Ressecções hepáticas totalmente laparoscópicas vs. abertas: estudo comparativo com pareamento por pontuação de propensão

Bruno Silva de ASSIS Fabricio Ferreira COELHO Vagner Birk JEISMANN Jaime Arthur Pirola KRUGER Gilton Marques FONSECA Ivan CECCONELLO Paulo HERMAN Sobre os autores

RESUMO

Racional:

Com a disseminação da cirurgia hepática minimamente invasiva tem-se observado nos últimos anos número crescente de trabalhos que demonstram seus potencias benefícios. No entanto, a maior parte da evidência disponível provém de estudos observacionais retrospectivos sujeitos a vieses, em especial, os de seleção. Além disso, em muitas casuísticas são incluídas no mesmo grupo diversas modalidades de operações minimamente invasivas.

Objetivo:

Comparar os resultados perioperatórios (até 90 dias) de pacientes submetidos a ressecções hepáticas totalmente laparoscópicas com pacientes contemporâneos por cirurgias abertas, pareados por pontuação de propensão (propensity score matching PSM), submetidos a ressecções hepáticas convencionais.

Método:

Foram estudados pacientes adultos consecutivos submetidos à ressecção hepática. Para homogeneização dos grupos foi utilizado pareamento por pontuação de propensão, utilizando a variável idade, gênero, tipo de doença (benigna vs. maligna), tipo de hepatectomia (maior vs. menor) e presença de cirrose. A partir disto, os grupos foram redefinidos com proporção 1:1, pelo método nearest.

Resultado:

Após o pareamento foram incluídos 120 pacientes em cada grupo. Os submetidos à operação totalmente laparoscópica apresentaram menor tempo cirúrgico (286,8±133,4 vs. 352,4±141,5 min, p<0,001), menor tempo de internação em unidade de terapia intensiva (1,9±1,2 vs. 2,5±2,2dias, p=0,031), menor tempo de internação hospitalar (5,8±3,9 vs. 9,9±9,3dias, p<0,001) e redução de 45% nas complicações perioperatórias (19,2 vs. 35%, p=0,008).

Conclusão:

As ressecções hepáticas totalmente laparoscópicas são exequíveis, seguras e associadas à menor tempo operatório, menor tempo de internação em unidade de terapia intensiva e internação hospitalar, além de diminuição nas complicações perioperatórias.

DESCRITORES:
Hepatectomia; Laparoscopia; Neoplasias hepáticas/cirurgia; Estudo comparativo; Pontuação de propensão


DESCRITORES:
Hepatectomia; Laparoscopia; Neoplasias hepáticas/cirurgia; Estudo comparativo; Pontuação de propensão


Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278 - 6° - Salas 10 e 11, 01318-901 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (11) 3288-8174/3289-0741 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaabcd@gmail.com