VALIDAÇÃO DE PROTOCOLO ELETRÔNICO MULTIPROFISSIONAL PARA CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO

Faruk Abrão KALIL-FILHO José Simão de Paula PINTO Emerson P BORSATO Carlos Henrique KURETZKI Bruno Luiz ARIEDE Jorge Eduardo Fouto MATHIAS Antonio Carlos Ligocki CAMPOS Osvaldo MALAFAIA Sobre os autores

Abstract

Background:

The creation of a computerized clinical database with the ability to collect prospective information from patients and with the possibility of rescue and crossing data enables scientific studies of higher quality and credibility in less time.

Aim:

To validate, in a single master protocol, the clinical data referring to Surgery of Digestive System in a multidisciplinary way, incorporating in the SINPE© platform, and to verify the incidence of digestive diseases based on the prospectively performed collections.

Method:

Organize in one software, in a standardized structure, all the pre-existing items in the SINPE© database; the theoretical basis was computerized through the MIGRASINPE© module creating a single multiprofessional master protocol for use as a whole.

Results:

The existing specific protocols were created and/or adapted - they correspond to the most prevalent digestive diseases - unifying them. The possibility of multiprofessional use was created by integrating all data collected from medicine, nursing, physiotherapy, nutrition and health management in a prospective way. The total was 4,281 collections, distributed as follows: extrahepatic biliary tract, n=1,786; esophagus, n=1015; anorectal, n=736; colon, n=550; small intestine, n=86; pancreas, n=71; stomach, n=23; liver, n=14.

Conclusions:

The validation of the unification and structuring in a single master protocol of the clinical data referring to the Surgery of the Digestive System in a multiprofessional and prospective way was possible and the epidemiological study carried out allowed to identify the most prevalent digestive diseases.

HEADINGS:
Medical Informatics Applications; Protocols; Data collection.

RESUMO

Racional:

A criação de um banco de dados clínicos informatizado com a capacidade de coletar informações dos pacientes de forma prospectiva e com possibilidade de resgate e cruzamento viabiliza estudos científicos de maior qualidade e credibilidade em menor tempo.

Objetivos:

Validar em único protocolo mestre os dados clínicos referentes à Cirurgia do Aparelho Digestivo de forma multiprofissional incorporando-o na plataforma SINPE©, e verificar a incidência das doenças digestivas com base nas coletas prospectivamente realizadas.

Método:

Organizar no software em estrutura padronizada todos os itens pré-existentes no banco de dados do SINPE©, informatizar a base teórica através do módulo MIGRASINPE© criando-se um único protocolo mestre multiprofissional para uso como um todo.

Resultados:

Foram criados e/ou adaptados os protocolos específicos existentes que correspondem às doenças digestivas mais prevalentes unificando-os. Criou-se a possibilidade de uso multiprofissional integrando todos os dados coletados da medicina, enfermagem, fisioterapia, nutrição e gestão em saúde de maneira prospectiva. O total foi de 4.281 coletas assim distribuídas: vias biliares extra-hepáticas, n=1.786; esôfago, n=1015; anorretais, n=736; cólon, n=550; intestino delgado, n=86; pâncreas, n=71; estômago, n=23; fígado, n=14.

Conclusões:

A validação da unificação e estruturação em único protocolo mestre dos dados clínicos referentes à Cirurgia do Aparelho Digestivo de forma multiprofissional e prospectiva foi possível e o estudo epidemiológico realizado permitiu identificar as doenças mais prevalentes nesse aparelho.

