PROCEDIMENTO DE HARTMANN OU RESSECÇÃO COM ANASTOMOSE PRIMÁRIA PARA TRATAMENTO DA DIVERTICULITE PERFURADA? REVISÃO SISTEMATIZADA E METANÁLISE

Rogério Perônico BEZERRA Adriano Carneiro da COSTA Fernando SANTA-CRUZ Álvaro A. B. FERRAZ Sobre os autores


Mortalidade após operação de urgência nos ensaios clínicos randomizados

DESCRITORES:
Diverticulite aguda; Cirurgia colorretal; Colectomia; Complicações pós-operatórias


RESUMO

Racional:

O procedimento a Hartmann permanece sendo o tratamento de escolha da maioria dos cirurgiões para o tratamento cirúrgico de urgência da diverticulite perfurada, entretanto está associado com altas taxas de não reversão da ostomia e de morbidade pós-operatória.

Objetivo:

Estudar os resultados após o procedimento de Hartmann vs. ressecção com anastomose primária, com ou sem ileostomia, para o tratamento da diverticulite perfurada com peritonite purulenta ou fecal (grau de Hinchey III ou IV), e comparar as vantagens entre as duas formas de tratamento.

Método:

Busca sistemática na literatura de artigos observacionais e randomizados comparando ressecção com anastomose primária vs. procedimento de Hartmann no tratamento de urgência da diverticulite perfurada. Analisar como desfechos primários a mortalidade após a operação de urgência e a morbidade geral após ela; como desfechos secundários, a morbidade severa após a operação de urgência, as taxas de não reversão da ostomia, a morbidade geral e severa após a reversão.

Resultados:

Não houve diferenças significativas entre os procedimentos cirúrgicos para mortalidade, morbidade geral e morbidade severa. Contudo, as diferenças foram significativas estatisticamente favorecendo anastomose primária na comparação com procedimento de Hartmann nos desfechos taxas de não reversão do estoma, morbidade geral e morbidade severa após reversão.

Conclusão:

A anastomose primária apresenta-se como boa alternativa ao procedimento de Hartmann, sem aumento de mortalidade e morbidade, e com melhores resultados na operação de reconstrução do trânsito intestinal.

DESCRITORES:
Diverticulite aguda; Cirurgia colorretal; Colectomia; Complicações pós-operatórias

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278 - 6° - Salas 10 e 11, 01318-901 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (11) 3288-8174/3289-0741 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaabcd@gmail.com