PPH E COLA BIOLÓGICA EM PACIENTES COM ALTO RISCO DE SANGRAMENTO EM HEMORROIDOPEXIA POR GRAMPEAMENTO

Eduardo Henrique PIROLLA Fernanda Junqueira Cesar PIROLLA Felipe Piccarone Gonçalves RIBEIRO Sobre os autores

RESUMO

Racional:

Procedimento para o prolapso hemorroidário é uma forma de tratamento comum para hemorróidas de grau 3. Pacientes que apresentem condições que aumentam o risco de sangramento, como o uso de stents cardíacos associado ao uso de clopidogrel e cirrose hepática, devem receber cuidado redobrado em procedimentos cirúrgicos, devido ao alto risco de sangramento. Por esta razão é aqui proposto o procedimento para prolapso hemorroidário seguido da aplicação de cola biológica em pacientes com hemorróida de grau 3.

Objetivo:

Avaliar os desfechos cirúrgicos em pacientes com hemorróida de grau 3 e alto risco de sangramento submetidos ao procedimento para o prolapso hemorroidário seguido da aplicação de cola biológica.

Métodos:

Entre 2005 e 2015, 22 pacientes foram analisados, em estudo coorte retrospectivo.

Resultados:

Dos 22 pacientes submetidos ao procedimento para o prolapso hemorroidário seguido pelo uso de cola biológica, apenas um (4.5%) apresentou sangramento no pós-operatório. Os pacientes não apresentaram nenhuma outra complicação ou dor no período pós-operatório. O tempo mediano da operação foi de 55 (12) min e a média do tempo de internação hospitalar foi de três (2) dias.

Conclusão:

Os pacientes com alto risco de sangramento submetidos ao procedimento de prolapso hemorroidário seguidos pela aplicação da cola biológica apresentaram baixa taxa de sangramento.

DESCRITORES :
Hemorróidas; Cirrose hepática; Stents; Clopidrogel.

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278 - 6° - Salas 10 e 11, 01318-901 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (11) 3288-8174/3289-0741 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaabcd@gmail.com