DESCRITORES:
Aplicações da Informática Médica; Protocolo; Coleta de dados

INTRODUÇÃO

A produção de estudos clínicos ou experimentais é a base do desenvolvimento de qualquer área do conhecimento médico. Dessa forma, a evolução da Medicina está diretamente ligada à produção de literatura de qualidade. A integração entre a Informática e a Medicina tem sido determinante na literatura médica. O uso dos recursos da informática, especialmente no que tange à captura, armazenamento e busca de dados clínicos, tem sido de grande importância na produção de estudos clínicos relevantes e confiáveis11 Doebbeling BN, Chou AF, Tierney WM. Priorities and strategies for the implementation of integrated informatics and communications technology to improve evidence-based practice. J Gen Intern Med. 2006 Feb;21 Suppl 2(Suppl 2):S50-7. doi: 10.1111/j.1525-1497.2006.00363.x. PMID: 16637961; PMCID: PMC2557136.
https://doi.org/10.1111/j.1525-1497.2006...
,44 Haux R, Ammenwerth E, Herzog W, Knaup P. Health care in the information society. A prognosis for the year 2013. Int J Med Inform. 2002 Nov 20;66(1-3):3-21. doi: 10.1016/s1386-5056(02)00030-8. PMID: 12453552.
https://doi.org/10.1016/s1386-5056(02)00...
,66 Kalil-Filho FA, Campos ACL, Tambara EM, Tomé BKA, Treml CJ, Kuretzki CH, Furlan FLS, Albuquerque JP, Malafaia O. Physiotherapeutic approaches and the effects on inspiratory muscle force in patients with chronic obstructive pulmonary disease in the pre-operative preparation for abdominal surgical procedures. Arq Bras Cir Dig. 2019 Aug 26;32(2):e1439. doi: 10.1590/0102-672020190001e1439. PMID: 31460599; PMCID: PMC6713053.
https://doi.org/10.1590/0102-67202019000...
,88 Mottin CC, Stahlke Junir HJ, Malafaia O. Multidisciplinary electronic protocol for collection of clinical and surgical data on chronic venous insufficiency. J. vasc. bras. [Internet]. 2020 [cited 2021 May 06] ; 19: e20190127. https://doi.org/10.1590/1677-5449.190127
https://doi.org/10.1590/1677-5449.190127...
.

A criação de uma base eletrônica de dados clínicos e cirúrgicos, em centros de pesquisa, a partir da utilização de protocolos eletrônicos, permite grande capacidade de armazenamento e processamento de informações. Também facilita o acesso e recuperação dos dados, permitindo a realização de trabalhos científicos prospectivos, de alta qualidade, em menor tempo1111 Siegel GM, Young MA. Group designs in clinical research. J Speech Hear Disord. 1987 Aug;52(3):194-9. doi: 10.1044/jshd.5203.194. PMID: 3455441.
https://doi.org/10.1044/jshd.5203.194...
.

Existem vários trabalhos sendo realizados em diversas instituições para o uso de sistemas de protocolos em saúde1212 Tang PC, Young CY. ActiveGuidelines: integrating Web-based guidelines with computer-based patient records. Proc AMIA Symp. 2000:843-7. PMID: 11080003; PMCID: PMC2243807... Geralmente mostram resultados evidenciando que o uso de protocolos na prática médica auxilia o profissional de saúde durante o processo assistencial minimizando erros, padronizando os serviços prestados e aumentando a qualidade55 Hogan WR, Wagner MM. Accuracy of data in computer-based patient records. J Am Med Inform Assoc. 1997 Sep-Oct;4(5):342-55. doi: 10.1136/jamia.1997.0040342. PMID: 9292840; PMCID: PMC61252.
https://doi.org/10.1136/jamia.1997.00403...
.

Protocolo é modelo cognitivo que representa faceta do conhecimento médico aplicado a um determinado fim de coleta de dados77 Koop A, Mösges R. The use of handheld computers in clinical trials. Control Clin Trials. 2002 Oct;23(5):469-80. doi: 10.1016/s0197-2456(02)00224-6. PMID: 12392861.
https://doi.org/10.1016/s0197-2456(02)00...
. É utilizado para padronizar e uniformizar a coleta de dados em uma instituição de saúde. Daí a frequente utilização de formulários de coleta de dados. Dessa maneira, o desenvolvimento de protocolos eletrônicos clínicos capazes de realizar armazenamento estruturado prospectivo é ferramenta muito útil na produção de literatura médica de qualidade.

A criação de um banco de dados clínicos informatizado com a capacidade de coletar informações clínicas de forma prospectiva e com possibilidade de resgate e cruzamento dos dados, viabiliza pesquisa clínica de alto nível de confiabilidade. A unificação destes dados clínicos em um único protocolo mestre forneceria padronização para futuros protocolos multiprofissionais, interação nas diversas áreas da saúde, melhor busca de informação com melhor análise dos dados e possibilidade de cruzamento dos dados de maneira multiprofissional.

Para isso foi utilizado o SINPE© (Sistema Integrado de Protocolos Eletrônicos) programa de computador criado pelo Prof. Dr. Osvaldo Malafaia - que possui sua propriedade intelectual - registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial - INPI do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil como Registro de Programa de Computador no. RS 06056-1 em 17 de fevereiro de 2009.

O SINPE© é composto de quatro módulos, representados Figura 1.

FIGURA 1
Módulos que compõem o sistema SINPE© de protocolos eletrônicos

O SINPE© permite também que os dados sejam coletados em ambiente multicêntrico, armazenando-os em um banco de dados central. Desta forma, possibilita a realização de pesquisas prospectivas multicêntricas online.

