Accessibility / Report Error

Hepatectomia: uma análise crítica da ampliação das indicações

Racional:

As ressecções hepáticas evoluíram, tornando-se mais seguras, permitindo ampliação das indicações.

Objetivo

: Avaliar os resultados com ampliação da indicação.

Método

: Estudo prospectivo de todas as hepatectomias realizadas para ressecção de tumores hepáticos. Foram incluídos pacientes com tumores primários e secundários, benignos e malignos e anotados idade, gênero, diagnóstico pré-operatório, tratamento realizado no pré-operatório, tipo de operação realizada, necessidade de transfusão, exame anatomopatológico final e evolução pós-operatória. Os pacientes foram divididos em dois grupos: grupo A, aqueles com indicação tradicional de hepatectomia e grupo B, com indicação ampliada (tumor nos dois lobos hepáticos, ressecções extensas de cinco ou mais segmentos, fígados cirróticos e pós-quimioterapia com drogas hepatotóxicas).

Resultados:

Foram operados 38 pacientes e realizadas 40 operações, 28 no grupo A e 10 no B. A média de idade foi 57,7 anos, sendo 25 mulheres. Três do grupo B foram operados em dois tempos. Os grupos A e B receberam em média 1,46 e 5,5 concentrados de hemácias por operação, respectivamente. Os pacientes do grupo A tiveram três complicações (10,7%) e os do B seis (60%). A mortalidade no grupo A foi de 3,5% (n=1) e no grupo B ocorreram quatro óbitos (40%). Os exames de imagem foram sensíveis para presença de tumor, mas não para definir o tipo. As transfusões, a morbidade e a mortalidade foram maiores no grupo com ampliação das indicações e operações mais extensas.

Conclusão:

Deve-se indicar a biópsia hepática com maior frequência no pré-operatório, assim como a embolização ou ligadura do ramo da veia porta. Para diminuir transfusão intra-operatória há necessidade de trabalho conjunto com o serviço de anestesia e usar equipamentos modernos para secção do parênquima.

Hepatectomia; Ressecções hepáticas; Tumores hepáticos; Morbidade; Mortalidade


Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278 - 6° - Salas 10 e 11, 01318-901 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (11) 3288-8174/3289-0741 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaabcd@gmail.com