SISTEMATIZAÇÃO DO REPARO DA HÉRNIA INGUINAL LAPAROSCÓPICA (TAPP) BASEADA EM UM NOVO CONCEITO ANATÔMICO: Y INVERTIDO E CINCO TRIÂNGULOS

Marcelo FURTADO Christiano M. P. CLAUS Leandro Totti CAVAZZOLA Flavio MALCHER Alexandre BAKONYI-NETO Rogério SAAD-HOSSNE Sobre os autores

RESUMO

Racional:

O reparo laparoscópico da hérnia inguinal tem se mostrado superior aos reparos abertos, com retorno mais rápido às atividades diárias e diminuição na ocorrência de dor crônica. No entanto, custos diretos mais altos e o uso obrigatório de anestesia geral são argumentos contra seu uso. Além disso, o aumento da complexidade da operação resultante de uma anatomia incomum aos cirurgiões gerais impede a ampla adoção da abordagem laparoscópica.

Objetivo:

Propor uma sistematização técnica para reparo laparoscópico transabdominal (TAPP) de hérnias inguinais com base em conceitos anatômicos.

Método:

Oferecer sistematização do reparo do TAPP baseado em pontos anatômicos bem definidos, descrevendo o conceito de “Y invertido”, identificação de cinco triângulos e três zonas de dissecação, para alcançar a “visão crítica de segurança” para o reparo de hérnia inguinal laparoscópica.

Resultados:

Desde que essa padronização foi desenvolvida há cinco anos, muitos cirurgiões foram treinados seguindo esses preceitos. A reprodutibilidade é muito alta, assim como a taxa de adoção entre cirurgiões.

Conclusão:

O conceito de “Y invertido”, dos “Cinco triângulos” e a dissecção baseada em “Três Zonas” estabelecem uma padronização efetiva e reprodutível da técnica TAPP.

DESCRITORES:
Hérnia Inguina; Laparoscopi; Cirurgia geral.

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278 - 6° - Salas 10 e 11, 01318-901 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (11) 3288-8174/3289-0741 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaabcd@gmail.com