Dessa maneira, os objetivos deste trabalho foram validar em único protocolo mestre os dados clínicos referentes à Cirurgia do Aparelho Digestivo de forma multiprofissional incorporando-o na plataforma SINPE©, e verificar a incidência das doenças digestivas com base nas coletas prospectivamente realizadas.

MÉTODO

Este é estudo descritivo e com metodologia dividida em quatro fases: 1) unificação e estruturação do protocolo mestre de dados clínicos referentes à Cirurgia do Aparelho Digestivo de forma multiprofissional; 2) informatizar a base teórica de dados através do SINPE©); 3) implantar a base no “protocolo mestre” e confecção/adaptação de protocolos específicos; 4) analisar a incidência das doenças do aparelho digestivo em um hospital universitário de referência terciária.

Unificação e estruturação do protocolo mestre de dados clínicos referentes à Cirurgia do Aparelho Digestivo de forma multiprofissional

Para a realização do novo conceito de estrutura padrão no programa, foi necessário reorganizar de maneira didática todos os itens existentes no banco de dados do SINPE©. Este banco apresentava um total de 49.996 itens, todos relacionados aos protocolos criados para a cirurgia digestiva. Os protocolos existentes pertenciam a um único banco de dados, porém cada segmento do aparelho digestivo encontrava-se separado, cada qual por um protocolo mestre. Oito protocolos informatizados existentes no SINPE© foram utilizados para esta estruturação, a saber: doenças do esôfago, estômago, intestino delgado, cólon, reto e ânus, fígado, vias biliares extra-hepáticas e pâncreas. Cada protocolo mestre já apresentava seus respectivos protocolos específicos representando as doenças do segmento anatômico em questão, perfazendo total de 136 protocolos.

Para iniciar a reorganização das informações e criação do protocolo multiprofissional foi realizada estruturação delas em formato Word©. A nova estrutura baseou-se em formato didático, iniciando-se na anamnese, exame físico, exames complementares, diagnóstico, tratamento e evolução. Estes formam a raiz principal do protocolo mestre. Os três primeiros itens da raiz principal apresentam itens que são comuns a todas as especialidades. Os itens diagnóstico, tratamento e evolução possuem particularidades a cada profissão, e assim foram separados. A primeira etapa resumiu-se em reunir os itens temáticos (como exemplo, agregar todos os itens de anamnese dos oito protocolos em único item de anamnese), eliminar os itens que apresentavam duplicidade e adicionar outras áreas da saúde correlatas, ou seja, Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição e Gestão em Saúde.

Informatização da base teórica de dados através do SINPE©

Para auxiliar neste processo foi utilizado um módulo do software SINPE©, o MIGRASINPE©, capaz de importar automaticamente a base teórica de dados para o SINPE©, gerando o protocolo mestre completo, sem perder a forma original de sua hierarquia e criando automaticamente um novo banco de dados. Por meio da importação de arquivo texto que contenha os dados hierarquicamente agrupados o MIGRASINPE© insere os dados em base de dados do Microsoft Access© disponibilizando estas informações. A Figura 2 apresenta exemplos da utilização deste módulo.

FIGURA 2
Exemplos de coleta de dados: A) anamnese; B) exame físico; C) exames complementares; D) diagnóstico; E) tratamento; F) evolução.

Implantar a base no “protocolo mestre” e confecção/adaptação de “protocolos específicos”

Todos os itens do “Protocolo Mestre” (26.634 itens) da Cirurgia do Aparelho Digestivo foram informatizados e incorporados ao SINPE©, possibilitando acesso destas informações de forma local ou remota, via internet

Analisar a incidência das doenças do aparelho digestivo em um hospital universitário de referência terciária.

Foi realizada a coleta de dados prospectiva com o software SINPE© no serviço de Cirurgia do Aparelho Digestivo do Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil, utilizando o banco de dados já existentes, mas os protocolos mestres divididos, sem formatação atual e sem multiprofissionalidade. A seguir, foram coletados prospectivamente dados de pacientes que realizaram tratamento cirúrgico no serviço. Na nova estruturação em protocolo multiprofissional, ora apresentado, incorporaram-se as coletas anteriores que foram inseridas sem modificações no novo protocolo, manualmente.

Nos últimos anos, foi retomada a coleta de dados, mas com o novo Protocolo Eletrônico Multiprofissional de Cirurgia do Aparelho Digestivo formando total de 4281 coletas. Foi realizada coleta com informações totalmente prospectivas, e não obtidas apenas dos prontuários médicos, mas também dos próprios pacientes à beira do leito, com objetivo de minimizar erros de coleta e tornar os dados mais confiáveis.

