filho, Guilherme Henrique; Nunes, José Marcos de Castro

    Resumo em Português:

    Este trabalho caracteriza a estrutura e dinâmica das comunidades de macroalgas bentônicas associadas a populações de H. musciformis ocorrentes em formações recifais nas praias de Stella Maris (Salvador) e Itacimirim (Camaçari). As coletas ocorreram entre agosto de 2007 e junho de 2008. As formações recifais foram divididas em compartimentos com base no hidrodinamismo. Utilizou-se três transectos em cada compartimento, onde foram dispostos cinco quadrados de 20 x 20 cm. Foram obtidos dados de riqueza, biomassa, percentual de importância (Pi%), diversidade (H') e equitabilidade (J'). Na área estudada ocorreram 60 espécies: 30 Rhodophyta, 20 Chlorophyta e 10 Ochrophyta; biomassa média de 136 g.m-² (peso seco); e índices médios de H' e J' de 2,7 e 0,97, respectivamente. Houve predominância das rodofíceas, tanto em riqueza específica quanto em valores de biomassa. Foi encontrada maior contribuição do grupo morfo-funcional de algas corticadas. Dentre a flora associada, Gelidiella acerosa, Sargassum cymosum e Palisada perforata apresentaram maiores valores de biomassa. O compartimento recifal mais representativo em riqueza específica e biomassa foi a região frontal do recife. As comunidades das praias estudadas foram consideradas distintas devido à fisionomia das formações recifais.

    Resumo em Inglês:

    This study characterized the structure and dynamics of macroalgae communities associated with benthic populations of H. musciformis occurring in reef formations on the beaches of Stella Maris (Salvador) and Itacimirim (Camaçari), Bahia. The samples were collected between August 2007 and June 2008. The reef formations were divided into compartments based on hydrodynamics. Three transects where made for each compartment, and each of these had five quadrants of 20 x 20cm. Data about the richness, biomass, percentage of importance (Pi%), diversity (H') and evenness (J') was collected. The study recorded 60 species, 30 Rhodophyta, 20 Chlorophyta and 10 Ochrophyta, which had an average biomass of 136 g.m-² (dry weight) and average rates of H' and J' of 2.7 and 0.97, respectively. There was a predominance of red algae, both in values of richness and in biomass. The contribution of the morpho-functional group of the cortical algae was greater. Among the flora recorded, Gelidiella acerosa, Sargassum cymosum and Palisada perforata had higher biomasses. The reef compartment with the highest species richness and biomass was the frontal region. The communities of the beaches studied were considered distinct because of the physiognomy of the reef formations.
  • Efeitos de altas temperaturas na germinação de sementes de capim-dourado (Syngonanthus nitens (Bong.) Ruhland, Eriocaulaceae): implicações para o manejo Artigos

    Fichino, Betânia; Fidelis, Alessandra; Schmidt, Isabel; Pivello, Vânia

    Resumo em Português:

    Este estudo teve por objetivo investigar potenciais efeitos do fogo na germinação de sementes de capim-dourado (Syngonanthus nitens) (Bong.) Ruhland (Eriocaulaceae). Sementes coletadas na região do Jalapão, Tocantins, foram submetidas a choques de temperaturas de 60º, 100 ºC, 150 ºC e 200 ºC durante 1, 3 e 5 minutos. Foram feitas 5 réplicas, com 20 sementes para cada tratamento, e controle. As sementes foram dispostas em placas de Petri e em câmaras de germinação a 28 ºC, fotoperíodo 12h/12h, por 40 dias. As taxas de germinação das sementes foram analisadas por meio de ANOVA com teste de aleatorização. A maioria dos tratamentos resultou em altas taxas de germinação (>85%), exceto 200ºC/3' (50%) e 200ºC/5', que apresentou uma queda significativa (4,5%, P<0,05). Os resultados obtidos indicam que as sementes de S. nitens não são estimuladas nem mortas por altas temperaturas, exceto quando combinados temperatura e tempos de exposição extremos (200ºC/5'). A passagem do fogo é muito rápida durante queimadas nos campos úmidos, onde S. nitens ocorre e as temperaturas frequentemente não atingem os 150 ºC. Nessas condições, estes resultados indicam que as sementes de S. nitens potencialmente sobrevivem à passagem do fogo na maioria das queimadas. Esta informação é de utilidade imediata para o manejo desta espécie de alto valor comercial.

    Resumo em Inglês:

    This study aimed to assess the effects of fire on germination of golden-grass (Syngonanthus nitens (Bong.) Ruhland, Eriocaulaceae) seeds. Seeds collected in Jalapão (Tocantins, Brazil) were exposed to heat shock treatments at 60 ºC, 100 ºC, 150 ºC and 200 ºC, for 1', 3', and 5'. For each treatment and control five replications were used (20 seeds each). Seeds were put on Petri dishes and placed inside germination chambers set at 28 ºC, 12h/12h, for 40 days. Germination rates were analyzed by two-factorial ANOVA, using randomization tests. Most treatments showed high germination rates (>85%), except for 200ºC/3' (50%), and 200ºC/5, which showed germination rates that were significantly lower (4.5%, P<0.05). The results indicated that S. nitens seeds were not stimulated or killed by high temperatures, except when an extreme temperature and time of exposure were combined (200ºC/5'). When wet grasslands burn, where S. nitens grows, the fire passes very quickly over the area and the temperature during the fire may not exceed 150ºC. Under these conditions, our results suggest that S. nitens seeds can potentially survive most fires. These findings are essential for making management recommendations for this species, which has high commercial value.
  • Sobre a identidade taxonômica e o status de conservação de Campomanesia ilhoensis Mattos e C. viatoris Landrum (Myrtaceae) Scientifics Notes

    Oliveira, Marla Ibrahim Uehbe de; Funch, Ligia Silveira; Landrum, Leslie Roger

    Resumo em Português:

    Com base no estudo taxonômico de Campomanesia Ruiz & Pavón para o estado da Bahia, Brasil, concluiu-se que C. ilhoensis Mattos e C. viatoris Landrum pertencem à mesma entidade taxonômica. Ambos os nomes são legítimos e validamente publicados; entretanto, C. ilhoensis tem prioridade sobre C. viatoris, nome em uso desde 1984. Sendo assim, a distribuição da espécie mais inclusiva se estende desde a Bahia até o Ceará. Além disso, um novo status de conservação é proposto em razão de um melhor conhecimento sobre a distribuição da mesma.

    Resumo em Inglês:

    (On the taxonomic identity and conservation status of Campomanesia ilhoensis Mattos and C. viatoris Landrum (Myrtaceae)). Based on a taxonomic study of Campomanesia Ruiz & Pavón in the state of Bahia, Brazil, we observed that C. ilhoensis Mattos and C. viatoris Landrum belong to the same taxonomic entity. Both names are legitimate and validly published; however, C. ilhoensis has priority over C. viatoris, which has been in use since 1984. In addition, the distribution of the more inclusive species is now known to extend from Bahia to Ceará. A new conservation status for this species is suggested because of a better knowledge of its distribution.
Sociedade Botânica do Brasil SCLN 307 - Bloco B - Sala 218 - Ed. Constrol Center Asa Norte CEP: 70746-520 Brasília/DF - Alta Floresta - MT - Brazil
E-mail: acta@botanica.org.br