Para análise foi utilizado o módulo SINPE Analisador©, uma interface de visibilização de informações do SINPE© com o objetivo de gerar gráficos, estatísticas, imprimir, salvar resultados e exportar dados, fornecendo informações com qualidade e de fácil interpretação. Após a seleção, permite esse módulo a obtenção dos dados referentes à base, data de criação, quantidade de itens, autores de coletas, locais de coleta, número de pacientes por gênero e raça e suas combinações, distribuição de frequência dos pacientes quanto à faixa etária, itens coletados e não coletados, com apresentações textuais, em tabela e em gráficos.

RESULTADOS

Os resultados deste trabalho serão apresentados por figuras correspondentes às telas do computador em modo sumarizado. Para melhor acompanhamento e visualização integral do programa, o leitor poderá realizar concomitantemente à esta leitura a visualização em vídeo do manuseio do software que mostra todos os passos da navegação. Este tutorial segue em anexo a este artigo e pode ser acessado pelo link https://youtu.be/0eOR57zWcUM ou pelo QRcode no início dessa publicação.

Protocolo mestre multiprofissional de Cirurgia do Aparelho Digestivo

A tela principal do “SINPE©” exibe a barra de menus “Protocolos”, “Dados”, “Pacientes”, “Médicos”, “Parâmetros” e “Ajuda”. Clicando em “Protocolos”, aparece na tela as opções “Mestre” e “Específico” e “Sair”. Como exemplo a Figura 3 apresenta o protocolo mestre e específicos das doenças do esôfago

FIGURA 3
Exemplos do detalhamento na inserção dos dados nos protocolos

O item anamnese foi criado através da compilação de todos os dados existentes nos protocolos. Inicia em “Sinais e sintomas” e termina em “Fatores de risco/predisposição”. Apresenta um total de 3.275 subitens. Os itens foram dispostos de acordo com a sequência natural das perguntas que se realizam nas consultas médicas (Figura 3). Igualmente ao exemplo da Figura 3 as demais fases de coletas de dados seguem o mesmo esquema baseando-se no princípio lógico do atendimento médico. São elas em relação à anamnese: Condições e Hábitos de Vida; Antecedentes Mórbidos Pessoais; Antecedentes Familiares; Doenças/Condições Clínicas Associadas; Fatores de Risco/Predisposição.

Da mesma forma exemplificada na Anamnese (Figura 3) seguem os demais itens - sempre com a característica de coleta de itens dispostos hierarquicamente - do Exame Físico, Exames Complementares, Diagnóstico, Tratamento e Evolução.

Para uso na sua característica de multiprofissionalidade, em aspectos em que as especialidades têm coletas diferentes, abrem-se ícones para escolha da especialidade e detalhamentos desejados (Figura 4).

FIGURA 4
Exemplos de subitens multidisciplinares do item Tratamento: A) escolha na raiz o item desejado que foi tratamento na medicina; B) escolha entre os tratamentos possíveis no esôfago; C) escolha dos tratamentos aplicáveis na fisioterapia no mesmo paciente; D) mesmas condições na enfermagem.

Destaque deve-se dar ao seguimento pós-operatório, aqui chamado de Evolução. A Figura 5 mostra exemplo na medicina, mas as outras profissões seguem o mesmo sequenciamento. Este item foi criado para a realização da coleta prospectiva de dados e apresenta a evolução do paciente desde o primeiro dia do pós-operatório, contendo informações como intercorrências, escala analógica da dor, aspecto da cicatriz cirúrgica entre outros itens importantes do pós-operatório (Figura 5).

FIGURA 5
Exemplo de seguimento pós-operatório

Criação de protocolo específico no desejo do pesquisador em sua clínica diária

Além dos protocolos já criados e que estão armazenados no SINPE© podem ser criados quaisquer outros no desejo do médico atendente e que deseja fazer pesquisa individualizada. Os protocolos específicos foram previamente cadastrados para que fosse possível sua confecção neste programa. Foram reorganizados utilizando os dados contidos no protocolo mestre, obedecendo à mesma ordem de disposição em que foram criados por outros autores. Mudou-se apenas a estruturação da raiz principal, não perdendo a fidedignidade dos protocolos anteriores. Foram cadastrados todos os 136 protocolos específicos criados anteriormente (Figura 5).

Análise da incidência das doenças do aparelho digestivo com base nas 4.281 coletas prospectivas realizadas no SINPE©

Para melhor compreensão, a exposição dos resultados será dividida em: Compilação dos resultados e Coletas por protocolo informatizado.

Compilação dos resultados

Em 40 meses foram realizadas 4.281 coletas de dados prospectivas nos protocolos informatizados relacionados às doenças do aparelho digestivo.

O SINPE© permite que um mesmo paciente seja coletado mais de uma vez, porém em outro protocolo específico. Nesta coleta existem pacientes que foram coletados mais de uma vez, como exemplo, um que realizou colecistectomia e posteriormente operou-se de hérnia de hiato. Ele tem apenas um único cadastro, porém com mais de uma coleta.

Na coleta geral deste estudo, o total de pacientes cadastrados foi de 3.870 com 4.281 coletas nos protocolos específicos, sendo que 411 pacientes realizaram mais de um procedimento cirúrgico.

Dos 3.870 pacientes, 2.280 eram mulheres (58,91%) e (41,09%) 1.590 homens. A base eletrônica com maior número de coletas foi sobre as doenças das vias biliares extra-hepáticas com 1.786 coletas, seguida das do esôfago com 1015, anorretais com 736, cólon com 550, intestino delgado com 86, do pâncreas com 71, do estômago com 23 e do fígado com 14 coletas. O protocolo específico de colecistite crônica litiásica foi o que obteve maior número de coletas (1583), seguido pela doença do refluxo gastroesofágico (900).

Coletas por protocolo informatizado

A Figura 7 mostra a incidência das várias doenças nos oito segmentos digestivos analisados no SINPE©.

FIGURA 6
Exemplos de protocolos específicos criados por cirurgiões coloproctologistas em suas clínicas

FIGURA 7
Incidências das várias doenças encontradas nos oito segmentos/órgãos digestivos estudados

A base do esôfago foi constituída por 27 protocolos específicos e contou com 1015 coletas, correspondendo a 23,71% de todas as coletas realizadas (Figura 7A). O protocolo das doenças anorretais foi composto por 18 protocolos específicos e apresentou 736 coletas (17,20%, Figura 7B); no das doenças do cólon foram 16 com 550 coletas (12,85%, Figura 7C); nas doenças do intestino delgado foram 24 com 86 coletas (2,01%, Figura 7D); nas vias biliares extra-hepáticas foram 25 com 1786 coletas (41,72%, Figura 7E); nas doenças do pâncreas foram cinco com 71 coletas (1,66%, Figura 7F); nas doenças do foram oito com 14 coletas (0,32%, Figura 7G); nas doenças do estômago foram 13 com somente 23 neoplasias malignas. Este último dado justifica-se devido a que a grande parte das doenças relacionadas é de tratamento não operatório e este protocolo refere-se às operações realizadas (7H).

DISCUSSÃO

Informática na saúde

A informação é o elemento que respalda todo exercício da prática assistencial na saúde. Atualmente, a tecnologia vem beneficiá-la na medida em que possibilita informações se transformarem em conhecimento científico com rapidez e segurança e a informática tornou-se indispensável no auxílio aos pesquisadores na busca de qualidade científica em seus trabalhos.

As tecnologias de informação e comunicação vêm possibilitando a mudança das características do exercício da Medicina e áreas correlatas, pois permitem disponibilizar o grande volume de informações que são geradas continuamente66 Kalil-Filho FA, Campos ACL, Tambara EM, Tomé BKA, Treml CJ, Kuretzki CH, Furlan FLS, Albuquerque JP, Malafaia O. Physiotherapeutic approaches and the effects on inspiratory muscle force in patients with chronic obstructive pulmonary disease in the pre-operative preparation for abdominal surgical procedures. Arq Bras Cir Dig. 2019 Aug 26;32(2):e1439. doi: 10.1590/0102-672020190001e1439. PMID: 31460599; PMCID: PMC6713053.
https://doi.org/10.1590/0102-67202019000...
,88 Mottin CC, Stahlke Junir HJ, Malafaia O. Multidisciplinary electronic protocol for collection of clinical and surgical data on chronic venous insufficiency. J. vasc. bras. [Internet]. 2020 [cited 2021 May 06] ; 19: e20190127. https://doi.org/10.1590/1677-5449.190127
https://doi.org/10.1590/1677-5449.190127...
. Ferreira (1996)33 FerreiraS. M. S. P. Novos paradigmas da informação e novas percepções do usuário. Ciência Da Informação, 25(2). Recuperado de http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/660
http://revista.ibict.br/ciinf/article/vi...
ressalta que “Os sistemas devem ser modelados de acordo com os usuários, com a natureza de suas necessidades de informação e com seus padrões de comportamento na busca e uso da informação”.

A informática na saúde, além do armazenamento de dados, inclui também a produção de estudos com grandes séries de pacientes contendo informações fidedignas; consequentemente, a produção de metanálises e diretrizes têm produzido bons resultados. Estudos recentes demonstram que essas novas tecnologias são parte importante na melhora do tratamento de pacientes portadores de doenças crônicas, corroborando a importância da coleta estruturada de dados clínicos22 Dorr D, Bonner LM, Cohen AN, Shoai RS, Perrin R, Chaney E, Young AS. Informatics systems to promote improved care for chronic illness: a literature review. J Am Med Inform Assoc. 2007 Mar-Apr;14(2):156-63. doi: 10.1197/jamia.M2255. Epub 2007 Jan 9. PMID: 17213491; PMCID: PMC2213468.
https://doi.org/10.1197/jamia.M2255...
,1515 Young AS, Chaney E, Shoai R, Bonner L, Cohen AN, Doebbeling B, Dorr D, Goldstein MK, Kerr E, Nichol P, Perrin R. Information technology to support improved care for chronic illness. J Gen Intern Med. 2007 Dec;22 Suppl 3(Suppl 3):425-30. doi: 10.1007/s11606-007-0303-4. PMID: 18026812; PMCID: PMC2150622.
https://doi.org/10.1007/s11606-007-0303-...
.

A qualidade dos dados obtidos dos protocolos eletrônicos é mais completa, tem poucos erros, é mais consistente e apresenta baixo percentual de violação em relação aos prontuários em papel. Os processos de editar, digitar, verificar e esclarecer podem ser eliminados, e questões irrelevantes podem ser omitidas77 Koop A, Mösges R. The use of handheld computers in clinical trials. Control Clin Trials. 2002 Oct;23(5):469-80. doi: 10.1016/s0197-2456(02)00224-6. PMID: 12392861.
https://doi.org/10.1016/s0197-2456(02)00...
.

Sobre a confecção do protocolo eletrônico e sua incorporação ao SINPE©

A ideia inicial deste trabalho foi realizar o agrupamento de todos os protocolos eletrônicos desenvolvidos em cirurgia do aparelho digestivo em único protocolo mestre. Os protocolos mestre apresentavam-se divididos no banco de dados do SINPE©; como analogia, seria como um polvo, onde cada tentáculo representaria um órgão/segmento do aparelho digestivo e a cabeça seria o grande repositório recebendo e armazenando todas as informações contidas nos tentáculos para poder integrá-las e interagir com elas.

Como o SINPE© já apresentava protocolos criados em outras áreas da saúde - Fisioterapia, Enfermagem, Nutrição e Gestão - e com a necessidade de mudança na formatação dos protocolos, aproveitou-se a ideia para adicionar a multiprofissionalidade no programa.

As necessidades demandadas de saúde e o crescente desenvolvimento científico e tecnológico produziram estratégias e mecanismos para efetivar o trabalho em equipe, com qualidade e eficiência. Este trabalho exige especificidade de cada profissional e áreas comuns sustentadas em práticas e saberes do domínio de todos. A equipe multiprofissional é, hoje, uma realidade necessária em todos os espaços onde se praticam ações que visam melhorar a qualidade de saúde e de vida das populações. Foi então criado o Protocolo Eletrônico Multiprofissional de Cirurgia do Aparelho Digestivo e reorganização dos itens para incorporar os protocolos específicos. Os próximos protocolos a serem criados seguirão a mesma estruturação, padronizando a formatação do programa, não sendo permitido alterar sua estrutura principal mantendo-se, assim, este novo conceito.

A ideia de incluir todos os protocolos em único protocolo mestre encontrou a inconveniência do grande número de doenças e da enorme quantidade de itens somados, apresentando maior dificuldade na reorganização dos itens, tendo que separar e eliminar os com duplicidade. Outra dificuldade foi torná-lo prático diante da complexidade dos protocolos e tentar estrutura-lo da melhor maneira possível para mantê-lo o mais fidedigno possível. A estruturação seguiu ordem didática, sendo a raiz principal única e inalterável onde os itens que pertencem a esta raiz são os mesmos. Os itens anamnese, exame físico e exames complementares são comuns a todas as profissões. O diagnóstico, tratamento e evolução, são itens diferentes nas várias profissões, e assim foram separados. O desenvolvimento de único banco de dados multiprofissional permite sua utilização em estudos científicos com conclusões mais confiáveis, tanto retrospectivos quanto prospectivos.

Para a implementação do protocolo ter sucesso e aceitação, ela necessita de avaliação confiável feita por grupos profissionais independentes. Os usuários precisam estar envolvidos em níveis de prioridade e planejamento de implementações atualizadas1414 van Ginneken AM. The computerized patient record: balancing effort and benefit. Int J Med Inform. 2002 Jun;65(2):97-119. doi: 10.1016/s1386-5056(02)00007-2. PMID: 12052424.
https://doi.org/10.1016/s1386-5056(02)00...
. O programa passa constantemente por processos de atualização, pois deve cumprir as exigências dos usuários e estar em dia com os avanços da tecnologia.

O projeto denominado “Protocolos Eletrônicos” vem sendo aperfeiçoado desde 1999, com constantes atualizações e melhorias do programa, com inclusões como SINPE© Multiprofissional, MIGRASINPE©, SINPE© Analisador, SINPE© Analisador Datamining, e SINPE© Analisador Estatística. Atualmente, existem protocolos multiprofissionais criados em traumatologia, oftalmologia, cirurgia vascular e cirurgia cardíaca, neurologia e outros, com grande quantidade de dados. O objetivo do SINPE© sempre foi a busca da informação junto ao paciente e, também, ao seu prontuário, coletando informações desde a anamnese até o seguimento ambulatorial. Aliando-se a cruzamentos diversos surgirão informações como fonte para base científica em vários estudos prospectivos.

Análise epidemiológica das doenças coletadas

Neste estudo não houve restrição em relação aos protocolos informatizados, pois não foi realizada a coleta de dados sobre um determinado protocolo específico e sim a coleta prospectiva em todos os oito protocolos das doenças digestivas cadastrados no SINPE©. Foi então realizada a coleta de dados de 4281 casos com informações totalmente prospectivas não obtidas apenas dos prontuários médicos, mas também dos próprios pacientes à beira do leito, com objetivo de minimizar erros de coleta e tornar os dados com maior confiabilidade.

A proposta do SINPE© é a coleta de dados realizada a partir do protocolo específico, ou seja, base no diagnóstico. Assim, a distribuição dos casos pôde demonstrar os principais tipos de doenças ocorridas no período estudado.

Outras pesquisas serão realizadas a partir deste banco com número significativo de casos coletados e enorme quantidade de itens a serem analisados. Estes dados podem hoje ser cruzados, minerados e, após análise estatística incorporada no próprio programa, gerar estudos científicos de alta qualidade.

CONCLUSÃO

Foi possível unificar e estruturar um único protocolo mestre contendo todos os dados clínicos e cirúrgicos referentes à Cirurgia do Aparelho Digestivo de forma multiprofissional. A base informatizada no software, oriunda de coleta sistemática, foi realizada na forma de protocolos eletrônicos multiprofissionais e pôde ser incorporada ao SINPE©. O estudo epidemiológico resultante pode servir de orientação às ações de saúde com foco nas principais causas de doenças digestivas em nosso meio.

Referências bibliográficas

  • 1
    Doebbeling BN, Chou AF, Tierney WM. Priorities and strategies for the implementation of integrated informatics and communications technology to improve evidence-based practice. J Gen Intern Med. 2006 Feb;21 Suppl 2(Suppl 2):S50-7. doi: 10.1111/j.1525-1497.2006.00363.x. PMID: 16637961; PMCID: PMC2557136.
    » https://doi.org/10.1111/j.1525-1497.2006.00363.x
  • 2
    Dorr D, Bonner LM, Cohen AN, Shoai RS, Perrin R, Chaney E, Young AS. Informatics systems to promote improved care for chronic illness: a literature review. J Am Med Inform Assoc. 2007 Mar-Apr;14(2):156-63. doi: 10.1197/jamia.M2255. Epub 2007 Jan 9. PMID: 17213491; PMCID: PMC2213468.
    » https://doi.org/10.1197/jamia.M2255
  • 3
    FerreiraS. M. S. P. Novos paradigmas da informação e novas percepções do usuário. Ciência Da Informação, 25(2). Recuperado de http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/660
    » http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/660
  • 4
    Haux R, Ammenwerth E, Herzog W, Knaup P. Health care in the information society. A prognosis for the year 2013. Int J Med Inform. 2002 Nov 20;66(1-3):3-21. doi: 10.1016/s1386-5056(02)00030-8. PMID: 12453552.
    » https://doi.org/10.1016/s1386-5056(02)00030-8
  • 5
    Hogan WR, Wagner MM. Accuracy of data in computer-based patient records. J Am Med Inform Assoc. 1997 Sep-Oct;4(5):342-55. doi: 10.1136/jamia.1997.0040342. PMID: 9292840; PMCID: PMC61252.
    » https://doi.org/10.1136/jamia.1997.0040342
  • 6
    Kalil-Filho FA, Campos ACL, Tambara EM, Tomé BKA, Treml CJ, Kuretzki CH, Furlan FLS, Albuquerque JP, Malafaia O. Physiotherapeutic approaches and the effects on inspiratory muscle force in patients with chronic obstructive pulmonary disease in the pre-operative preparation for abdominal surgical procedures. Arq Bras Cir Dig. 2019 Aug 26;32(2):e1439. doi: 10.1590/0102-672020190001e1439. PMID: 31460599; PMCID: PMC6713053.
    » https://doi.org/10.1590/0102-672020190001e1439
  • 7
    Koop A, Mösges R. The use of handheld computers in clinical trials. Control Clin Trials. 2002 Oct;23(5):469-80. doi: 10.1016/s0197-2456(02)00224-6. PMID: 12392861.
    » https://doi.org/10.1016/s0197-2456(02)00224-6
  • 8
    Mottin CC, Stahlke Junir HJ, Malafaia O. Multidisciplinary electronic protocol for collection of clinical and surgical data on chronic venous insufficiency. J. vasc. bras. [Internet]. 2020 [cited 2021 May 06] ; 19: e20190127. https://doi.org/10.1590/1677-5449.190127
    » https://doi.org/10.1590/1677-5449.190127
  • 9
    Sampaio MAF, Sampaio SLP, Leal PDC, Moura ECR, Alvares LGGS, DE-Oliveira CMB, Torres OJM, Martins MDG. ACERTO project: impact on assistance of a public emergency hospital. Arq Bras Cir Dig. 2021 Jan 15;33(3):e1544. doi: 10.1590/0102-672020200003e1544. PMID: 33470374; PMCID: PMC7812687.
    » https://doi.org/10.1590/0102-672020200003e1544
  • 10
    Sharda P, Das AK, Patel VL. Specifying design criteria for electronic medical record interface using congnitive framework. Proc AMIA Symp 2003:594-8.
  • 11
    Siegel GM, Young MA. Group designs in clinical research. J Speech Hear Disord. 1987 Aug;52(3):194-9. doi: 10.1044/jshd.5203.194. PMID: 3455441.
    » https://doi.org/10.1044/jshd.5203.194
  • 12
    Tang PC, Young CY. ActiveGuidelines: integrating Web-based guidelines with computer-based patient records. Proc AMIA Symp. 2000:843-7. PMID: 11080003; PMCID: PMC2243807..
  • 13
    Teixeira UF, Fontes PRO, Conceição CWN, Farias CAT, Fernandes D, Ewald IP, Vitola L, Mendes FF. Implementation of enhanced recovery after colorectal surgery (ERAS) protocol: initial results of the first brazilian experience. Arq Bras Cir Dig. 2019 Feb 7;32(1):e1419. doi: 10.1590/0102-672020180001e1419. PMID: 30758467; PMCID: PMC6368157.
    » https://doi.org/10.1590/0102-672020180001e1419
  • 14
    van Ginneken AM. The computerized patient record: balancing effort and benefit. Int J Med Inform. 2002 Jun;65(2):97-119. doi: 10.1016/s1386-5056(02)00007-2. PMID: 12052424.
    » https://doi.org/10.1016/s1386-5056(02)00007-2
  • 15
    Young AS, Chaney E, Shoai R, Bonner L, Cohen AN, Doebbeling B, Dorr D, Goldstein MK, Kerr E, Nichol P, Perrin R. Information technology to support improved care for chronic illness. J Gen Intern Med. 2007 Dec;22 Suppl 3(Suppl 3):425-30. doi: 10.1007/s11606-007-0303-4. PMID: 18026812; PMCID: PMC2150622.
    » https://doi.org/10.1007/s11606-007-0303-4

  • Fonte de financiamento:

    O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (CAPES) - Código de financiamento 001

  • Módulos que compõem o sistema SINPE© de protocolos eletrônicos (acesso pelo QRcode)
  • Mensagem central

    A utilização do Sistema Integrado de Protocolos Eletrônicos SINPE© na área da saúde permite grande armazenamento e processamento de informações facilitando acesso, recuperação de dados, realização de trabalhos científicos prospectivos de alta qualidade em menor tempo.
  • Perspectiva

    O SINPE© é programa de computador para a coleta de dados realizada a partir de protocolos específicos, ou seja, com base no diagnóstico do atendimento multiprofissional na saúde. Sua estrutura acompanha o raciocínio lógico do atendimento assistencial. Pesquisas prospectivas poderão ser realizadas a partir deste banco com itens que podem ser cruzados, minerados e analisados. A coleta com itens já programados diminui esquecimentos ou coletas incompletas. Ganha-se tempo e qualidade.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    18 Out 2021
  • Data do Fascículo
    2021

Histórico

  • Recebido
    24 Set 2020
  • Aceito
    17 Dez 2020
Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278 - 6° - Salas 10 e 11, 01318-901 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (11) 3288-8174/3289-0741 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaabcd@gmail.com
Accessibility / Report Error